domingo, 30 de dezembro de 2007

Apreciações sobre 2007

Foi mais um ano passado a voar, que miséria... Sobre este ano em concreto pode-se dizer que foi um ano simplesmente mau para a televisão portuguesa. A bem dizer por este tipo de raciocínio será mau todos os anos, pois a tvi carrega nas doses de novelas, suícidios em massa nos natal dos hospitais, mas enfim...

Do ponto de vista pessoal, continuo formalmente solteiro, e muito bem assim diga-se de passagem, vendo pelo exemplo de pessoas que conheço que passam a vida a discutir é o melhor que faço, e para esse assunto há muito tempo sinceramente. Mas quanto a isso não há muito a dizer porque sempre fui algo para o azelha e o 'paio' ou sorte para isso não cresce nas árvores, depende da personalidade de cada um...Timidez é lixado mesmo.....Outros pormenores...lá alcancei a faculdade, não foi mau. Mau foi ter de ser obrigado a ir para uma privada, mas pronto, nem todos são inteligentes, logo os burros vão esvaziando o bolso do paizinho nas privadas... Devo dizer que as comidas nas faculdades são bem melhores que nas escolas. Digo isto porque agora digo ''hm, não tá mau'', em vez de ''hm, isto está bom está...uma boa mer...'' e produzir aquele bonito e limpo gesto de cuspir para a camisa mais próxima, isto hipoteticamente falando, e nunca aconteceu, mas a minha cabeça avaria constantemente como podem ter vindo a constatar ao longo do tempo...

Faz uns quatro anos desde que me despertou a curiosidade pelos blogs pela primeira vez, aquele tipo de curiosidade do tipo 'Faz um blog já!', a chamada curiosidade relativa pseudo-obrigatória... É o meu 5º blog actualmente, e o que mais tempo durou, visto que cada vez que fazia o centésimo post acabava com ele, uma mania minha enfim...Se me der as ganas ainda volto a fazer o Jornal Irreal que vocês diziam que apreciavam...A ver vamos...A verdade é que comecei nisto apartir de uns amigos, e fui supondo isto como uma fonte de despejo própria de quem não apetece conter certas raivas, daí adorar falar de política como se vê...

Em 2007 foi o primeiro em muitos anos que não fiz árvore de natal. Desculpa mais plausível pareceu-me ser ter muito que fazer. Não fazer nada é algo que não se tem certeza de quando se acabou de fazer...Pareceu-me por bem ser essa a principal dúvida. Fiz bem. O natal não tem o significado de antes. Onde antes era surpresa que ia receber pares de meias aos quilos, agora já não acontece o mesmo. Recebo portanto chocolates e meias aos quilos. Algo mudou...

Sofre-se um bocadinho sair da escola secundária. Parecendo que não, sai-se do adolescente para a fase em que se decide o que fazer realmente da vida. É aqui que se sabe o que é ser um homem. E ser um homem não é ir para os escuteiros! É, pura e simplesmente, fazer disparates. Estamos habilitados para tal. Beber até cair, tirar notas baixas em provas importantes, dormir ao lado do caixote do lixo...Não quero desencaminhar ninguém na rota do mustafá, portanto se alguém que ler isto tiver menos de desasseis anos digo desde já que sou ligeiramente pateta, portanto não é para ligar ao que eu digo...

Um dos outros focos foi a perda de quase toda a estima que se tinha pelo Herman José. É certo que ele bem que se esforça, mas nada tem a ver com os tempos do 'herman enciclopédia' ou o 'Tal Canal', aquele programa 'Hora H' era...bem como pôr em palavras suaves...hm...MAU.

A Soraia Chaves também parece que se agarrou àquilo que mais gosta, ou seja, levar piladas, trancadas, e pronto, a gente arregala os olhos e lá vamos todos contentes para o cinema só mesmo naquela do ah e tal, só é pena que cinema português só tenha sucesso de bilheteiras dessa maneira...

Por fim devo dizer que acabei hoje mesmo de ler o último livro do Harry Potter. Li em três dias, aquilo viciava. Veio-me as lágrimas aos olhos, e não foi por não haver salpicão no frigorífico, mas porque tudo acabou bem e como devia ser. É uma lágrima daquelas relativas. A verdade é que me passaram o aspirador pela cara sem querer e eu fiquei com a cabeça com o aspecto de uma bola de neve, mas sem neve, com entulho do bom. Tipo juba de leão mas...epa...e tal. Suponham apenas, isso não aconteceu verdadeiramente. Mas se acontecesse não me queria imaginar a usar o meu focinho como aspirador após o verdadeiro aspirador ter ficado entupido depois de ter sugado a parede mais próxima.Vou parar por aqui caramba......

As ópticas de encher chouriços voltam para o ano. Vá, agora o negócio é enfrascarem-se bem no dia 31! Até para o ano. Felicidades!

sábado, 29 de dezembro de 2007

É a loucura


O povo quer...a muito contragosto, lá nos faz a vontade...



Estamos salvos!

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Call Girl - Então qual é o número afinal?

Hoje em dia parece que se percebeu qual a única fórmula para um filme português ter sucesso. É preciso haver camas a chiar, e neste caso não é porque há esquilos lá dentro a grelhar nozes ou a fazer filetes, é porque há sexo, trancada da forte. Pelos vistos é o que se pede. Muito que o padre amaro se divertiu, que felicidade que esse padre teve...até eu pagava para ser um padre daqueles diga-se de passagem...

Agora a premissa é a mesma. Só que supostamente com mais palavrões à mistura. Um bom filme que em cada duas palavras se diz dois palavrões. É focado na acção. Soraia Chaves disse que não se preocupava com o que pensassem dela acerca de ter feito dois filmes em que expusesse-se nua, mas enfim, cá a malta até agradece mas não se pode dizer que crie lá muito boa fama. Suponham...'Quem era a gaja que levava forte no filme do Amaro?- Soraia Chaves'...Ainda vão ver esta mesma pergunta num programa de cultura geral da rtp daqui a uns anos...

Está claro que qualquer pessoa não está minimamente interessada sobre o que possam dizer dela, porque o que interessa em si é o filme, que sem dúvida terá o seu 'quê' de interesse. Agora o factor negativo é que os filmes portugueses só consigam ter sucesso recorrendo a fórmulas teoricamente menos próprias, se repararmos bem o cinema português é bastante pouco divulgado, e a bem dizer o que é divulgado aparte destes desta actriz têem sido...fraquinhos, sem o mínimo de interesse... Até hoje só vi um filme realmente bom português, chamado de 'Os Imortais'. Esse sim, bom filme. O resto...

Este filme para assistir seguramente em família estreia dia 27 de Dezembro, supostamente nas salas de todo o país, menos na barraca das farturas da Creusa...

O que faz um ministro?

Em primeiro lugar é começar por dizer o inevitável. O que gosta de fazer um ministro, além de não fazer nada? A resposta é nada. Se não está a fazer nada entende por bem continuar assim. O difícil é saber quando parar. Parar de fazer nada é algo muito doloroso, porque esse estado é bastante agradável. É como pedir que se atire da ponte 25 de Abril às 19h sabendo que se tem uma consulta no médico às 21h30 e de momento está-se a matar moscas, logo não dá jeito... Outro aspecto a considerar é saber argumentar. Na linguagem de ministro, argumentar ou usar linguagem política é ter o poder ligeiramente persuasivo( ou que pretende ter) de dizer o maior número de bacoradas sem limite de tempo (infelizmente) e sentir-se capaz de dizer de um modo de falar que se pode chamar de inteligente. Ou seja, dizer lixo mas saber calcular o melhor modo de o dizer para dominar a malta que tem de ser endrominada.

Depois desse difícil processo, chega a vez de ir preparar mais discursos cativantes, concisos e...idiotas. Dando aqui a minha opinião, devo dizer que a rtp não está de parabéns com o programa que teve 'Quem quer ser milionário'. Acontece que fizeram sessões especiais do programa com gente famosa, mas ministros nem vê-los. Até o titulo do programa já forçava a esboçar no mínimo um sorriso, como é exemplo algo como 'Quem quer ser mais idiota?', ou o popular 'Um contra todos', que também não teve a devida atenção, não convidaram ministros. O programa 'Um burro contra muitos' teria feito sucesso, era ver o Mário Soares a adormecer a cada minuto, o Sócrates às aranhas com perguntas de somar e subtrair e o Louçã a rir-se dele e formarem a chamada batalha campal em pleno estúdio. Teria o seu quê de cómico vá...

Voltando ao assunto. Já repararam que cá em Portugal conseguimos ter animais que são ministros e que dizem que de Lisboa para baixo é deserto? Que raio de nacionalista é este? Já vi mendigos com mais fé no país que este zuavo! Porventura pensa que se o país for deserto há mais ajuda externa para equilibrar as contas do país, fazendo-nos passar por coitadinhos?! Cá em Portugal ajudas são mal distribuídas, seria tudo entregue a quem não sabe o que fazer...

Como se sabe os ministros pertencem sempre a um partido, exceptuando os independentes claro. Os partidos podem definir-se como conjuntos de azeiteiros bem engravatados e que têem como finalidade criar bronca em outros partidos e entre si próprios. Cascar uns nos outros é o que se pede por palavras técnicas. Existe os partidos que estão em cima, que criam condições para os partidos que estão em baixo andem à cabeçada com eles. Regra geral quer façam algo bom quer façam algo mau é sempre o mesmo. Mas como os de cima são amigos eles preferem sempre carregar na porcaria para os outros irem-lhes ao focinho, e a gente somos sempre os lixados claro está. Lembro-me claramente dos debates entre o Santana Lopes e o rei Louçã, aquilo era um festa...

Um dos pormenores que me iam escapando é a fatiota usada. Sempre farpela bonita. Só os comunistas é que optam pela roupa da loja em frente à sua casa. De tão comunas que são aposto que numa possível 'Grande Entrevista' com a Judite de Sousa se o povo passasse mesmo fome e andasse só de roupa interior eles iam lá de cuecas, melhor nem apostar ainda me sai caro... E onde arranjam eles dinheiro? Montam a barraca das salsichas em dias de jogos dos clubes de futebol?! Podia ser, até imagino o Marques Mendes numa dessas, sempre em cima do banco para atender clientes e tal, mas não é isso que acontece infelizmente, o nosso bolso paga e é algo reprovável. Pagar quem não é competente é exigir demais. A bem dizer, por estes trâmites eu nunca arranjaria emprego de qualquer das formas, mas isso sou eu...

É engraçado como eu me revejo a ser um futuro ministro. Não digo isto por dizer, pessoas que conheço já me disseram que eu tenho o que é preciso, e gostava de ter o seu trabalho, agora protesta-se mas ter um cargo daqueles há-de ser maravilhoso...e há que ver que quando se diz maravilhoso pode ser usado de uma forma irónica...maravilhoso para uns...'maravilhoso' para outros...^^

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Natal do costume


Hoje é dia de natal,
bela época para fazer renúncia a tremoços.
Abuso de doces ninguém leva a mal,
e raios partam as romãs é só caroços.

Mesa recheada de especialidades,
peixe cozido não entra obviamente.
O peru tem boas qualidades,
é comê-lo da forma mais displicente.

Bela árvore de natal a minha,
caco velho no limiar da podridão.
Prendas já ofereci um tijolo à madrinha,
e um par de latas de sardinha a um ladrão...

Meias como prenda não vi,
levei com boxers que me lixei.
É o costume ano após ano ao que percebi,
quero voltar a ter 6 anos idade que tanto gostei...


