sábado, 31 de janeiro de 2009

2009 utopias de circo

Confesso que não comi as passas, mas se as tivesse comido, vamos supor que era isto que tinha pedido para 2009...

Para já, quero ver a Ferreira Leite a declarar o seguinte para angariar votos populares no seguimento das eleições:
''Comigo, o país vai ter finalmente bifanas a vir como oferta nos bollicaos''

Sócrates irá ripostar, dizendo ''Não ouçam o que ela diz, ainda ontem vi-a a morder um merceeiro por não ter dinheiro para pagar um donut e querer sair dali com ele na boca''

Cavaco Silva prestará declarações, qualquer coisa como ''Estamos muito bem como estamos, o Sócrates pode brincar ao Monopoly e mandar tudo com os porcos quantas vezes lhe apetecer''

No país os dois candidatos começam todos à pedrada, literalmente falando, ao passo que Mário Soares dorme a sesta enquanto come um pernil de porco... No fim vai tudo para o hospital, incluindo Soares que engasgou-se com água...

Perante o caos Lili Caneças lá dá o seu parecer sábio sobre o assunto, algo como 'E tudo está bem quando acaba mal...'

Continua...

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Classe à portuguesa

A polícia de todos os países obtem sempre um carro mais potente com o intuito de apanhar ladrões ou qualquer bandido que seja em fuga num carro igualmente potente. Eis o caso italiano:


À partida, os bandidos lixam-se, pois o Murcièlago, bonito carrinho da Lamborghini, apanha qualquer coisa...

Eis o carro da polícia americano para fazer justiça, um grande exemplo de um excelente carro igualmente.


Eis o Alemão, outro carro com tudo para seguir qualquer carro que seja, e agora, por último, o caso português:

O caso português é o típico exemplo de classe em relação ao estrangeiro. Para quê comprar carros de cem ou duzentos mil euros, quando se pode dar doze e treze mil? Exemplo disso é este genial Volkswagen Charutus, mais conhecido por Polo, ou Chassus....

(É obvio que enfatizei, a polícia portuguesa tem os Subaru's Impreza, no entanto, comparar subaru's com lamborghinis é assim 'algo' descabido, e para mais destes Polos vêem-se na polícia a pontapé ehehe)....

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Seis coisas aleatórias sobre mim

Trata-se de um desafio que vi no blog da Lu.a que, como é costume, não me foi proposto. Um gajo acha piada a estas coisas, especialmente em momentos que nada de especial vem à cabeça para contar...

1) Pachorrento. Confesso que tenho sempre ar de uma ligeira sonolência. Nos últimos tempos mudou um bocadinho. Ao fim ao cabo, isto de voltar a jogar futebol, se é que aquele pastar em campo que faço a cada jogo pode ser considerado de desporto, mas alguma coisa há de ser, e como tal já tenho perdido um pouco neste capítulo da pachorrência...

2) Calado. Sou bom ouvinte, é disso exemplo quando estou a olhar para o que uma professora tem para dizer nas aulas, e eu pacientemente oiço sem que nada 'entre' na cabeça. Brincadeiras à parte, muita gente estranha um bocado do meu tipo de personalidade pela primeira vez que me conhecem, porque aquela parte em que sou mais brincalhão e só digo porcaria vem mais tarde, não acontece logo como em alguns casos. Um dia 'lixei-os' com essa suposição e espantei algumas pessoas... foi a propósito de um texto livre de português que a stôra da disciplina leu no 10ºano que resultou no meu post chamado 'Cricket cambojano e a sua influência com a distribuição de leite magro' (tive satisfaz + nisso, curiosamente...) . Foi a primeira vez que me disseram que tinha uma imaginação muito fértil. Por outras palavras, foi o chamado 'onde desencantaste este lixo que eu li agora?'...

3) Adoro croissants. Não sou muito dado para doces, e raramente como chocolate, mas tenho grande pancada para croissants. Confesso que aqueles que por dentro estão pouco cozidos então é uma desgraça. Existe uns duma pastelaria chamada 'Granfina', em Entrecampos (Lisboa), que são viciantes!

4) Snooker. Deixei um pouco de parte as consolas. Agora o 'negócio' é outro. Perco mais do que ganho, mas desde que aprendi o jogo tornou-se uma coisa fascinante.

5) Algarve. Passo lá sempre as férias porque a minha família materna toda é de lá, e é zona para passar férias que não trocaria por nenhuma outra. Sai sempre rentável...

6) Faço colecção de pinhões e pioneses!! Sim, esta foi para encher, verdade seria se eu realmente fosse maluco...A 6) está dentro da 2)....

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Sonic Youth - Teenage Riot



Esta musica tem a minha idade. Não sei quem nasceu primeiro, mas se for antes de setembro até é mais velha uns meses que eu, mas adiante. Trata-se de um dos maiores nomes do grunge e das musicas mais icónicas de sempre deste género, a par das dos Nirvana, Alice in Chains, Pearl Jam(embora aqui tivesse ficado mais Pop rock com o passar dos anos), ou Mudhoney... E é bem porreirita, só o arranque já é 'qualquer coisa'!

Quanto à mudança de nome para 'Jp', trata-se das iniciais dos meus dois primeiros nomes, coisa que à partida não será díficil para adivinharem, e pus porque tenho bastante amigos meus que me tratam deste jeito... E mesmo eu sou muito dado a alcunhas, casos de 'Geo'(o meu nome em italiano, em diminutivo..) , ou Vizir(apenas vizir, a parte do grão só foi no blog), que é uma história àparte....

Tretas à parte, espero que gostem da musica!

Edit: Não se trata de grande banda do grunge, enganei-me nesta parte, são outro genero...

