segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Velhas teorias de como eludir salsicheiros II

É por estes dias que costumam suceder coisas realmente cativantes para o ego de um gajo. Como se pode constatar, ando bastante chateado com uma coisa que me sucede frequentemente mas teima em continuar a aparecer. Se se fizesse uma leitura da minha idade, e tendo em conta os problemas que até pode ser costume aparecerem, poderia-se pensar que poderiam ser questões relacionadas com acne, namoricos ou uma sessão menos boa de snooker, mas não se trata disso.

Por vezes isto sucede à pala da minha moleza, por outras, e porventura é a mais comum e certa das minhas teorias, e falo claramente da minha pouca esperteza para lidar com isto. Deixo crescer, lá vão crescendo todas contentes, não se ralam se vão rasgando uma certa indumentária costumeira do dia-a-dia, e no fim, quem se lixa, e nem se pode dizer que não seja bem feito, sou eu...

Para quem não tenha percebido, falo do dedo grande do pé, que volta e meia lá fica com uma unha relativamente grande e quando a corto, fica algumas vezes mal cortada e lá me vejo a trabalhos com essa marafada. E depois é estar manco durante uns dias. Digo manco com um claro exagero, mas lá que aquilo não dá jeito, não dá...

Mudando de assunto. Nestes últimos dias as estações televisivas nacionais exibiram grandes filmes de natal. Achei particular piada a ter dado aquele filme de desenhos animados dos dinossauros no rtp2, um filme com clara conotação histórica em relação ao natal, e que ano após ano lá temos de levar com aquilo (bem, leva quem quer claro está.....). Depois lá passou mais um 007, outro grande filme natalício, só não captei a parte em que eles não se lembraram dos filmes do Rambo...

Como nestes ultimos dias estive fora de Lisboa e não tenho outra coisa para fazer a não ser ver televisão e comer sonhos e ferrero rocher (a vida 'tá difícil...), lá tive a sempre agradável surpresa que a tvi nos reserva sempre no natal: é sempre uma relativa má disposição ver tanto um programa com o rei Goucha ou um da Júlia Pinheiro, mas agora juntar os dois num programa dá-nos aquela queda para o suícidio...

Aí, é de assinalar o momento em que o José Cid, (que apareceu por lá tão bimbo como é costume), interrompeu os putos que andavam por ali a cantar com ele alegremente... Mas nem tudo foi mau e um programa em que a Manuela Moura Guedes não aparece já não se pode dizer que seja 'totalmente mau' (só é mau)....

Já no caso da Sic até me surpreendeu. Sempre contei ver momentos de relativa boa disposição, e aquele novo programa que se tem de mandar cassetes de coisas para rir é medonho... Para rir bastava pôr a Teresa Guilherme a abrir cocos com os dentes, mas há sempre quem estrague a festa(festa para uns, martírio para outros)....

Por fim, quanto ao título...é burlesco, mas achei que chamasse a atenção por isso mesmo ehehe

8 comentários:

DANTE disse...

Já pensaste em cortar o dedo? eheheh

Um abraço

escarlate.due disse...

bem que podias ter trazido uns sonhos para oferecer aqui ao pessoal, adoro isso. os ferrero por mim podes comer todinhos a ver se els desaparecem de vez :P

bom ano para ti (porque não pediste 1 dedo novo ao pai natal???)
beijinhos

Jedi Master Atomic disse...

Tu precisas é de um corta-unhas como o meu, que nunca falha :P

Pedro Barata disse...

Olha outro viciado nos Ferrero... Bem vindo ao clube!
Abraço

Diabólica disse...

Shuack, shuack, shack, também sou servida dos sonhos, e a sonhar a sonhar "Já me apetecia algo", meu Ambrósio predilecto!! LOL

Feliz 2009!

Tudo em bom!

Beijokas.

White_Fox disse...

Vim só aqui desejar-te um excelente 2009 cheio de gajas boas! Eheh.
abraço

White_Fox disse...

A famosa história da unha. Eheh.
Espero que já estejas melhor rapaz.

peace_love disse...

Aquele programa da Sic peca porque eles estão a explicar o video, como se nós fossemos atrasados mentais..ganhavam muito se ficassem calados!