PS: Decidi fazer o centésimo post desta maneira. Obrigado desde já a quem comenta esta tasquinha que só se diz porcaria. E sim, recebi boxers em vez das meias, bela miséria esta. Há umas discrepâncias no entanto no pseudo-poema. Acontece que a minha árvore de natal não é um caco velho, muito pura e simplesmente este ano não existiu- pura lanzudice de a fazer enfim... E quanto às prendas não pus sequer a vista em cima da minha madrinha, portanto o tijolo é ficção que poderia realmente ser realidade, ao menos seria a prenda mais original do mundo a meu ver...e a lata de sardinhas e o ladrão foi só para encher chouriços, porque não vi o que poderia pôr para fazer sentido...saiu aquilo...que...não tem sentido de qualquer das formas. Passem bem. Bom natal para vocês leitores desta trampa, :)

domingo, 23 de dezembro de 2007

O utópico paraíso das cabeçadas

- José Sócrates decide fazer um estágio numas minas do Zimbabué, como calceteiro. Para tal abandona o cargo de primeiro ministro. Um desastre que só nos traz ânimo no sentido de que o Mário Soares pode-se recandidatar de novo pela trigésima vez a um cargo no espaço de dois anos.

- Cavaco Silva pede a Sócrates que reconsidere, pois este queria ir no seu lugar...

- Entretanto Marques Mendes, que estava na disneyland de França, é barrado quando pretendia dar uma volta na roda gigante por não ter altura suficiente. Fica triste e diz que se irá vingar no rato mickey que por ali passava.

- Descobriu-se mais uma fórmula que dá origem a armas químicas. Chama-se 'água do banho de Alberto João Jardim'.

- Francisco Louçã regozija-se por Sócrates ir embora. Mais tarde fica aborrecido por perceber que perde um dos principais alvos dos seus protestos, fazendo assim caretas e amua, não querendo comer uma fatia de pão de ló da tasca do Jimba.

- Alberto João Jardim fica tão contente que toda a gente sai da sala onde ele se encontrava. A flatuência tem destas coisas...

- 00h: Santana Lopes foi comemorar a saída de Sócrates indo à discoteca, como DJ.

- 00h02: Santana Lopes é internado num hospital. Demasiada pedrada (literalmente) em cima.

- José Sócrates, perante tanto contentamento dos dirigentes partidários, decide voltar atrás na decisão. Portugal inteiro pára. Existe uma guerra civil. Uma guerra civil relativa. De um lado os protestantes de Sócrates, do outro, os apoiantes de Sócrates. (Curiosamente encontra-se sozinho)...

- Sócrates angaria o apoio dos esquilos e dos piriquitos da sua casa.

- Alberto João Jardim olha para os piriquitos e vislumbra frango assado...

- Por fim Sócrates decide render-se, e ir seguir o seu sonho no Zimbabué...

------------------------------------------------------------------------------------------------

Utopia pouco concretizável, não é verdade? A gente é que sofre...Caso para dizer, na verdadeira acepção das palavras e sem ironias, TEMOS PENA!!

sábado, 22 de dezembro de 2007

Religião

Assunto ligeiramente irónico não é verdade? Possível, controverso é a melhor palavra para defini-la. Mas não entendo porque elas existem. Será assim tão bom e fiável existirem? Só deram porrada entre as pessoas caramba! Vamos por partes. Começo pela religião católica. Que trouxe de bom isso? Na minha óptica, ou seja, na opinião que ninguém quer saber, digo sinceramente que acho um absurdo tudo o que é relacionado com isto. Veja-se as cruzadas, o espalhar da fé cristã...Um bom espalhar de fé diga-se de passagem, chacinou-se pessoal como se fosse um desporto. É aquela velha questão de 'queres fé? Toma lá a fé, levas porrada que te lixas'... O exemplo do que aqui digo é bem patente quando, no tempo dos Descobrimentos, os espanhoís foram à conquista da América. Converter aztecas e incas para quê? É tudo povo para ir à vida, matar é divertido, venham todos!.... Já as jihad's é o mesmo assunto, matança em massa é o que se pede no espalhar da suposta fé...ridículo.

Quem pensa na Igreja católica também tem o exemplo dos clérigos apenas terem explorar o povo com taxas e sobretaxas ao longo de tantos séculos, ou por outras palavras, apenas usaram as pessoas para defender os seus próprios interesses, que passavam por enriquecer e viver à grande, e marimbarem-se muito pura e simplesmente para o bem comum! Porque surgiram as religiões protestantes? Não é difícil perceber porquê...

O que acho mais cómico é a existência do chamado deus. O homem descende dos símios, macacos para os amigos. Se querem chamar deus chamem deus à Terra, que criou todos os seres vivos de maneira que ninguém até hoje consegue perceber... Não acredito em transcendências, a vida, os azares ou alegrias acontecem por acontecer, nada controla a nossa vida, cada um pensa por si e cada um sabe de si... O deus é algo que foi criado na cabeça do homem para ter um conforto em situações difíceis, mas toda a gente sabe e é suficientemente esperta para perceber que basta pensar um bocadinho para entender que qualquer religião é uma farsa criada para situações de desespero, e para exploração alheia claro...

A religião está directamente ligada à ausência de paz que existe no mundo, principalmente entre ocidente e medio oriente. Questões éticas e morais divergentes estão implicadas, não é só a questão do petróleo... No meu ver sem religião éramos bem mais felizes, mas o Homem é um ser naturalmente insatisfeito e precisa de umas guerras idiotas para se sentir vivo, portanto não há nada a fazer... As mentalidades são vastas, diferenciadas, e peço desculpa se ofendi alguém mais religioso ou que dê mais importância ao assunto, mas este é o meu ver sobre isto.

Por último...embora não tenha religião nem acredite em nada de sobrenatural, parece que é costume no nosso país celebrar o natal, aliás se existe 97% de população católica por aqui, então quer dizer qualquer coisa, e os hábitos vão ficando portanto...Bom natal e bom ano novo para todos vocês, até um dia...


domingo, 16 de dezembro de 2007

Pausa


Eu bem queria escrever alguma coisa de jeito, mas de momento só me vem à cabeça entulho daquele...mau...Sem ideias por agora...e por amanhã também...e depois de amanhã vá...Comam um kit kat que dá jeito ter umas centenas de calorias para aturar esta brisa agradável na superfície epidérmica que passa nestes últimos dias...(chama-se briol do ca...lho dizendo de maneira mais genérica digamos).
E, em jeito de conclusão há que dizer e é sempre importante recordar: coiso e tal...portanto está tudo dito como devem ter captado...

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Bombons e agriões

Que vida miserável que levo. Está claro que digo isto porque os testes começaram a aparecer, o que diga-se de passagem é relativamente chato e inoportuno, relativamente a favor claro... Todos os dias acordar cedo que bom...e quando falo em cedo quero dizer às nove e meia da matina, que só tenho aulas de tarde. Horários destes não lembram a ninguém, e quando se sai de lá é um grizo no focinho que nem com cachecol um gajo se sente mais acomodado. E o cheiro a mijo também não agrada lá muito no caminho para a escola, mas isso entende-se, pois passa-se perto do estádio do sporting...Atenção que não digo isto a brincar, lá para os lados do metro do campo grande é um cheirinho que é tudo menos rosas.

Há dias chegou a malta de África e dos países europeus para a conferência. Foi giro ver tanto camelo junto. Agora não só temos eles na política portuguesa, como também na tenda do khadafi... Até me admira sinceramente como não foi estacionar a carroça ali na margem Sul, essa bela região que supostamente é um deserto... Pode ser que cheguem a acordo com o Sócrates para ele ir trabalhar nas minas do Burundi, faltam para lá calceteiros e tipos das picaretas, logo com tanta marrada que ele dá por cá ele ir destruir minas até dava um certo jeito...

Pelas estações televisivas, mais concretamente a bem amada tvi, estreou mais um sucesso. Sucesso relativo. A verdade é que foram duas novelas a estrear. É a política de rajada, quantas mais supostamente melhor... Mas é sempre assim, quando se pensa que algo vai correr mal, essa coisa irá correr mal, logo quando pensamos que temos de sofrer com apenas uma, fazem-nos a vontade e põem mais uma em cima, 'sofram aí que se lixam'...

O Natal está a chegar. Essa bela época em que só tem piada quando se é pequeno. Isto na minha óptica claro. É que receber meias e chocolates todos os anos não é lá muito aceitável, até porque quando se é puto não se gasta só se recebe (dá 'lucro'), e agora é gastar dinheiro! - Sou forreta sim, só gasto dinheiro em cuentros e entremeada... O pior disto tudo é o Natal dos Hospitais, para ver os doentes a atirarem-se da janela por não quererem ouvir o Marco Paulo a apresentar o seu trigésimo best of da carreira...


quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Pouco interessante história

Quando duas pessoas se conhecem ou trocam olhares pela primeira vez é sempre relevante. Um gajo tem teoricamente sempre de mostrar um sorriso, aquele grande sorriso de dentes que já não são lavados à uma semana e tal; e no caso da mulher na volta será não pestanejar muitas vezes, embora às vezes possa um bocado de terra ir para o olho e tropeçar logo de seguida num pedregulho de um metro que estava apenas de passagem no meio da rua, é que havia crianças que depois o levavam para jogar futebol... Depois vem a parte em que o tipo vai lá ajudá-la a levantar-se, embora um ladrão lhe roube os óculos e ele pense depois que a mulher é o poste mais próximo, batendo aí com o focinho...

Passado o pó da cara, lá vai ela socorrer o gajo, que entretanto já tinha levado com uma bengalada duma velha, por estar no meio da rua estendido...Estava tudo bem. Agora chega o momento de ele dizer que se chamava Zé das Couves e ela introduzir-se como Maria Tibéria...Vão beber um café para se conhecer melhor...Aí ele conta-lhe que é taberneiro e ela era uma florista mas que de momento só vendia os vasos que não tinha dinheiro para nada...

Ao que se sabe começaram a namorar pouco tempo depois, não que se tivessem realmente ficado apaixonados, mas porque a sua vida era de tal modo maçuda e tão grande pasmaceira que acabaram por decidir isso depois de terem comprado presunto para o canário dela, que não gostava de comida para aves... A cerveja passou a estar na casa dela, com o proposito de lhe enfrascar bem para ele dormir em vez de ver futebol...É que ela gostava de ver o natal dos hospitais...Passado uns bons anos, quando conseguiram dinheiro para o copo de água, decidiram casar, e foram viver para a roulotte de farturas onde ele vivia...A casa de banho deles chamava-se rio Tejo, daí terem decidido viver no meio do mato, para estar mais longe do rio...

Se a história é sem sentido e se o final é algo insípido não me lixem o juízo, é que estou cansado de não fazer nenhum...que por sua vez às vezes cansa mais do que fazer alguma coisa...

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Intervalo

Quem escreveu isso aí em baixo é um génio certamente...


Eu fui baptizado apesar de ser agora agnóstico. No entanto e pelo que percebi, não foi do modo mais conveniente. Quero ser baptizado desse jeito caramba!

Um exemplo da inteligência do povo de Marco de Canaveses, um hino à capacidade de comédia dos seus dirigentes. Se se ver mal ampliem clicando na imagem, vale muito a pena ver o que está lá escrito...


Daqueles anúncios para bater nos directores de marketing da marca não sei quantas....

No meu ver é das frases mais cómicas que já vi dos últimos tempos...Assenta como uma luva à foto diga-se...

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Poema de culto


Olhos esbugalhados,
E que grande dor nas patas
Revitalizador cheiro a grelhados,
Bora lá para a cozinha até a andar de gatas!

