segunda-feira, 25 de maio de 2009

A chamuça da morte II

De repente olhei para a televisão. Estava a dar o filme titanic. A vida é curta, mas um filme de quase cinco horas nunca mais acaba. Um filme muito bom, excelente produção e um enorme rol de actores e...francamente chato.

Pelo meio do bar lá uns bebâdos estavam a relatar que tinham visto zebras aladas a voar no candeeiro das casas-de-banho. É sempre difícil notar aquilo que não existe... Por fim lá tombaram redondos ao pé do bengaleiro, a sorte é que como apareceram os pioneses do milagre conseguiram cair no chão de cu e não à cabeçada no chão, que é algo que os médicos não recomendam propriamente como exercicio fisico para descomprimir os membros...

Mas isso era problema deles. E qualquer pessoa, qualquer outro bebâdo, é suficientemente forte para suportar a má sorte dos outros...

Decidi pôr-me a andar, e seguir o meu caminho. Caminho esse que me conduzia possivelmente a um descampado qualquer, com o céu estrelado como colchão, que na pratica é como quem diz, estou lixado sim... Antes disso pensei melhor, e após alguns raciocínios esquisitos como é exemplo enormes bocejos, lá tive de tentar achar uma ideia sobre o que fazer a seguir. Aqui o mais plausível a fazer para achar uma ideia boa, é começar por ter muitas ideias...

Como não sabia ainda para que raio guardava uma chamuça no bolso, mas pensei que porventura pudesse fazer algo que mudasse o país. Mudar alguma coisa que fosse, fosse a falar com os políticos... Uma vez li que o político honesto é aquele que depois de comprado, obedece ao dono. Há que refletir sobre isto, se toda a gente refletisse mais, perdia mais tempo de maneira ridicula, o que é uma boa filosofia de vida para os faz-nada...

Mas após um dia a dormir no fardo de palha de uma quintarola ali para os lados de qualquer coisa, pensei em tornar-me político. Queria ser aquela pessoa que geralmente acorda, sai de casa, brinca com alegria e volta para casa. Em termos de causas nobres, a unica coisa que acreditava naquele momento era que me iria recandidatar caso aquilo fosse para a frente. Coisa que até espelha bem a realidade de um certo país...

Mas cedo desisti da ideia. É que quando um gajo é bom, geralmente temos muitas coisas importantes para fazer. Quando somos realmente bons naquilo que fazemos, por norma acabamos por conseguir não fazer nada. Quando não somos uma das duas, a solução não é propriamente aquilo que mais nos satisfaz...

Acabei por optar por encontrar pistas em relação à chamuça. De onde vinha, porque tinha sido feita, qual a sua utilidade... Na prática, aquelas coisas realmente passíveis a uma pessoa chegar-se e dizer aquelas palavras sábias, puras e suaves tais como 'para que diabos serve saber o passado dessa porra'....

Continuei o meu caminho. Por montes e vales andei, por muitas armadilhas de ursos caí, muitos dedos parti, e muitas bolachas comi.... No trilho encontrei um papagaio que me relatou que eu era um estupido. Não é que não tivesse razão, mas como já andava farto de bolacha maria, lá ele me servir-me-ia de um belo guisado, não fosse ter caído chuva e trovoada no preciso momento em que estava a grelhar, e o bicho ter levado com um raio em cima e virado pó....

Nem deu para lamber as beiças, fiquei triste. Mas lá prossegui... Nunca tinha visto tanta árvore junta, era um par delas numa pradaria a perder de vista. Pelo meio lá reparei numa chita possuída por um castor, era ver ela toda contente a cortar a madeira com os dentes...

Passei por uma foca marinha que estava a tomar banhos de sol na copa duma árvore que me disse que a verdade que eu pretendia saber sobre a chamuça estava na grande montanha que se avistava ao longe...

Continua...

5 comentários:

DANTE disse...

O titanic tem cinco horas????
Porra...adormeci no meio de certeza... ahahahahah

Um abraço

Pedro Barata disse...

Partilho o comentário em relação ao Titanic... Mega-seca! Lol
Abraço

Nanny disse...

Caramba!

Nem sequer deu para aproveitar as penas do bicho? Sempre enfeitavas o chapéu...

E a Chamuça...? :P

Inês Brito disse...

Eu já disse que estou apaixonada por esta tua saga, não já? Nunca consegui ver a treta do Titanic todo de uma vez.. Sou capaz de já ter visto o filme mas em 7 ou 8 vezes, de longe a longe, que é para não congestionar.

Bj,
(i)

escarlate.due disse...

francamento chato é ser benevolo!!

"Como não sabia ainda para que raio guardava uma chamuça no bolso, mas pensei que porventura pudesse fazer algo que mudasse o país."
ahahahhahahahah

e olha lá... essa coisa que andas a beber ou a fumar... é forte não é?!
:P

fico à espera das proximas noticias da chamuça
lol