segunda-feira, 9 de junho de 2008

Conta-me como foi...

O Rock in Rio foi rentável. Escolha acertada o parque da belavista, local com colinas bem arejado, foi uma escolha plausível para o evento em questão, tinha imenso espaço para albergar tamanha quantidade de pessoal.

Confesso que adorei as actuações dos Muse e dos Offspring, o mesmo não poderei dizer dos Linkin Park ou Orishas, cada um por motivos diferentes. Com o primeiro que citei, acontece que desde que começaram a carreira que percebi que eram uma banda berrante. Digo essa palavra na verdadeira acepção da palavra que deu origem ao adjectivo que usei. Berram demais, está ali um gajo a cantar a forçar a voz para nada, e depois não só ele lixa-se a si mesmo ficando com a garganta feita em pó, como os nossos ouvidos são varridos da mesma forma... Já os Orishas, o que sucede é que é uma banda que nada tinha a ver com os outros artistas que vinham, e para mais, e resumindo realmente o que se passa com essa banda, apenas duas palavras servem - não prestam. Sem espinhas, mais nada!...

Um aspecto que não gostei lá muito foram os preços de cada artigo alimentalício. Sucede que aquilo era tão caro que preços daqueles só mesmo no algarve, em que certos sitios pede-se um café (daqueles maus mas a gente no momento não sabe), e paga-se euro e meio...

Mas nem tudo é mau e o espectáculo em si teve sua certa piada, foi produtivo...

1 comentário:

Lyra disse...

E o tempo tb ajudou ;)
Esteve uma noite simplesmente FABULOSA!
Adorei Muse, aliás, fui lá por causa deles ;)
Já não vi Orishas, cheguei a meio dos Kaiser Chiefs aos quais até achei alguma piada.
Dp gostei quer dos Offspring, quer dos Linkin Park :)
Nos preços nem me fales... tirando as imperiais q sabem bem fresquinhas, mandei-os roubar para a estrada :P
Bjocas moço :)*