Mas de onde saiu você?,
Que me rouba sorrateiramente a costeleta
Diga ao menos porquê,
Ou leva porrada e põe-se na alheta...

Que poema encantador este,
Que qualidade labrega pouco suportável
Devo estar totalmente a leste,
Pois isto é porcaria da mais incontestável...

domingo, 25 de novembro de 2007

Maravilhas do dia-a-dia

Mete tudo num caixote de cartão e manda-me por 'email'- foi o que me respondeu alguém acerca de lhe emprestar uma série. Senilidade tem destas coisas...Mas foi um momento cómico confesso...

Há dias fui ver um filme e aconteceu-me algo burlesco. Estava eu a olhar para o ar como sempre faço quando não tenho mais nada para fazer, e no caso dos bocejos não contam, e por incrível que pareça fiquei com as calças carregadas de pipocas. Acontece que tinha recebido uma mensagem de telemóvel e pus o saco das pipocas no chão, entre os pés. É óbvio que aquilo não tem propriamente forma de bola nem vejo grande interesse em mandar pipocas para cima de outras pessoas, mas o que é certo é que depois de lida a mensagem dei um pontapé naquilo e lá foram as pipocas todas contentes para cima da minha fuça...Foi divertido, embora aqui eu não especifique para quem exactamente...Lá fiz os amigos que tinham ido comigo ver o filme rirem-se à minha pala, e lá fiquei eu ali com uma tromba até ao chão porque ainda só tinha tirado umas quantas pipocas...

O que foi rentável deste desastre é que aquilo não deu muito estrilho, já eu tinha ficado a pensar que a empregada de limpeza me ia obrigar a limpar o chão com a língua...Se bem que eu com a fome que tinha ainda tinha ideias ligeiramente sujas, mas vá, não passou do pensamento. Pelo caminho até aos cinemas ainda deu para contemplar o quão cheio que costuma estar o Alvaláxia...Carregadinho de moscas e de formigas, que conveniência daquelas... Sim, porque pessoas só aquelas que lá trabalham e estão à espera que aquilo seja demolido para saírem dali porque estão fartos de trabalhar num estabelecimento que mais parece uma mesquita tal é o silêncio...Tudo isto na minha óptica de encher chouriços claro...

Por último, aqui está um bom exemplo da maneira portuguesa de publicitar um produto, ou seja, dizendo que ele não vale nada, Portugal é grande!...


sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Light Years

Quando somos pequenos costuma-se dizer que somos ingénuos, e que queremos crescer depressa demais. O chato disto é que é verdade. À medida que crescemos os trabalhos forçados e responsabilidade aparecem e cria uma vaga de desilusão em relação a alguns aspectos. Não é que ser adulto não seja benéfico, creio que toda a gente não morre virgem, até mesmo os padres, que até com esquilos devem de fazer tais actos, mas há coisas que ser adulto nos tira em relação à juventude. Em poucas palavras, acabou a moleza e a prática do faz nada que tanto agrada.

Eu falo por mim, como burro miserável que sou lastimo muito ver os anos a passar tão rapidamente. Quando se é mesmo pequeno não se tem uma percepção tão definida do tempo, e à medida que crescemos damos conta que os anos passam realmente a voar... Se beber uma cerveja der tanto prazer como quando se andava de baloiço ou partia-se o queixo todo quando se caía da bicicleta a mim dá-me talvez mais saudades desse tempo... Não que eu gostasse de partir a queixola, não acho piada a esse tipo de masoquismo, mas acho que se vive pior e bem menos feliz à medida que o tempo vai correndo... O casamento é outro dos casos específicos. Ramboía até lá e durante os primeiros tempos de vida em comum, depois o cumúlo é a chegada de um filho e está tudo lixado.

Os índices de felicidade dos casais após o primeiro filho descem imenso, qualquer pessoa sabe isto... Há excepções claro, há mulheres que põem cá para fora uma legião de criançada e continua a ser feliz, os chamados ciganos, gente esperta que pretende viver dos subsídios dados pelo número de filhos que possuem mas enfim... Só não entendo como sobrevivem à música dos putos com o seu acostumado choro; no seu caso nada que uma pedra ou um pau não resolva... Por essas bandas fazem-se saldos de porrada, a distribuição é gratuita, e as fisgas são do mais comum como prendas de anos possivelmente...

Concluindo este assunto, é apenas um lamento por me aperceber que a responsabilidade aumenta à medida que se cresce...

domingo, 18 de novembro de 2007

Pensamentos rigorosamente aceites pela comunidade de alforrecas do Afeganistão e sul das ilhas desertas da Madeira


- Qualquer pessoa é suficientemente forte para suportar a má sorte dos outros.

- Quando se enfrenta um problema de difícil resolução, existe sempre uma decisão fácil: clara, directa e...errada.

- As saudades de comer pão com chouriço são directamente proporcionais às de querer acordar tarde num dia de trabalho.

- Tente não pensar muito em coisas credíveis de acontecer, é que os impostos podem realmente aumentar.

- Se o Toy fizer um novo cd com oferta de um par de cuecas do mesmo, reze para que esteja a ter um pesadelo dos fortes.

- Se tiver um nariz grande, encoste-o ao chão. Pode ser que ache petróleo.

- Em dias de calor, traga sempre uma ânfora de vinho tinto por cima do boné.

- Quando existem problemas, geralmente as soluções mais facilmente adoptadas são as piores.

- Quando maior for o título do que quer que seja, menos importante é a sua função.

- Porque razão se pode arranjar cirroses se supostamente não se beber? O sonambulismo existe...

- Porque raio o Bush tem tanto prazer em bombardear o médio oriente? O seu prazer em bombardear é directamente proporcional à sua estupidez.

- Qual o futuro possível e previsível dos ministros portugueses se Portugal fosse um país justo? Vender castanhas parece viável...

- Porque será que no natal dos hospitais são convidados sempre 'artistas' de renome português? Os médicos querem ter menos trabalho portanto deixam os doentes atirar-se da janela devido ao ruído produzido por esses grandes artistas...

- Qual o motivo de existirem cada vez mais crianças obesas? O nestum tem cada vez mais açucar...

- Qual o novo medicamento usado pelos médicos para as pessoas terem o intestino limpo antes de uma radiografia? Kiwis maduros é retrete pela certa...

A modos que hoje fico por aqui...

sábado, 17 de novembro de 2007

Uma aventura...no mato


Está fresquinho e tal...Ultimamente tem estado um tempo mesmo estranho. Tenho as patas frias, aborrece ligeiramente. A minha cobertura de gordura não é propriamente grande, portanto sendo um monte de ossos não me dá lá grande resistência a este tipo de tempo. Gosto do tempo de primavera, nem frio nem quente, agradável...Mas isto é demais. Preciso de apanhar um sol na tromba de vez em quando para aquecer, ficar vermelho e ficar a ser gozado por parecer um lagostim...

Ontem fui a um jantar de anos em Cascos de Rolha city. Por palavras mais precisas, digamos que ficava longe de Lisboa, no meio do nada. Não sei o porquê exactamente, mas a comida é sempre bifes com champignon...Neste tipo de ocasiões há de ser o mais fácil e barato de se preparar para várias pessoas, mas o que é certo é que não é aplicada nunca a palavra 'variar'... Por acaso nem foi mau demais, só estava mau portanto, carregado de sal, mas até já comi bem pior...O sítio em questão onde foi o aniversário foi na Margem Sul. O chamado deserto...Demorei tanto tempo até chegar à ponte 25 de Abril que eu e uns amigos ainda pensámos ir ao Mcdonald's manjar qualquer porcaria, talvez um Mcrelva, por ser do deserto onde pelos vistos só existem camelos...

Após essa jornada decidimos ir apanhar mais um grizo porque é bom e produtivo para poder espirrar para cima de alguém que passe, é só vantagens......Lá fomos para o bairro alto, aquilo estava cheio...É rentável apreciar as vistas por ali diga-se de passagem. E as loiras fazem bem ao ego. Cervejinha para aquecer é como o cozido, cura constipações e limpa intestinos ehehe!

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

O cricket cambojano e a sua importância com a distribuição de leite magro III

O Camboja é um bom país. Como boa terra que é, tem de ter desportos idiotas. Como desporto não significa propriamente bater em formigas ou cultivar arroz em cima das árvores, mas desportos ecológicos e simples que consistem em ver se o taco bate em alguém quando se prepara para lançar a bola-sim- falo do cricket. Esse desporto milenar foi introduzido no Camboja pelos ingleses, esses grandes seres que têem o interessante costume de beber litradas de cerveja por segundo. A princípio era uma táctica para apanhar coelhos à porrada, usando a bola chamada pedregulho como arma. Mas mais tarde começou a pensar-se que outra utilidade poderia aquilo ter, daí terem a feliz ideia de usar o taco para mexer o esparguete quando este se produzia...

Depois fizeram-se equipas nas diversas aldeias e criou-se um campeonato. É o costume, existe um desporto, toca a fazer um campeonato. Depois a táctica é a publicidade feita através de lançamento de pedras a tudo quanto fosse ser vivo para ir assistir àquilo. O interessante disto era ver o papel dos ingleses, que passavam os dias a ver as novelas venezuelanas e a comer tremoços. Passado uns tempos a táctica foi sendo passada para esse país, tendo a percentagem de coelhos mortos daquela maneira decrescido. Muitas vezes a bola ia parar à água dos lagos, tendo alguém de a ir buscar depois obviamente, dando azo a questões e respostas inteligentes, tais como 'o que ele foi fazer ali abaixo na água?', ' foi plantar malmequeres'...

Sendo o país pobre o prémio não seria em dinheiro, mas em leite para alimentação da população. Acontece que o meio de transporte do leite era no bolso de alguém, logo durante a viagem por todo o país o dito líquido ia sendo bebido pelo carteiro...é que não existiam cantis para água...Só para leite...........Quem mais lucrava eram os vendedores de chinelos ambulantes, pois como os mensageiros tinham de andar quilometros os ténis gastavam-se muito quando passavam por cima de um canteiro de roseiras...

No fim de cada ano o vencedor do prémio garantia o sustento da sua aldeia, era promovido a salsicheiro, dando-lhe o carro caracteristico e era o heroí lá do sítio...

PS: Com este texto pretendo relatar as guerras idiotas entre países ricos que apenas se preocupam em arranjar discussão com outros países de petróleo(geralmente estes claro) em vez de estarem a ajudar quem realmente precisa. Dum modo irónico pretendi traduzir a miséria de vida e fome que uns passam injustamente e a forma idiota como os países poderosos pretendem lidar com a situação. Está na hora de o fazer...Há população que não se rege por si própria e precisa de ajuda exterior- fica o apelo- a resolução ainda demorará anos e anos...

domingo, 11 de novembro de 2007

Ligeiro apogeu das calinadas produzidas


Em apenas um momento a vida de uma pessoa pode mudar completamente. Era isso que eu pensei quando sonhei que ia comer feijoada no dia seguinte. A ilusão custou acordar maldisposto. Por sorte os pombos não têem o habito de fazer o seu servicinho para dentro das casas em cima das camas...é que não dá muito jeito isso suceder...

