domingo, 30 de dezembro de 2007

Apreciações sobre 2007

Foi mais um ano passado a voar, que miséria... Sobre este ano em concreto pode-se dizer que foi um ano simplesmente mau para a televisão portuguesa. A bem dizer por este tipo de raciocínio será mau todos os anos, pois a tvi carrega nas doses de novelas, suícidios em massa nos natal dos hospitais, mas enfim...

Do ponto de vista pessoal, continuo formalmente solteiro, e muito bem assim diga-se de passagem, vendo pelo exemplo de pessoas que conheço que passam a vida a discutir é o melhor que faço, e para esse assunto há muito tempo sinceramente. Mas quanto a isso não há muito a dizer porque sempre fui algo para o azelha e o 'paio' ou sorte para isso não cresce nas árvores, depende da personalidade de cada um...Timidez é lixado mesmo.....Outros pormenores...lá alcancei a faculdade, não foi mau. Mau foi ter de ser obrigado a ir para uma privada, mas pronto, nem todos são inteligentes, logo os burros vão esvaziando o bolso do paizinho nas privadas... Devo dizer que as comidas nas faculdades são bem melhores que nas escolas. Digo isto porque agora digo ''hm, não tá mau'', em vez de ''hm, isto está bom está...uma boa mer...'' e produzir aquele bonito e limpo gesto de cuspir para a camisa mais próxima, isto hipoteticamente falando, e nunca aconteceu, mas a minha cabeça avaria constantemente como podem ter vindo a constatar ao longo do tempo...

Faz uns quatro anos desde que me despertou a curiosidade pelos blogs pela primeira vez, aquele tipo de curiosidade do tipo 'Faz um blog já!', a chamada curiosidade relativa pseudo-obrigatória... É o meu 5º blog actualmente, e o que mais tempo durou, visto que cada vez que fazia o centésimo post acabava com ele, uma mania minha enfim...Se me der as ganas ainda volto a fazer o Jornal Irreal que vocês diziam que apreciavam...A ver vamos...A verdade é que comecei nisto apartir de uns amigos, e fui supondo isto como uma fonte de despejo própria de quem não apetece conter certas raivas, daí adorar falar de política como se vê...

Em 2007 foi o primeiro em muitos anos que não fiz árvore de natal. Desculpa mais plausível pareceu-me ser ter muito que fazer. Não fazer nada é algo que não se tem certeza de quando se acabou de fazer...Pareceu-me por bem ser essa a principal dúvida. Fiz bem. O natal não tem o significado de antes. Onde antes era surpresa que ia receber pares de meias aos quilos, agora já não acontece o mesmo. Recebo portanto chocolates e meias aos quilos. Algo mudou...

Sofre-se um bocadinho sair da escola secundária. Parecendo que não, sai-se do adolescente para a fase em que se decide o que fazer realmente da vida. É aqui que se sabe o que é ser um homem. E ser um homem não é ir para os escuteiros! É, pura e simplesmente, fazer disparates. Estamos habilitados para tal. Beber até cair, tirar notas baixas em provas importantes, dormir ao lado do caixote do lixo...Não quero desencaminhar ninguém na rota do mustafá, portanto se alguém que ler isto tiver menos de desasseis anos digo desde já que sou ligeiramente pateta, portanto não é para ligar ao que eu digo...

Um dos outros focos foi a perda de quase toda a estima que se tinha pelo Herman José. É certo que ele bem que se esforça, mas nada tem a ver com os tempos do 'herman enciclopédia' ou o 'Tal Canal', aquele programa 'Hora H' era...bem como pôr em palavras suaves...hm...MAU.

A Soraia Chaves também parece que se agarrou àquilo que mais gosta, ou seja, levar piladas, trancadas, e pronto, a gente arregala os olhos e lá vamos todos contentes para o cinema só mesmo naquela do ah e tal, só é pena que cinema português só tenha sucesso de bilheteiras dessa maneira...

Por fim devo dizer que acabei hoje mesmo de ler o último livro do Harry Potter. Li em três dias, aquilo viciava. Veio-me as lágrimas aos olhos, e não foi por não haver salpicão no frigorífico, mas porque tudo acabou bem e como devia ser. É uma lágrima daquelas relativas. A verdade é que me passaram o aspirador pela cara sem querer e eu fiquei com a cabeça com o aspecto de uma bola de neve, mas sem neve, com entulho do bom. Tipo juba de leão mas...epa...e tal. Suponham apenas, isso não aconteceu verdadeiramente. Mas se acontecesse não me queria imaginar a usar o meu focinho como aspirador após o verdadeiro aspirador ter ficado entupido depois de ter sugado a parede mais próxima.Vou parar por aqui caramba......

As ópticas de encher chouriços voltam para o ano. Vá, agora o negócio é enfrascarem-se bem no dia 31! Até para o ano. Felicidades!

5 comentários:

White_Fox disse...

Por acaso tb concordo com isso do comer nas faculdades! Mt melhor que o das secundárias.
E essa de avisares os miúdos com menos de 16 teve piada!
Vá, então bom ano de 2008!
abraço

rui disse...

Olá João

Mais um fabuloso texto a terminar o Ano!

Que tenhas um Feliz Ano Novo!

Grande Abraço

Andreia do Flautim disse...

Devo dizer que concordo com a parte de que a comida é boa nas universidades! Pelos menos na minha era!=)

Também gostei do livro do harry potter que li este verão logo que saiu em inglês. Também me vieram as lágrimas aos olhos!

Bom ano!

João disse...

Naquele caso usei o conceito de 'lagrimas' com o proposito de inventar uma parte idiota no texto, como se pode ver de seguida lolol

bom ano pa vces tb :)

wiLey_Lewis disse...

Eu recebi o livro do Harry Potter agora no Natal, mas infelizmente já me spoilaram a história toda lol.
Vou lê-lo quando acabar o livro do Ricardo Araújo Pereira.
A comida das Universidades deve ser melhor do que das Secundárias, pelo menos pior é quase impossível.
Desejo-te um Bom Ano Novo. Abraço