segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Chateado, farto, aborrecido

Em sessenta posts, esta merda anda uma miséria. Na política das lamentações talvez tivesse sido algo errado ter fechado o primeiro blog que tive, aquela quantidade de lixo descomunal sempre deixou algumas marcas nas pessoas que o liam. Eu sou um gajo muito indeciso como podem ver, não gosto de manter o mesmo blog muito tempo, como explicar esta porra não sei mas o que é certo é que a cambada de leitores que liam esta droga tem vindo a desaparecer, entende-se como cambada, nao 100, 200, 300 mas 20.... O que é certo é que já nem ligo muito a isto, basicamente só escrevo o que me ocorre, já a parte de visitar os blogs que antes visitava pus algo de parte, não que me não gostasse deles mas porque me farto mais rápido deste mundo.

Foram várias as histórias que fui publicando, curiosamente as que no meu ver não valiam um caralho foram os que mais impacto tiveram. O caso do Jornal Irreal foi uma das poucas ideias mais originais que tive, apesar de tudo foi-me escasseando de ideias rapidamente, apesar desta anedota de país em que vivemos ser rico em tangas para intrujar e ridicularizar. Embora se critique muito este país de hortaliças o que é certo é que muito dificilmente o país irá mudar. Pois que nos lixemos, nada a fazer. Não podemos mudar certos aspectos idiotas. O Marques Mendes nunca irá ter 1,70m, o padeiro da minha rua nunca mais fará empadas de atum como antes porque simplesmente está-se nas tintas para a qualidade, quer é guito para ir de férias para Beja apanhar 43 graus no trombil que se fode...

Por cá estou eu a ouvir Police on my back dos The Clash, viciei-me completamente nesta porra, do melhor que há, geniais. Pouco de concreto direi eu sempre, mas também viver numa casa em que anda tudo maluco e ouve-se disparates durante o dia todo dá cabo da cabeça dum gajo, ando farto de discussões idiotas que cá pela minha casinha se anda a ter, é lixado ter família inconstante e descontente estupidamente com tudo o que são rodeados, por vezes pensa-se em ir embora e nunca mais voltar, cada vez a palavra 'ódio' me vem à cabeça com a mesma puta de discussões que por cá se passam...Farto.

8 comentários:

eu mesma! disse...

oh pá tás mesmo um bocado em baixo! já toda a gente percebeu que tu gostas de mudanças, ainda não te encontraste e daí? qual é o problema? quem não gosta , paciencia! Tens menos gente agora por 2 razões , estiveste ausente uma data de tempo, tendo dito que não voltavas e depois voltaste mesmo no meio das férias, é que neste momento poucos aqui andam...uns desgraçados ou que já foram de férias ou que se calhar ainda não foram.Por isso toca a animar, continuas o mesmo Geo ou Graõ Vizir, eu sei lá, continuas a escrever umas coisas giras que por sinal devem ser as que achas menos giras, mas continua por aqui, umas vezes dizes uma bujardas mais divertidas outras menos, mas que se lixem, faz o que te der na gana! por acaso o jornal do irreal era bem giro...mas não é necessário desenterrares coisas que já não te dão gozo, vai experimentando!
não ligues a essa coisa lá em tua casa, entre mortos e feridos hás-de escapar, é a merda das discussões dos casais...tu serás sempre o filho...não prestes atenção ás discussões, faz com que te entre por um ouvido e saia pelo outro, aumenta a tua couraça, torna-te menos vulnerável e mais inatingível!

beijoquinhas

Maria disse...

Opá, é a vida... o "qu'é-que-s'á" de fazer? Aguenta como um homem, tens a cabeça no lugar, tudo irá correr pelo melhor...*






*bah! precisas é de abraçar o porquinho :P
beijinhos

Alexandre disse...

Há dias assim! Chatos como o caraças - eu não sei se o caraças é chato... por acaso tinha um amigo com o apelido Caraças e por acaso não era nada chato, era bom rapaz, discreto, caladinho... mas com um jeito para arranjar namoradas que ainda hoje me espanto ... por falar em espantar eu já não me espanto muito facilmente hoje em dia, já vimos quase tudo o que é mau, já não temos quase nada para nos espantarmos!!!

Volta, Jornal Irreal!!!

Um abração!!!

Andreia do Flautim disse...

Atenção que eu não desapareci!
Mas como ando a fazer voluntariado, tenho tido menos tempo!

Nanny disse...

Há alturas assim... e o facto das férias estarem aí, não melhora as coisas... há mais tempo para pensar e discutir...

Pois, eu continuo a trabalhar e com menos tempo do que é hábito, ainda...

Vais ver que isso são "dores do crescimento" mental... com os anos ficas mesmo farto de vez :P
(brincando)

Vamos entendendo algumas coisas com a idade... outras nunca entenderemos, mas aprendemos a lidar com elas e ficamos com a lição...

Beijocas

White_Fox disse...

Bem, está visto que estás um pouco em baixo!
Eu compreendo o que estás a passar porque às vezes passo pelo mesmo! Mas mais cedo ou mais tarde tudo acaba por melhorar!
Vais ver que os novos ares de setembro te vão trazer coisas boas!
eheh
abraço

Lyra disse...

Há dias assim :S
Em q tudo parece conspirar contra nós...
Ainda bem q já passou :)
Bjocas Excia *

emanuel disse...

Vizas o pessoal apoia-te, continua com esse humor de escarnio e mal dizer k o pessoal vem ca ver o blog. E ja sei kual e o teu problema passas demasiado tempo em casa e depois keres grelo e nao há. Se tentasses ir as putas olha k dizem k resulta pelo menos ao Balas lol:).Abraço, fika bem e posta muito.