Ultimamente tenho andado mais de taxi. Se por um lado não tem piada não ter carro para gastar a mesada em gasolina, já terá sua certa piada andar a 180 km/h na Avenida de Ceuta, ao bom som da rádio clube português, que passa os mesmos exitos sempre a cada dez minutos. São tempos rentáveis que se vive lá dentro. O mesmo se diz da conversa. Têem o seu quê de cómicas, vão desde falar mal de clubes de futebol, a dizer duas asneiras em cada duas palavras, especificando aquilo que não merece ser especificado, é tempo produtivo o que se passa lá dentro. Hoje lá fui eu para Benfica para jogar futebol, para demonstrar o meu futebol, que se pode dizer que consiste em distribuir porrada e mandar bolas para as couves mais próximas, embora não entenda porque raio elas não agradecem...Mas enfim, digamos que sou o lendário patas de chumbo...

Partindo da teoria de que 'se algo pode correr mal correrá mal', e do seu corolário que diz que 'se algo não correr mal, uma outra porcaria qualquer correrá mal', pode-se concluir que se aumentarem os salários cá em Portugal, irão também aumentar os impostos. Isto da atitude do 'toma lá dá cá' do governo é manhosa, é tudo uma cambada de espertalhões. Quando se fala no Sócrates, vem à cabeça um outro teorema que diz que 'se escavar um buraco, não escave mais'. Por isto creio que se depreende o que eu quero dizer...

A bem dizer qualquer um que vá para a presidência do que quer que seja, fará porcaria pela certa. Pressupondo pelos problemas que existe a nível de ensino, como querem formar gente qualificada?...Milagres supostamente só na Igreja, embora nesse caso se tenha de esperar até morrer e nada irá acontecer, porque é tudo uma tanga daquelas... Voltando ao assunto, pessoalmente eu não saberia o que fazer para mudar, apesar de por vezes ser apontado por amigos meus como futuro ministro da economia pelo palavreado idiota que proporciono, a verdade é que só gente culta é que realmente poderia mudar a situação. E eu não me considero um grande pensador ou cultivador de chachadas que toda a gente acredita, eu considero-me sim um grande idiota!

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Say Hello to Heaven


Começou o rebuliço,
a par do tempo castiço.
Avista-se olhos desiludidos,
não escondem os egos ligeiramente mordidos.

A trouxa do dia é menor,
mas a carga de trabalho é maior.
Tempos difíceis requerem acomodação,
mas até lá ainda não existe grande solução.

Bocejos alarmantes,
desejos de fuga constantes.
Dores nas palpebras surgem,
cafés urgem...

Digam olá a este paraíso,
esboçem lá um sorriso,
Custa- sim- mas no fim recompensa,
Só não quer saber disto quem não pensa.


PS: Para quem não percebeu ao que se refere o que escrevi...acontece que custa habituar ao ritmo da faculdade, em que se recebe em cima doses de matéria descomunais...é algo extremamente protestável...

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Querer é fazer requerimento!

''Frágil...Esta noite estou tão frágil...Já nem consigo ser ágil...''- Jorge Palma
É verdade, estou acabado para a vida. Sinto-me mal, a minha tosse engasgante consome-me duma maneira esquisita...Vejo...vejo o Elvis...Olá humilde espectro da morte...vinde buscar-me, mas rápido, que tenho uma consulta no médico às quatro da matina...
Pondo isto em poucos detalhes, a verdade é que de certa maneira estou farto de estar doente. Isto aborrece e manda-me abaixo. Não quero. Quero estar bem. Nos conformes portanto. Rijo como uma lula ou um bolo acabado de fazer. Quero voltar a ir à mercearia trazer leite e pão como de costume, essa bela arte que fazia com tanto desprazer e profunda revolta. Quero dar de comida aos cães da rua como as velhas fazem estupidamente com os pombos... Quero voltar a ver o Mário Soares recandidatar-se para qualquer porcaria. Desejo profundamente ver o Cavaco Silva a dizer 'Quero bifanas' em pleno museu de história natural.
Concedam-me esses desejos. Não são três como o do Aladino mas são rentáveis portanto dêem um jeitinho. Cabe-me a mim dizer que não faço ideia a quem peço os desejos, mas isso é apenas um detalhe...Ajudem...
(Se isto pareceu um reclame das televendas, peço desculpa, apenas quis que ficasse a porcaria do costume) ....

domingo, 28 de outubro de 2007

o bom antigrippal (na foto claro)


Estar constipado está mal
não gosto disto
vou ter de ficar de cama e tal
mas disso ja gosto ta visto...

Preciso da minha pomada
dêem-me comida
pode ser uma gemada
desde que me devolvam à habitual vida...


Saiu um poema muito construtivo em termos de disposição de ideias, ou seja saiu uma bela porcaria, no entanto estou realmente constipado, isto anda mal...

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Melancolia relativa ou knockin on heaven's door

Como é bom ter alguém em quem pensar não é verdade...Sentimentos como 'deves-me dinheiro eu já te lixo' costumam estar sempre associados, embora seja credível que tivessem a pensar que iria falar de algo relacionado com assuntos como o amor ou felicidade, conceitos efémeros e muito relativos dos quais eu não tenho a mínima paciência para falar...

A solidão por vezes não é assim tão mau quanto se possa pensar, vendo bem as coisas há menos chatices, menos zangas, menos utilização de algodão para os ouvidos... Consegue-se gerir melhor a vida e pensar mais em si... não se trata de egoísmo, é um ligeiro proteccionismo em relação à qualidade de vida que se pretende dispor... Vendo bem as coisas um eventual descuido traduz-se em despesa em larga escala, como um filho ou uma consulta a uma prostituta por demasiadas horas...

Quase tudo pode ser substituído, basta haver um rol de gostos mais diversificado para tal acontecer... Há gente que nasce com outros propósitos, outra filosofia de vida... Seja por impeditivos de ordem social, económica entre outras... Ninguém é perfeito, há sempre condicionalismos... Não é que toda a gente cresça com a convicção que vai ser calceteiro ou taberneiro, até porque não costuma ser das profissões de sonho quando em criança, mas quem sonha demasiado alto cria expectativas muito irregulares em relação às reais acepções e origem da sua existência ou motivo pelo qual foi concebido.

Em relação ao que disse à solidão, hão de me cair tijolos na tromba por ter escrito isso, mas é claro que tem vantagens e contrapartidas. É sempre bom ter alguém com quem contar, com quem estar, com quem viver... Mas a vida em comum cria com um certo tempo a tão odiada rotina, possivelmente a razão pela qual os casamentos por vezes não duram. Costuma-se dizer que quando um casal discute é porque realmente gosta um do outro, e isso é algo que realmente acontece, pois se isso num casal não se produz, está estabelecida a rotina, estado insuportável de profundo vazio de emoções e desespero por nada de novo acontecer.

No meu caso...até ver...continuo na minha. O que vier...logo se vê como discutir...

sábado, 20 de outubro de 2007

Cronica alusiva ao incremento de malandrice em Portugal

Hoje apercebi-me do porquê de existirem os chamados episódios 'especiais' das novelas da tvi. Acontece que não se chamam especiais por nesse mesmo episódio acontecer algo de especial, aquilo que motiva o porquê de ser especial é as pessoas serem massacradas com duas horas e tal daquela porcaria. Pelos lados da rtp recomeçou aquele programa genial que se dá pelo nome de 'Operação Triunfo'. Supostamente o triunfo daquilo é ver quem consegue resistir mais tempo a ouvir quem canta sofisticadamente mal...

Esta semana o Alberto João Jardim voltou a queixar-se que não dão subsídios suficientes à Madeira. Eu sempre ouvi dizer que um tipo que quisesse seguir carreira de política tinha de ser uma pessoa com um nível de linguagem ligeiramente melhor que um matarruano qualquer, mas parece que no caso deste artista a sua inteligência parece ser tão grande quanto a de uma cebola... No partido do PSD o Marques Mendes foi embora da presidência do partido. Agora sim, está no caminho certo, o sitio chamado rua assenta-lhe bem... Não é que eu tenha afinidade com o PSD, até porque de partidos não há nenhum que dê preferência, mas confesso que não gostava do seu tipo de discurso e pose, ele parece estar melhor a descascar hortaliças do que ter um cargo daquela importância...

Por hoje basta disto...até a próxima!

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Genesis- Carpet Crawlers ( versão de 1999)



Eu peço desculpa por nunca mais ter postado, mas agora que começou as aulas tenho tido muito pouco tempo para ir aqui. Foi a semana das praxes, que me diverti imenso, ou seja, estava com uma tromba até ao chão de estar farto de ser pintado todos os dias...Passando depois pelas aulas a sério, logo tem sido complicado...A musica é de um grupo bastante conhecido dos anos 70-80, do vocalista Peter Gabriel. Trata-se de uma versão mais moderna desta música conhecida deles. Até lá não sei quando volto a postar sinceramente...Fiquem bem!

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Puré de tijolos

Após um curto intervalo nas postas de pescada estou de volta. Agradeço desde já as mensagens de apoio do tipo ''vai-te embora'' que recebi durante a ausência- estou a brincar obviamente. Mas se não tivesse brincado também poderia dizer o mesmo em relação ao apoio, pois apoia-se tanto para um gajo parar de escrever porcaria como para continuar... A verdade é que tenho andado muito ocupado, visto que só começo as aulas para a semana e tenho lanzudado e feito nenhum o mais tempo possivel porque depois a vida aqui do trambolho vai mudar um bocadinho. Acabou a moleza, boa vida, nestum e tremoços, miséria...

Esta semana fiz zapping na televisão e vi a Teresa Guilherme numa novela, a da sic que dá às 23h. Está claro que a primeira coisa que fiz foi olhar para o tintol que tinha ao meu lado e ver se era efeito secundário da bebida...Acontece que não era. Agora digam-me...onde desencantaram que a mulher da dentola enorme tinha talento para actriz?! Se já para apresentadora já enerva profundamente só da voz da mulher então a actriz é a melhor desculpa que se tem de não ver mais a sic durante esse período de tempo... No meio disto tudo convém dizer que temos de agradecer às estações televisivas de Queluz e de Carnaxide a oferecerem-nos programas com que a gente não se entretenha durante horas a fio... Ouvi dizer num jornal qualquer que a Floribella serie 2 vai ser encurtada porque já ninguém vê aquilo. O que se conclui daqui? As crianças estão a ficar mais espertas, já não vêem tanto lixo...

Das televisões nacionais a melhor é porventura a que tem menos sucesso em termos de share. O canal 2. Seja através de séries da national geographic, ou séries de comédia porreiras, ultrapassa quase sempre as outras estações...Só tem um senão, passa o repetido do 'diário de sofia'. Para quem não sabe, é um programa ridículo tipo morangos com açucar, ou seja, elenco jovem só que tem o espectador de decidir o que a personagem principal Sofia há de fazer, oferece sempre duas hipoteses. Paga-se sessenta centimos, o que equivale a mandar o programa a um certo sitio e marimbar para aquilo totalmente...Mas o 2 é de longe o melhor canal aberto de Portugal...

Em relação à imagem que podem ver em baixo...confesso que não conheço ninguém chamado karyn Strickler, mas também digo que há de ser uma pessoa parecida comigo psicologicamente, o titulo da estratégia política praticada diz tudo!...


domingo, 23 de setembro de 2007

Haja pachorra para o canal de culto!

É idiota perguntar vos se sabem qual é, porque quando se trata de falar mal de algum canal a tvi é sempre a mais visada. Vou começar por falar daqueles que são considerados mesmo reliquias, obras de arte dessa estação incontornável. Pronto já acabei. Agora passemos à parte realmente boa, com o programa do rei goucha. O eterno tira- protagonismos-à-belissima-Sonia-araujo. Há que dizê-lo, um abelardo daqueles a conduzir um programa da manhã é desastroso, mas como a política de todas as estações para os programas da manhã é eles serem o pior possível ( à excepção do da rtp, que sempre dá para ver o belo ser humano que é a Sónia Araujo), então pode-se dizer que o Goucha preenche os requisitos. Como a tvi adora imitar novelas de sucesso de outros países, fez o mesmo com o programa da manhã e imitou a rtp na contratação de uma mulher bonita para conduzir o programa ao lado daquele imbecil... Foi uma ideia acertada, aliás, no que à imitação diz respeito a tvi está no topo...

