quarta-feira, 26 de março de 2008

Queres casar? Não dá, ainda não dá pa pagar o IVA

O caso de hoje tem tanto de cómico como de triste. Acontece que o Estado agora criou uma maneira de fazer dinheiro com os casamentos civis. Pelo que percebi, as pessoas que pretendem casar têem de relatar todas as instâncias do seu matrimónio, desde as pessoas que são convidadas até ao dinheiro gasto no total. Algo do género. O que se diz sobre isto? Exploração, ocasião para botar em alguém porrada forte...

O estado é mesmo mesquinho, tem com cada uma...Não se pode casar agora, há que pensar primeiro não num futuro com felicidade, mas um futuro com empréstimos bancários para pagar a conta do IVA (digo iva porque se trata de um imposto em que se paga algo mais, não faço ideia da designação oficial do dito novo imposto).

Depois acontece o que o Estado parece querer. Cada vez mais os portugueses estão individados, muitas vezes os bancos hão de perder dinheiro por ser incobrável porque não há dinheiro. Qualquer dia em vez de haver créditos cofidis existe créditos 'casamento fácil', ou algo do género...

Já agora não se esqueçam de criar uma taxa de casa de banho, quem ir à retrete na própria casa terá de declarar o que há de ir lá fazer, tem a vantagem de pagar um certo dinheiro pela ida, e ainda se recebe respostas certamente encantadoras na declaração..........

3 comentários:

Andreia do Flautim disse...

Estamos ada vez pior. Não sei porque, faz-me lembrar os tempos de salazar!

Jedi Master Atomic disse...

Acho muito bem, para ver se a malta não foge ao IVA !! :P

Lu.a disse...

É por estas e por outras que eu vivo em união de facto...mas se calhar qualquer dia também se paga por isso!