domingo, 10 de maio de 2009

Fogo neles!

Chegará o dia de decisão de quem irá ser o novo primeiro-ministro daqui a mais uns tempos. Até lá continua a boa política. Entretanto vamos lá desvender aquilo que de útil se vai passando no dia-a-dia dos partidos...

Na prática é das alturas do ano que os partidos andam mais atarefados a criar uma boa panóplia de tangas por forma a poder garantir que alguém os oiça, mas de uma forma geral o mais importante quando um gajo se encontra filiado a um partido é tomar as rédeas de uma posição segura lá dentro para não ter de ser ele a pagar as sandes de panado, tintol e chupa chupas naquelas grandes jantaradas que o pessoal só não está contrariado porque foi convidado (pago possivelmente) para assistir àquela trapalhada...

Sim, o dinheiro num partido também é importante. E tirar um curso com o Alberto João Jardim também, para aprofundar conhecimentos na arte de bem dizer disparates. Ele ainda reina com dois em cada cinco palavras. Mas isso só faz quem é suficientemente esperto. Entre aspas, obviamente.

Mas voltando ao assunto. É nestas épocas que na cabeça dos cumplices do Sócrates têem em mente seduzir a população a votar de novo no Sócrates através de acções sociais como a distribuição de Magalhães pelo cão, gato e piriquito das famílias. Já as famílias que não têem por norma lixam-se. Fora de norma lá compensam com um possível aumento dos impostos só para elas! Na cabeça deles talvez esta medida faça sentido, nunca podemos subestimar a inteligência ou picardia de certas pessoas...

Mas isto era para os lados do PS. Agora vamos passar para os cultores de impostos com ideias de espremer a população. Como sabem, e como todos nós vivemos esse maior apertão, trata-se claro da Manuela Ferreira Leite. Enquanto ministra das finanças viveu-se periodos mais conturbados a nivel de contribuições, logo na pratica a sua atitude há de ir exactamente no mesmo sentido. Talvez aposte numa lancheira do programa da Luciana Abreu como oferta de um voto nela..Era ver ela todo contente mal a gente abria a lancheira e tinha lá uma foto autografada dela......sim, gera medo eu sei...

Ainda há de haver aqueles tipicos governos que elegem frases como 'Porque sim', tal como existe a 'Sim, nós podemos'. No caso da 'porque sim', simplifica tudo aquilo que passa na cabeça do Louçã. 'Não sei quem hei-de criticar, mas critico o Sócrates'. Quer dizer, para criticar ele até tem jeito, é perito na coisa, mas criar soluções, a coisa fica mais complicada.

Os partidos de esquerda é sempre assim. PCP, 'berloque' de esquerda... Promete-se melhores condições nos trabalhadores, vai na volta aboliam o estado com vista redistribuir melhor a riqueza pelos sectores. Mas lá está. Isso é bonito de dizer, mas fica-se por aí... Mais certo seria nas eleições as suas ideias de encorajamento de população seria a oferta de um arado por forma a começarem de novo a meterem a população a trabalhar nos campos e afugentá-las das cidades à base do bem amado pontapé nas trombas...

Tudo bem, não é o mais certo. Mas é precisamente neste clima de eleições que surgem mais ataques pessoais entre partidários, mesmo dentro do próprio partido há sempre quem queira mandar postas de pescada com assuntos banais como a água fresquinha que tinham bebido tinha saído directamente do esgoto ou porque andavam na sede a jogar matraquilhos quando deviam estar a jogar playstation.....

Pondo a coisa no mesmo nivel de assuntos, e de igual importância, é mais ou menos isto que se passa nos partidos. Está claro que podem sempre tomar atitudes inteligentes como perguntarem se podem mandar fora alguns papéis que já não interessam e que andam na sede do partido à já cinquenta anos, e respoderem-lhes que podem fazê-lo caso tirem fotocópias disso em triplicado, mas enfim.....

2 comentários:

escarlate.due disse...

pah eu até vinha tentar ler mas estou com 1 dor de cabeça de todo o tamanho... volto amanhã ok?!

Pedro Barata disse...

Política não comento...