Em relação às novelas, muito me admiro como a adaptação das chiquititas pela sic e nao pela tvi, visto que uma novela dessa qualidade só podia ter ido para a tvi...A Sic também tem surpreendido nesse campo... Mas no caso das chiquititas depois tinham de pôr a Manuela Moura Guedes no lugar da Patricia Tavares e depois não dava jeito...Aliás, ela foi afastada da apresentação da novela jornal nacional porque a sua boca dava pesadelos ao cameraman... Falando nela não sei quem inventou que ela tinha vocação para pivô, provavelmente ela exigiu isso se não começava para ali a cantar e as pessoas tinham de evacuar os edificios, mas como se sabe, existem açaimes, e por vezes usar tal coisa para os cães é que é um acto cruel...e até simplificava as coisas, pois comprar salsa para ouvidos para um edificio inteiro saía bem mais caro...

Já os comentadores de futebol conseguem ser mais divertidos que essa lenda que era o Gabriel Alves. É engraçado estar a ver um jogo e ouvir os comentários deles, pois estão a fazer tudo menos a ver o jogo que a gente estamos a ver. Consegue ser irritante à brava aquilo que eles dizem. E depois fazem pausas na narração do jogo para falarem de assuntos idiotas extra futebol por vezes... Por outras palavras, devem ter contratado dois decoradores de salsicharias para o papel de comentadores...

Após o jornal nacional seguem-se os programas da tarde, onde entra em cena 'As tardes de Julia', essa grande animadora para passar secas ao pessoal. É dos famosos programas para atrair suicidios em massa em hospitais que possuem doentes acamados que só podem ver televisão, coitados! Falando em hospitais o Natal dos Hospitais é outro dos programinhas que os pobres dos idosos só querem é mandar-se da janela abaixo, com Toys e tonys carreira sempre por lá a fazer passar o desespero nas pessoas...

Agora os programas da noite. Tendo acabado o maravilhoso programa do João Kleber 'Fiel ou Infiel', o programa polémico da porrada e figuras tristes em estudio, a tvi agora passa um programa em directo às 3h e tal da matina com duas apresentadores interessantes do ponto de vista fisico, mas que psicologicamente são umas coitadinhas...O dito cujo é o 'Toca a ganhar', como já devem ter visto a anunciar mil vezes, porque é um programa 'obrigatório' para as pessoas que trabalham sendo às 3h da madrugada, e se algum dia tiverem a indecência de ver como uma vez por acaso eu fiz durante 2 minutos assistem à comédia protagonizado pelas apresentadoras, que são más de mais...

Por último, uma palavra de apreço à televisão que passa o filme 'Speed' com o keanu reeves cerca de 10 vezes por mês...

sábado, 22 de setembro de 2007

19º Grão aniversário

Mais um ano. Que raiva. Quero voltar a ter seis anos...Tenho de tirar umas certas ilações relativamente ao que se passou. Acontece que não recebi pares de meias nenhuns, logo isto não é realmente a mesma coisa, já pensava que ia ganhar mais uns pares e nada...Desgraça já viram...estou profundamente desiludido...Para as comemorações já estou eu aqui a comer um alguidar de amendoins mais uma litrada da pomada lendária chamada tintole ah pois é!!

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Arrozal de bacorada

Já alguma vez pensaram porque os aliens não invadem a Terra? Há sempre alguns aspectos a pensar, como o caso dos seres humanos exterminarem tudo quando é ser vivo incluindo eles próprios e por muito possivelmente terem visto o Alberto João Jardim a tomar banho na praia e depois especialistas irem ver o estado da água e considerarem na poluída... São ocasos da vida, tal como a açorda que comi hoje que tinha uma danada falta de sal, logo tinha o ilustre sabor a água... O mal deste país é haver poucas lagostas. Se existissem lagostas já não se comia sapateiras por ser mais barato, e assim contribuíamos para o desenvolvimento distrital do nosso país.

Voltando a conversa para um grande marisqueiro, vem à baila falar desse rei das tabernas, esse clone do Tony Ramos, o incontestável... José Cid. Onde anda esse malandro? Há já uns tempos que desapareceu, talvez tivesse sido preso no processo da Casa Pia, ou anda por aí a descascar laranjas em super mercados... Dá pena porque a gente tem de levar com os delfins e a pseudo estrela da flatuência que era da Operação Triunfo ( resta dizer que para esta nova saga da OT vem mais um/a grande artista de renome, com mais uma das tradicionais habilidades gástricas possivelmente), mas no fim dessa lenda do rock português temos tido poucas notícias...talvez esteja a ser violado contra um cacto, ou a brincar com um cavalo, aliás, isso é opção mais credível...

Claudio Ramos afirmou recentemente que é 'um dos nomes incontornáveis da tv' a uma revista de telenovelas qualquer. É verdade esta parte, eu vi isso algures. Mas nesse ponto ele tem razão. Ele é simplesmente o maior e mais irritante imbecil que passou na tv dos últimos anos, fazendo concorrência apenas com o Goucha e a Maya. Trata-se daquele tipo de gente que vive de falar mal dos outros, se observarem no programa da manhã da Fatima Lopes, que observei à dias quando fazia zapping para ver se estava a dar os power rangers; existe uma parte do seu programa que se chama tertulia cor de rosa que basicamente estão quatro idiotas sentados e falam mal ou discutem o que vem nas revistas cor de rosa. O mais comico é que são pagos para o fazer. Eu pagava lhes se limpassem o chão com a língua, mas por falar mal de quem quer que seja é absurdo. Existir programas para falar mal desses aspectos é mau demais. É velho dizer isto, mas é sempre verdadeiro dizer 'tá mal'.....Fica o lixo do dia...Até!

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Stop complaining, start re-arranging

Com este clima de satisfação que emana no ar aqui perto, ou seja, não cheira propriamente a farturas da barraca do Zé, há que encher os pulmões de ar e cheirar o ar vificante da poeira da cidade, depois o negócio é só olhar em frente e ver alguém a comer tremoços com sumo de pêssego bem podre, para dar aquele toque carismático a esgotos... A técnica principal de arranjar motivação é parar de discutir consigo próprio...há que relaxar, tomar um tintol, a pomada resolve sempre qualquer problema que ocorra na sua vida marafada. Se após um dia de trabalho ligeiramente cansativo tiver de aturar a sua bela mulher chata a solução é ir a casa da sua sogra para discutir o que quererá que ela faça para o almoço no dia seguinte. Aí ela não perceberá nada do que você quer dizer com aquilo, mas você assim não atura a sua mulher, em contrapartida vai divertir-se à grande a rebaixar a danada da sogra.

Não é difícil fazer de vez em quando um palavreado idiota como o exemplificado aí em cima, apenas tem de ter um determinado clique de inspiração, bem como ver a indispensável Floribella... Continuando a análise cientifica daquilo que tem de fazer não sei exactamente para quê, quando tiver fome peça à sua porteira um alguidar de amendoins e um quilo de kiwis maduros, para lhe dar uma dor de barriga tão grande que o seu bandulho lhe obrigará a faltar ao trabalho de recebedor de dinheiro das portagens no meio do mato alentejano com a sua típica frescura de quarenta graus à sombra...

Por hoje vou parar com as bacoradas, que o caldo verde está ao lume, e não dá jeito queimar o fogão, e por conseguinte a cozinha toda, porque se não já não havia cozido para ninguem...até!

domingo, 16 de setembro de 2007

Pormenores da vida

Actualmente estou a viver um período algo negro da minha vida, não fiquei colocado nas faculdades que queria, ou especificando um bocadinho, não fiquei colocado em nenhuma. Acontece que para as pessoas que possuem médias medianas/baixas, como eu, que tenho doze de média exactamente, as subidas de média este ano não beneficiaram mesmo nada. Não consegui ser colocado, onde a média do ultimo colocado foi cerca de treze e meio. Sinceramente, estou muito mas muito aborrecido. Nada me faria prever que ultrapassado o obstáculo enorme que é a matemática me surgisse um contratempo desta natureza. Não queria sequer acreditar quando vi aquilo na internet.

Parece que as médias nos cursos que eu queria entrar aumentaram dois três valores este ano, o que para uma pessoa com notas razoáveis mas não boas é muito significativo quanto à entrada ou não no ensino superior. Se tivesse sido o ano passado, tinha entrado, pois as médias não eram muito altas, já este ano fiquei totalmente preso... Agora o que há a fazer é ir à segunda fase e tentar que um milagre aconteça. Milagre esse que terá de ser baixarem as notas e aumentem as vagas, visto que desta vez também sobrou muito poucas vagas, tendo em conta que dez mil pessoas ficaram de fora das colocações... É esperar, embora tenha de usar possivelmente o recurso a uma privada, que embora mais cara, talvez seja a unica saída possível num beco sem a mesma possivelmente.

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Temple of the Dog- Hunger Strike



Em 1990 elementos das bandas de Seattle Pearl Jam e Soundgarden reuniram-se e criaram um projecto que teve o nome de 'Temple of the Dog'. O tipo de músicas é o mesmo dessas bandas, embora esta música e a 'Say Hello to Heaven' se tivessem destacado das demais. O album tem o nome da banda e está muito bom, tendo sido considerado dos melhores do género nos anos 90...As bandas do Eddie Vedder e Chris Cornell serão sempre das minhas favoritas. Quanto a esta música, trata-se dos melhores achados que fiz dos ultimos tempos...

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Tempinho...mau

Setembro é um bom mês. Especifico aqui que estou a ser irónico. Em termos de praia é pelo que percebi, porque já há uns anos que não apanho bom tempo nesta altura... Daqui a dez dias faço anos, é engraçado ter em conta o nível de entusiasmo de há dez anos atrás e o de agora em relação a essa data, se antes na altura de ir de férias em Junho já estava aos pulos e a ir contra as paredes da motivação de faltarem 'apenas' três meses para o aniversário, agora já não dá qualquer entusiasmo em receber os tão acostumados três, quatro pares de meias e boxers...

Era suposto só regressar daqui a três dias, mas aconteceu imprevistos... Ontem a viagem para Lisboa foi muito divertida. Foi relâmpagos desde o ínicio do Alentejo até Lisboa inclusive... lá ia eu a borrar-me todo... Atenção que esta parte é inventada, a verdade é que é tão raro ver relâmpagos (é quase sempre só trovoada, barulho etc...), que é daquelas coisas que tem tanto de receio como de um certo fascínio de ver...

Os destaques da semana passam pela Maddie. É destaque todo o dia, já farta. Um telejornal a única coisa que transmite é isso durante praticamente toda a emissão. Dizem que lá na terra dos pais dela há tanto reporter que já querem andar todos à bulha com as pessoas que lá vivem, que andam desejosas da vida pacata que levavam... Quando é que percebem que a miuda não aparece mais?! E se forem mesmo os pais dela a terem feito aquilo o mais provável é no momento de irem para a cadeia serem apedrejados à saudável maneira dos países do medio oriente...E rendia, visto que tanto aparato e tanta suposta inocência para no fim puderem ser mesmo eles, era dar-lhes caça, porrada que só fazia-lhes bem, ando mesmo farto desse caso !

Agora vou dedicar-me à revista dos blogs...Até!

sábado, 1 de setembro de 2007

partida, largada e...estadia

Vou de férias. Quer dizer, eu estou de férias, vou é para outro lado...O Algarve é sempre o mais 'sugerível', logo eu vou preparar as coisas e seguir para lá...Mais quinze diazitos antes de começar a maravilha da faculdade...Até !



quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Kung Pow- Enter the Fist



Dos filmes mais idiotas e hilariantes que já alguma vez vi. Não só pelas vozes, mas por toda a história ridicula em si. No caso das vozes, contem com a do sapo cocas, da miss piggy, entre outras bastante ridiculas. Trata-se da adaptação de um filme antigo transformado e dobrado em inglês com vozes cómicas. O bom é que está para sair o segundo filme da saga, coisa que nao perderei sem duvida! Para verem mais deste filme, vão ao youtube, lá tem o filme todo por partes! Mas é altamente aconselhável a ver isto, é demais!!

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Bámoooos lá cambada 2

Eram dois...e caiu o do meio...terá dito José Hermano Saraiva em relação aos bifes com batatas fritas que D. Afonso Henriques deixou cair ao chão antes de uma batalha de alargamento de território qualquer. Não há provas que ele tenha dito, mas na minha humilde e idiota cabeça estará sempre uma ideia do género ( aqui o 'sempre' é relativo caute lá!!) . Sem querer ofender o homem, que é das pessoas mais cultas em Portugal certamente, sempre achei sua certa piada à forma como ele faz os gestos de mãos. Lembram-se daquela brincadeira dos 'nheques'? Aquela coisa de se se olhar para a mão e se ele tiver os dedos todos juntos como o professor põe diz-se nheques e recebe-se paulada na barriga? Faz-me lembrar, só não imagino o homem a fazer isso, obviamente...

Nestes últimos anos para Portugal houve muitas coisas negativas, mas também houve positivas. Os Delfins já não editam um cd há mais de 2 anos, fantastico!! Só o Marco Paulo é que veio estragar o esquema, este tipo parece que tem prazer em editar best of's, creio que os ultimos cinco seis cd's dele foram só de 'grandes' êxitos, está claro que apenas ele afirma ser os maiores êxitos dele, visto que qualquer matarruano da provincia faz um trabalho melhor que ele...

Parece que na tvi vem aí outro mega sucesso de novela, ou por outras palavras, uma 'bela merda'. Caso para dizer, façam zapping na tv, mas por favor, na hora novelesca não mudem de canal para a tvi, se bem que não vejam o jornal nacional que também é uma novela...Mas espera...a tvi não tem mais nada a não ser isso; por outras palavras, e especificando a coisa, não vejam a tvi...vejam o mestre Lopes na rtp com os ensinamentos de como se faz arroz de maçã e bolo de cortiça que é melhor...

A rubrica volta daqui a uns diazitos...Até!

The New Pornographers- sing me spanish techno



Estes canadianos actualmente são um grupo desconhecido cá em Portugal e pelos vistos sempre serão visto que já têem quatro cd's lançados e nunca falam deles em lado nenhum, mas no meu ver são dos melhores grupos de Indie Rock actualmente. Quem comprar o cd 'Twin Cinema' ou o 'Electric Version' não se arrepende de certeza, adoro este grupo.

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Susto

Existem muitos tipos de sustos. A primeira coisa que sugere quando se apanha um susto é tocar tambor para recompor do dito cujo. Hoje foi um dia normal, lá ia eu mais um amigo meu para o snooker e tal, não sei se é algum tipo de masoquismo mas eu pareço gostar de levar porrada nesse jogo, ganhando sempre um e perdendo uns quatro, mas não é por aí que desejo entrar... Acontece que geralmente uso uma bolsa de cintura, não pensem que sou um velho motoqueiro mas costumo realmente usar uma coisa dessas, dá jeito para não ir com os bolsos cheios, que mais parece que trago tijolos para reconstruir casas de banho privadas...

O que sucede exactamente é que após a tareia do dia vou-me embora. Supostamente ir embora teria de suceder, não é habito dormir em salões de jogos... Mas como falei em bolsa de cintura está automaticamente implícito que me esqueci dela lá dentro. Lá ia eu a chegar a casa todo partido, eu costumo ter uma resistência física deplorável, logo foi-me imensamente conveniente tal coisa... Fico em pânico, nem tive tempo de tocar tambor ou gaita para me acalmar, digo umas palavras menos próprias típicas de quando se fica lixado e volto para lá... Mais uma viagenzita de autocarro 'epa ca bom', depois após andar umas quantas milhas a pé lá chego ao salão de jogos. Por sorte achei a lá, mas reconheço que tive um certo receio de perdê-la, é que para além dos objectos pessoais, continha ainda uns M&M's, e sofria muito se algo lhes tivesse acontecido...

sábado, 25 de agosto de 2007

Vamos lá cambada

Como aviso, devo dizer que o título nada tem a ver com a música labrega da selecção, muito pura e simplesmente apeteceu-me este título, visto que este é daquelas maravilhas de post que tem um princípio, fica esgroviado no meio, e fica totalmente desconectado com o que se disse no fim... Parece que o caso Maddie ainda não teve fim. A verdade é que qualquer pessoa com um mínimo de inteligência já percebeu que ela já não aparece, mas no caso das pessoas da televisão usam isso para ocupar cerca de um quarto de hora do telejornal. Porquê? Porque dá jeito. Fora destas andanças anda tudo de férias. Até os drogados. O que faz um drogado quando está de férias? Anda a ver se snifa droga. Aquilo é melhor que cão da polícia, visto que nem precisa de cheirar vestigios para saber o que tem de procurar. Qualquer dia para reduzirem as penas aos drogados e traficantes da mesma ainda põem-lhes uma trela ao pescoço e estão asseguradas uma nova forma de fazer o bem para a sociedade, sim, porque drogados é para todo o sempre. As clinicas de reabilitação hão de ser engraçadas, devem testar a vontade dos pacientes usando armadilhas para ursos ou ratos, bastando lá colocar um saquito do dito pózito do milagre.

Certo dia convidaram um amigo meu para abrir uma roulotte de sardinha assada, mas o danado recusou porque não queria ter de apenas fazer lucro em dias de jogos de futebol, o mesmo se aplicando à minha recusa face ao negócio das bifanas. Como se não bastasse a juntar a essa bela maravilha de negócio ainda teria de vender cerveja, e neste caso não rende mesmo nada vender, rende é beber! Há dias que o tempo anda mau. E aqui não se pode culpar estes negócios ilicitos, mas a verdade é que hoje está nublado e ontem teve calor de pôr a lingua de fora... Pôr a língua de fora é mau não só para saber se o ar está quente ou não, porque geralmente aplica-se à finalidade de contemplar moçoilas que pareçam ter tudo nos conformes, e fazer esse acto diz muito sobre determinado indíviduo. Pôr a lingua de fora significa igualmente má educação, embora neste caso eu pense que deveria ser uma forma de poupar energia em vez de mandar uma pessoa para um determinado sitio, o mesmo se aplicando ao gesto do dedo maior da mão estando o resto dos dedos para baixo, o dito gesto obsceno que apenas significa poupança de energia, porque o 'gasóleo' está caro...

O Estado lucra muito agora com o novo sistema de radares espalhado por Lisboa, caso para dizer, toca a mandar hortaliça para cima dos radares para ver se aquilo estraga. A rodovia nunca mais será a mesma. Já não se verão gente boa e responsável a andar a 230km/h na av. ceuta, a 2ª circular continuará a ter os mesmos acidentes de sempre, embora sejam a velocidades a cerca de 30 km/h a menos do que à pouco foi especificado para a av. ceuta, uma tragédia...Onde fica a emoção no meio disto tudo? Ficam nos computadores estragados devido a tanta multa acumulada...

Falando um pouco do que se passa no resto do mundo...pode-se dizer que......os croquetes aumentaram de preço na mauritânia!..............

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Carpetes I - Totoloto

Preâmbulo

Olá. Acontece que me fartei consideravelmente do tipo de coisas que escrevia, e decidi criar uma história de raiz para vocês. Criar histórias é sem dúvida aquilo que me confere mais prazer de escrever, sendo esta mais uma na senda da idiotice sem pés nem cabeça que foram as histórias do porco, como dos ministros portugueses, etc... Só espero corresponder digamos, pois dá um certo prazer gostarem do que eu escrevo, convenhamos!...


----------------------------------"----------------"--------------------------------------------

Num certo dia nasceu um tipo. Não é que não pudessem nascer outros, pois os tipos e tipas nascem à pázada, mas este tipo que falo tinha um não sei quê que o tornava de certo modo especial. Com a palavra especial não se deve subentender que tivesse um talento escondido que fosse bom, é mais pela ausência do mesmo. Todos os anos adorava ir à praia, com o propósito de levar com ondas fortes no trombil, bem como tentar caçar formigas a tiro de caçadeira. Imaginava esta última parte. Sonhava em ter um lugar importante no mundo, embora estivesse predestinado a ser um varredor de ruas. Em busca dos seus sonhos foi tentar gastar ordenados nos totolotos e euromilhões. O que sucede é que ganhou a lotaria. Possivelmente gastou um terço do dinheiro que recebeu, visto que tinha recebido uma pequena fortuna do seu tio Anatole. Ficou contente.

É impossível tentar descrever um outro sentimento além desse, embora tivesse dado cabeçadas na parede e pedido que lhe dessem porrada para ver se tudo aquilo do prémio era real. A sua vil esperteza custou-lhe a fortuna. Depois do enxerto de porrada, acontece que ficou estendido no chão...sem dinheiro. Conta quem viu os ladrões que estes partiram no seu fiat punto GT e nunca mais foram vistos...em Figueiró dos Vinhos, agora habitam em Santa Comba Dão... Quando o tipo se levantou, tinha ratos a roerem-lhe o sapato, tendo tratado deles fazendo uma churrascada de rato com uns coentros que comprou com uma nota de quinhentos euros... Feitas bem as contas viu-se de novo na pobre vida que levava, tendo pedido um empréstimo ao banco para voltar a gastar fortunas no totoloto. Existe gente que não aprende. Mas ele aprende. Pelo que percebeu antes tudo foi bem feito, só a parte da porrada é que não tinha nada que pedir...tipo esperto.

Ao fim de cerca de quinze anos de trabalho duro a limpar as ruas que as pessoas poluíam de propósito para ele ter algum trabalho, ele voltou a ganhar o totoloto, e decidiu ir viver para outro país, que no seu entender seria Lisboa, pois era burro suficiente para afirmar que a capital portuguesa era um país...

(continua...)

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Part One Tribe- Summer



Eis uma das músicas que mais gosto dos últimos tempos. Tem um toque qualquer bastante nostálgico, e creio ser daquelas que por determinado som ou letra consegue logo cativar uma pessoa a ouvi-la...Reggae que eu considero muito bom este...

sábado, 18 de agosto de 2007

Tragédia!

Olhando um pouco para os programas culturais, e se se não pensar no programa dos novos Chefes Silva, ou seja, pondo de parte os programas gastronómicos, durante uns dois anos deu um programa que era de tal modo mau que se tornava de certo modo cómico ver tanta peixeirada. É obvio que era da tebêí, vulgarmente chamade de tvi, e o seu nome era 'Fiel ou Infiel'. Algumas pessoas já terão feito zapping numa sexta feira por volta da meia noite, e visto um tipo com uma voz tremendamente irritante que dá vontade de bater, que está sempre aos pulos e a fazer figuras ridículas. Essa figura era João Klebér, o rei a gozar com os seus convidados.

O programa consistia em uma pessoa, fosse homem ou mulher, fizessem um teste à fidelidade do companheiro, normalmente dando em porrada sempre que as pessoas que pedissem o teste fossem traídas até ao fim do programa apenas três pessoas foram fiéis. Acontece que a táctica era as pessoas que seduzissem fossem, no caso de quando era uma sedutora, uma tipa 'boa'. Aquilo era muito cómico, não pelo teste em si mas pelas pessoas que pediam o teste verem o desenrolar dos acontecimentos e ir chamando coisas como 'porca', ' ainda hás de levar tantas seu estupido'. Pondo isto por palavras simples, era o tipico programa polémico que cativava pela estupidez e porrada que imprimia.

O público deste pseudo-espectáculo também teve piada. Era só gente idosa. Só se via por lá pessoas de 65 anos para cima, e mais três ou quatro jovens... E igualmente lançava bocas aos concorrentes, e enquanto isto acontecia o apresentador ria estupidamente e gozava com os próprios concorrentes. Um programa soberbo de categoria, acabou ontem, tragédia!, foi dos grandes pilares da tvi em termos de maus programas, concorrendo directamente para 1ºlugar juntamente com os outros programas e novelas de porcaria que por lá andam...Em suma, um belo lixo de programa, inesquecível...

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Longas são as expectativas


É comum gerar expectativas acerca de um suposto aumento dos salários cá em Portugal. Acontece que as expectativas são longas, tão longas que o mais obvio é esperar eternamente, embora haja sempre aquela réstia de esperança que aconteça o dito aumento, ou por outras palavras, aqueles aumentos ocasionais em que garante-se mais um eurito na conta bancária, pelo qual o Estado vai recuperá-lo através de aumentos de impostos ou comissões de todos os feitios...O Estado é um orgão esperto, a tactica do 'tira daqui põe ali' aplica-se perfeitamente à conduta portuguesa. Infelizmente para muita gente isso não é suficiente, o que leva a ligeiras reclamações que culminam com um 'Sócrates faz-nos um favor e demite-te'... Sócrates igual ao da Antiguidade infelizmente pouco têem em comum...embora tenham certas semelhanças, como terem nariz, mãos ou pernas...

A incompetência política não se limita a isso. Portugal é um país em que a formação educativa é um desastre, depois queixamo-nos de assuntos pelos quais as pessoas que dominam a politica nada percebem... Toda a gente consegue perceber o estado do país em termos educativos, é todos os anos a mesma história. E mesmo em termos psicológicos cá pode-se dizer que somos muito pobrezinhos. Apesar de não contar para nada, é dificil perceber como se elegeu um ditador como o melhor português de sempre, há uns tempos naquele programa dos melhores portugueses...

A somar-se a isto também se encontra a mentalidade portuguesa. Deixamos a desejar neste aspecto. Somos pouco ligados a novas inovações, e temos pouca facilidade em adaptar às mesmas, muitas vezes pouco interessados sequer em aprendê-las. Portugal pouco evolui em alguns aspectos considerados cruciais. A mentalidade está ligada à nossa caracteristica de protestar contra todos os politicos incompetentes mas adoptar sérias soluções para os problemas não se vêem. Da nossa parte, pouco cultos em determinados aspectos ee mais com a habilidade de criticar severamente quando somos igualmente severamente prejudicados, dá indicios de que somos um povo pouco prático, criticamos, muito até, mas soluções práticas para resolver problemas não existem na nossa mente.

Há que existir um equilíbrio de contas, e a verdade é que o Estado tudo faz para garantir o nosso bem estar, mas por vezes há que apertar o cinto um pouco mais para equilibrio e estabilidade à economia. É certo que somos prejudicados, mas temos de pensar que o Estado nunca pensa em fazer mal ou deixar gente na miséria, pretendem sim uma estabilização. São assuntos polémicos e as opiniões divergem, mas há que dar um pouco de espaço, pois todos falhamos, e o país não é rentável o suficiente por si só para que não hajam problemas de espécie alguma...

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Algo que não interessa a ninguém

Muitas vezes pensa-se em ir ao mato todo nu às quatro da matina caçar caracóis e apanhar coentros. Pode parecer ridículo, mas terá sua certa magia. Não digo que já tenha pensado em fazê-lo, ocorreu-me ontem a propósito do que o Alberto João Jardim faria para festejar os anos... Em setembro voltarei para o Algarve. Mais quinze dias. Mais praia. A propósito de praia, existe um movimento que se usa na praia muito prático para ficar com fome. Consiste em deslizar pelas ondas com estas fortes em dias de vento e depois na prática faz com que se enterre a cabeça na areia. Funciona mais com pessoas magrelas, mas ao fim de tanto esforço para não a enterrar ou enchê-la de areia, fica-se cansado. O que sucede depois é relativamente simples: fica-se com fome. Após isso a tactica é contar os minutos até chegar a casa para comer churrascadas.

É ridículo. Mas tem uma certa razão de ser. Quando era mais pequeno isto acontecia-me. Rebolava muito dentro de água. Tanto para por os pés à tona da água e depois dar cambalhota como no caso que eu disse em cima. O mau disto tudo é que na altura e mesmo agora após o esforço dispendido não existem sandes de presunto no fim do banho... Os sindicatos servem para protestar, logo qualquer dia hei de ir lá com esta conversa...certamente levarei porrada por este tipo de coisa, mas fica o protesto declarado...tanto o protesto como gesso à volta do corpo...rende, assim já não tenho de ir ao supermercado comprar... e ganho assinaturas no gesso e não sei exactamente para que serve ter lá isso.

Se se pensar um bocadinho para que se assina o gesso duma pessoa toda partida? Será que é para dizer que certa pessoa testemunha que conhece alguém todo desmontado? Será que é porque o gesso é branco e fica bem lá encher de assinaturas a caneta preta ou vermelha? Recordação? Não creio, não é bom lembrar desse tipo de coisas. Falando sério é coisa que nunca irei perceber a real razão para isso suceder...mas tou mais virado para a opção 'olha apeteceu-me', supostamente há de ser a que simplifica mais as coisas...

Por hoje creio já ter escrito lixo suficiente....Até!...

domingo, 12 de agosto de 2007

O suícidio

Um tema delicado. Geralmente quando se fala disto a primeira pergunta que vem à cabeça é perguntar 'porquê'. Confesso que eu mesmo já pensei no assunto. Em relação a mim mesmo. Para já os ingrediente fundamentais para este tipo de pensamento é a pessoa não perceber qual o seu propósito no mundo, bem como não ver razões suficientemente fortes para viver. A vida tem os seus altos e baixos, mas creio que esse tipo de pensamento aparece muitas vezes associado a pessoas mais tímidas, embora haja exemplos famosos como o kurt kobain que não se sabe se foi suícidio com drogas ou se alguém o matou, entre outros...

As pessoas tímidas passam por problemas de afirmação, e por vezes isso aqui dentro consegue destruir um pouco a pessoa e vê-se a braços com esse tipo de pensamentos. Não é algo que se consiga lidar facilmente, pois também se tem imenso a perder, como não querer magoar os mais próximos ou mesmo não querer abrir mão da oportunidade única de viver... é sempre complicado. Por vezes o ambiente familiar também nos leva a pensar nisso, se a vida em casa é um inferno dá-nos uma certa vontade de desaparecer, num acto de vingança, digamos. Li uma vez que uma criança que viva um ambiente familiar algo perturbado no futuro também será uma pessoa com determinados desturbios psicológicos, uma pessoa de extremos...

Muitas vezes as decepções ao longo da vida criam desilusões muito grandes, o que podem ser causadas ora por amor não correspondido, perda de alguém muito importante na sua vida, seja problemas de dinheiro, falta de trabalho, entre outros. Mas acima de tudo acontecem quando vêem em si um grande vazio. Um auto desprezo. Não conseguir sentir-se consigo próprio. Não há nada pior do que viver sem auto estima.

Tira muito carisma e vontade de viver. Mesmo que não se chegue a esse cúmulo do suícidio, mais tarde pode-se ter um azar. Numa revista que li há pouco tempo, diziam que estava provado que as pessoas com maior grau de tímidez têem maior probabilidade de ataques cardíacos, e percebe-se porquê, basta pensar um bocadinho. Sentem-se infelizes com a falta de afirmação, o que gera poucas amizades por vezes possivelmente, e por vezes o grau de insatisfação é de tal modo grande que leva as pessoas a cometer loucuras. Quem diz disto pode dizer de outras causas, existem casos de pessoas que se suicidaram com a morte de alguém muito querido, de falta de dinheiro, como já disse, etc...

Em relação a mim, e para acabar em beleza um texto de cariz sério, digo que pensei nisso quando soube que não ia comer pizza numa sexta feira, seria numa segunda, magoou-me profundamente......até!

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

A queda da eterna saga adaptada

Ontem tive a rever o blog pelo qual fiz parte durante umas poucas semanas, Anti-morangos . Para quem não sabe o blog no ínicio, quando ainda não fazia parte, era um sucesso, existindo tanto grandes críticas boas e más. Quando eu entrei o blog ja estava no príncipio do fim do blog infelizmente. Não que não se tivesse dado a devida atenção àquilo que ia acontecendo, mas a verdade é que a série já não cativa sequer. No ínicio um gajo via aquilo e conseguia detectar sempre erros, eram erros atrás de erros, coexistindo com bandas horríveis que a tvi ia publicitando...O que sucede é que a série foi esquecida porque cada série pelo que percebi é mais do mesmo, sempre os mesmos erros.

Como primeiro mau detalhe em cada série somos confrontados com um núcleo de actores que são todos modelos. Ora se se fazem castings para no fim contratar unicamente modelos alguma coisa está mal. Por vezes era preferível darem oportunidades a pessoas que pudessem ter mais à vontade a actuar do que os pseudo-actores que por lá andam. Um outro pormenor diz respeito, e vá lá que na volta foi só na 1ª série, supostamente mais vista: acontece que a maioria das pessoas que compunham a série tinham 20 anos para cima na grande maioria. Supostamente seriam todos uma cambada de burros, mas ainda assim a tvi pôs aquilo como se fosse a idade normal de estar naquele ano, ou seja, o 12ºano, 17 anos portanto...

Depois a tvi começou com a mania de produzir uma banda de culto por série, tendo supostamente os D'zrt marcado uma geração. Curiosamente enchiam os locais por onde actuavam. Como a maioria dos fãs eram os putos, isso significa que os pais deles também tinham de aturar os concertos, vendo-se geralmente a famelga toda lá reunida a ouvir aquela droga. Era ver o horror na cara dos pobres pais a assistir ao tipo que acha que tem a mania que canta rap aos pulos mais o tipo que só foi para a série porque sabia cantar, tendo dito cerca de 3 frases de 3 palavras na série toda, como dizia o Octavio Machado, vocês sabem de quem estou a falar...

Na continuação da saga basicamente todos os erros que se encontram nas primeiras series mantiveram-se, à excepção da idade dos modelos, que já está nos conformes, de resto, a mesma série surreal que nos habituaram a não gostar persiste em estar presente...
Tudo isto sem nos dar-mos conta que todas as novelas de sucesso da tvi ou pelo menos 80 % delas são adaptações de novelas de sucesso mexicanas ou brasileiras, no caso dos morangos, o que retira grande parte da originalidade à produção nacional. De onde veio Estrelinhas, Morangos, Jardins proibidos, Os Serranos, Super pai e essa porcaria toda? Pois é.....

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Prémio 'blog 5 estrelas'

É sempre gratificante receber este género de prémios. Mesmo que na prática pouco ligue a isto. Desta vez foi o White Fox que me nomeou. Eu não posso nomear ninguém, porque segundo as regras deste prémio só posso fazê-lo se votar em cinco pessoas igualmente, e não vou nomear porque não me apetece fazer isto, porque não acho particular piada a esta política do 'tomá lá dá cá' que se pratica nestes dias com a troca dos prémios. O meu obrigado ao White fox por se ter lembrado do meu blog.

Segundo percebi tenho de classificar o meu próprio blog ainda. Sinceramente gosto mais desta parte. Eu próprio sou bastante auto-crítico, o que favorece a situação. O meu blog é o espelho de todos os pensamentos sem fundamento que passam pela minha cabeça, o que pressupõe que classifique o meu blog como o 'blog pão com chouriço', visto que tudo aquilo que digo pouco de concreto e conciso é, logo creio ser a designação mais equilibrada para tudo aquilo que escrevo e publico com tanto 'amor' e estupidez do costume...

Agradeço ainda o prémio da Lusófona , um grande bem haja para vocês, boa noite, passem bem, bebam um litro e meio de água por dia, porque o calor torra...

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Sardinhices

Bom dia. Hoje já me encontro mais bem disposto. Por vezes sabe bem desanuviar dos problemas, descarregá-los, está claro que o blog neste caso foi o meu contentor do lixo, a fonte de descarga que vi mais à mão para o fazer. Adiante. Apesar desta satisfação ando coxo. Lembram-se de certo dia dizer que detesto cortar as unhas? Isso tem uma razão de ser. Acontece que eu tenho pancada para encravar as unhas. O meu dedo maior do pé esquerdo ou o do direito costuma estar lesionado geralmente. Por aqui continuo a minha saga do faz-nada. Era suposto hoje ter ido à praia, mas depois pormenores burocráticos acabaram por me cortar essa ida...

Há dias fui ver o filme dos Simpsons. Acontece que se trata de um bom filme. A série no meu ver é das melhores séries de desenhos animados de sempre, porque ao fim de vinte anos de existência comemorados este ano nunca perdeu qualidade. O filme em si é uma crítica a como o ser humano pode ser egoísta com o ambiente que o rodeia, aliás, mesmo a série sempre se preocupou em satirizar esse lado menos bom humano e como as nossas acções conseguem influenciar cada vez mais a degradação do planeta, e isso adicionando o típico humor da série faz do filme um dos que rende ir ver.

Devo dizer que vou comer uma feijoada ao almoço que estará daqui, e será por certo que se depois me fosse deitar na cama como certas pessoas que conheço fazem, o mais certo era a cama virar entulho tal a potência gástrica que essa maravilha costuma dar.

Para finalizar, qual o nome dum habitante do Quatar? Será Catarino, Catareiro, ou Gimba? ( de notar que existem outros nomes como opções, eu é que não sei mesmo o nome dum habitante de lá).

Até...possivelmente amanhã, logo vejo...

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Chateado, farto, aborrecido

Em sessenta posts, esta merda anda uma miséria. Na política das lamentações talvez tivesse sido algo errado ter fechado o primeiro blog que tive, aquela quantidade de lixo descomunal sempre deixou algumas marcas nas pessoas que o liam. Eu sou um gajo muito indeciso como podem ver, não gosto de manter o mesmo blog muito tempo, como explicar esta porra não sei mas o que é certo é que a cambada de leitores que liam esta droga tem vindo a desaparecer, entende-se como cambada, nao 100, 200, 300 mas 20.... O que é certo é que já nem ligo muito a isto, basicamente só escrevo o que me ocorre, já a parte de visitar os blogs que antes visitava pus algo de parte, não que me não gostasse deles mas porque me farto mais rápido deste mundo.

Foram várias as histórias que fui publicando, curiosamente as que no meu ver não valiam um caralho foram os que mais impacto tiveram. O caso do Jornal Irreal foi uma das poucas ideias mais originais que tive, apesar de tudo foi-me escasseando de ideias rapidamente, apesar desta anedota de país em que vivemos ser rico em tangas para intrujar e ridicularizar. Embora se critique muito este país de hortaliças o que é certo é que muito dificilmente o país irá mudar. Pois que nos lixemos, nada a fazer. Não podemos mudar certos aspectos idiotas. O Marques Mendes nunca irá ter 1,70m, o padeiro da minha rua nunca mais fará empadas de atum como antes porque simplesmente está-se nas tintas para a qualidade, quer é guito para ir de férias para Beja apanhar 43 graus no trombil que se fode...

Por cá estou eu a ouvir Police on my back dos The Clash, viciei-me completamente nesta porra, do melhor que há, geniais. Pouco de concreto direi eu sempre, mas também viver numa casa em que anda tudo maluco e ouve-se disparates durante o dia todo dá cabo da cabeça dum gajo, ando farto de discussões idiotas que cá pela minha casinha se anda a ter, é lixado ter família inconstante e descontente estupidamente com tudo o que são rodeados, por vezes pensa-se em ir embora e nunca mais voltar, cada vez a palavra 'ódio' me vem à cabeça com a mesma puta de discussões que por cá se passam...Farto.

sábado, 4 de agosto de 2007

Arraste Noticial

- Lili Caneças está de malas aviadas para ir viver para os EUA. Se tiver sorte, fica a lavar as escadas do mac donalds em vez de regressar ao país.

- Toy editou recentemente um album ao vivo. Dizendo isto por outras palavras, não ouçam, não comprem, façam de conta que está tudo bem e que nada de grave se passou.

- O candidato Marques Mendes em plena campanha em Alguidares de Baixo decidiu fazer aquilo que melhor sabe, que é comer melancias e ser gozado pelo seu tamanho.

- O grande Garcia Pereira está a ponderar candidatar-se a presidente da república nas próximas eleições. Segundo o próprio pretende ''bater a fasquia dos 0,5% nas eleições''.

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Boa música

Toda a gente tem certos aspectos que marcam a sua vida. As musicas por exemplo. Eu não escondo que adoro música e que sem ela muito provavelmente o mundo perderia muito da sua alegria. É incrível aquilo que por vezes se pode transmitir, é uma das formas de desabafo que as pessoas possuem, uma sensação de relaxamento bastante significativa e que contém, abstrai as pessoas dos seus problemas pessoas do dia-a-dia. E acho triste que hoje a música, embora tenha grandes valores, também possua pseudo-bandas que acham que por ter sucesso comercial são dignas de serem admiradas. A música tornou-se mais um negócio do que uma arte. Há diversos exemplos de música que tem qualidade zero e que os seus produtores editam apenas um trabalho, enriquecem, e desaparecem do mapa completamente.

Outros preferem dar continuidade ao lixo que produzem, esquecendo que aquilo que fazem tem de ser produzido com mais dedicação. Um bom exemplo disto é que nos tops nacionais e internacionais muitas vezes mais de metade dos primeiros lugares não há nenhuma única pérola musical que se diga que tem talento. As editoras de música hoje em dia seguem pelo mesmo caminho. Preferem bandas que dêem dinheiro e não querem sequer ouvir falar de outras com muito mais talento. Daí que geralmente as editoras mais pobres muitas vezes consigam ter bandas com mais qualidade.

A fórmula anda muito gasta em alguns géneros musicais. No meu ver um dos melhores momentos da música de sempre foi os 80's. Embora tenha nascido no fim desse período, a verdade é que conheço muitas bandas de culto da altura e pura e simplesmente adoro-as. Grupos como os Joy division, mais tarde New Order, passando por The Clash, Talking Heads, ou mesmo nos ínicios de 90 com a geração de Seattle, como os Pearl Jam, Nirvana, Sonic Youth ou ; são tudo bandas que tiveram e ainda têem imenso relevo no panorama musical. Se formos a ver aquilo que se passa agora, onde se dá mais crédito a bandas como Black Eyed Peas, Rihanna, Alicia keys e outras porcarias vê-se que algo está mal.

Confesso que costumo de ver muitos blogs musicais e vejo coisas que ao passo que cá não são publicitadas têem bem mais talento do que essas pseudo-bandas que nada valem...É triste...Eis as 10 músicas que mais me marcaram desde sempre:

1. Pearl Jam- Black
2. New Order- Temptation
3. Nirvana- Jesus doesn't want me for a sunbeam
4. Radiohead- karma police
5. Bob Marley- Three Little Birds
6. The Clash- Somebody got murdered
7. Steel Pulse- Steppin' Out
8. Sublime- Badfish
9. Bob Dylan- the times they are A- changin'
10. Portishead- Roads

Eu tenho um rol enorme de músicas que adoro, mas essas são para sempre especiais. Marcaram-me. E para vocês, quais as músicas que mais gostaram desde sempre?

quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Brinde ao amor danado que lixa muito boa gente

Geralmente quando se gosta de alguém é muito dramático quando se percebe que muito poucas hipóteses se tem de ficar com essa pessoa. Há uns séculos atrás era relativamente mais simples, cantava-se uma serenata, e se não desafinasse, ou seja, se não tivesse a voz do Toy a cantar o 'Perdidamente apaixonado' podia ser que tivesse suas certas hipoteses, mas agora é diferente. Para um pobretanas cantar uma música da tanga ao som dum bandolim não dá muito jeito nos tempos que correm, hoje geralmente tem-se de ter uma certa pinta para ter sucesso relativo. A política dos presentes também é algo que sempre teve relevância. Por outras palavras, e por muito que se goste, não fica bem oferecer latas de atum à amada, não por uma questão de inconveniência, mas porque as latas são caras para a qualidade do enlatado...

Falando nos presentes que de vez em quando há que oferecer à pessoa que se gosta ou namora, não entendo o porquê dum tipo oferecer chocolates. Se um tipo quer ter o máximo proveito de uma rapariga por mais tempo, supostamente oferecer chocolates para ver se ela alarga as ancas não é lá muito aconselhável. É exagerado dizer isto, mas há gente que acumula gordura que se fossem fazer uma lipoaspiração entupia o aspirador todo... Outro ponto assente na tentativa de sedução é uma pessoa tentar ser o mais possível agradável e divertida. A isto eu tenho uma teoria, chamada 'Depois lixas-te', visto que existem sempre pormenores que escapam e só com muitos anos de convivência em comum é que se vão percebendo...Ou seja, uma pessoa pode parecer extremamente simpática mas poderá esconder um lado menos bom.

Também é muito comum quando se está com a pessoa que se gosta dar barraca. A pressão é um amigo essencial para lixar uma possível amizade. E o pior é que por vezes ficar calado não é a solução mais credível, visto que desse ponto de vista é melhor estar a plantar batata do que tentar seduzir. Costuma-se dizer que geralmente é-se amigo de determinada pessoa e só depois passa-se a algo mais. Daí que é preciso ter sorte com quem se conhece, seja no trabalho, escola, lar... Seduzir num lar não há de ser lá muito bonito de ver, foi um mau exemplo...Embora as enfermeiras façam sempre parte das fantasias sexuais...

Expandindo o tema enfermeiras, é engraçado ver que se gostaria de ver qualquer namorada vestida dessa maneira, mas o que não percebo é o porquê das enfermeiras que costuma-se ver nos hospitais ou sejam já algo velhas ou então negras gordas. Parece que não num hospital é o que mais abunda... Que fossem mesmo enfermeiras com corpo de modelo é raro ver se se pensar bem...E aqui fica o apelo... tratem de reparar esse detalhe, porque aqui a malta agradece.