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Acordo Ortográfico - O novo guia para aprender a escrever pessimamente

Nunca tinha reparado ainda nesta nova e brilhante ideia do ministério da educação, mas ontem estava eu a ler a bíblia, mais conhecido por 'Jornal A bola', e deparei-me com as novas palavras que iam surgindo aqui e ali. Tenho a dizer que é uma autêntica vergonha. Isso de escrever como se fala exactamente tem muito que se lhe diga. Para mim aquilo é (des)ensinar as pessoas.

O mais certo é no próximo governo a ministra/o que for eleita lá tem de mudar aquela porcaria toda outra vez, porque aquilo é pura e simplesmente um lixo ler aquilo. É que soa mesmo mal a ler aquilo. E depois como é? Os mais novos aprendem a escrever mal, e os mais velhos aprendem que a forma que aprenderam a escrever era errada. Em que é que ficamos? Ficamos mal, pois claro!...

Palavras como 'ato', 'exatamente', atuação', 'detetor'...Não vos parece realmente aquele típico erro dos putos de segundo ano? Caramba, eu aprendi a escrever duma maneira nunca hei de me habituar a escrever daquele jeito! E depois, para corrigir determinados erros de escrita é o descalabro. Recordo-me que nos primeiros anos de ensino tínhamos muitos ditados, modéstia à parte nem dava quase erros desde sempre, embora a minha letra seja terrível, como muitos professores já me disseram... Mas agora deparar-me com aquilo?!....

Tenham paciência( pacientes são eles, o pouco que fazem também não é minimamente produtivo...) senhores governantes desta republica da banana, mas isto teoricamente está tudo menos correcto!...

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Recapitular de um filme (pouco) inocente

Os filmes portugueses foram remendados nos últimos anos. Enquanto antes uma pessoa via um filme português a ser anunciado na televisão, a primeira coisa que porventura nos passava pela cabeça era qualquer coisa como 'pode ser que uma pessoa vá ver esta porcaria'. Tivemos um sem número de possibilidades em que podemos ter pensado isso, mas tal como o nosso amigo poeta Camões dizia (Camolas para os amigos): mudam-se os tempos, mudam-se as vontades.

Quero com isto dizer que o cinema português atingiu um novo patamar. Não vamos dizer de qualidade, porque filmes de qualidade portugueses existe 'Os Imortais', e muito pouco mais, mas vamos dizer no panorama da inovação.

Hoje em dia, acabou um bocado aquela ideia de fazer filmes baseados na História Portuguesa, até tem vezes que são as próprias novelas que se passam em eras que findaram, ou mesmo algumas séries... Agora os interesses e ideias que passam pelos realizadores portugueses são outros.

Reparem que nos últimos três anos tivemos filmes portugueses com muito sucesso de bilheteira. Em todos eles tínhamos um pârametro comum, se pusermos de parte este recente filme sobre a Amália. Esse clique deve-se a esses três filmes terem algo que qualquer pessoa minimamente vulgar tem seu certo interesse.

Falo do sexo, obviamente. O terceiro filme que falo ainda nem estreou, ou se estreou, foi há muito pouco tempo, e chama-se 'Contrato'.

Se por um lado é um motivo de orgulho para os realizadores portugueses terem finalmente portugueses a ver filmes do seu país, por outro lado demonstra o quão mal que vai a indústria portuguesa, a ter de incluir esse tipo de 'brincadeiras' para ter sucesso. É obvio que diverte ver um filme com esse cariz, já me diverti e até bastante quando foi o 'Padre Amaro' ou o 'Call Girl', mas são filmes todos do mesmo estilo, e ao que deu para perceber, é a única solução para os portugueses irem ver, caso contrário o filme sai um fiasco...

Ao que sugere este novo filme adopta uma postura ligeiramente diferente. Ao que parece é acção à James Bond ou uma cópia qualquer do Hitman, venha o que vier, hei-de ver, mas isto foi apenas aquilo que tenho vindo a constatar desde há uns tempos, ou seja, cinema português sem sexo, não rende para ninguém...

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Seguros sem tranquilidade

Hoje em dia poucas são as coisas que não necessitam de um seguro. Se tens joías, faz um seguro; se tens carro, faz um seguro, e por aí adiante... mas isto de ter um seguro tem tudo menos piada!

Acontece que ontem bateram no carro do meu Pai mesmo sem ele sequer estar lá dentro. Passo a explicar. O meu Pai costuma pôr o carro na garagem, até porque é bastante recente e dá sempre jeito ter garagem nos dias que correm, visto que na zona em que vivo a polícia aperta com a malta que põe o carro em cima do passeio, ainda que não haja espaço para pôr o mesmo em sitio algum, mas isso são outras situações a ver com os presidentes das câmaras municipais que têem por base ser um tanto quanto bestas quadradas...

Mas adiante. Por uma certa falta de costume, lá o deixou certo dia fora da garagem e ontem deparou-se que lhe tinham deixado o pára choques do lado direito um bocado mal tratado. Não que tivesse afectado grande coisa em termos de prestações do carro e condução, nada que se pareça, mas lá ficou ali uma molssa pequena...

O mais ridículo é a treta dos seguros. Eu nem sabia, porque apesar de já ter carta ainda não tenho carro próprio, mas os seguros são uma completa parvoíce. Ao que parece sempre que se bate e quer-se que o seguro pague os estragos é preciso pagar quando contamos o sucedido, só que o pagar é uma conta por demais astronómica, cerca de metade do que já se paga por ano daquela porcaria.

E tem mais. Não fazia ideia, mas o mais risível é que por cada vez que se bate e pedimos aos seguros para cobrir os estragos, ainda passamos a pagar mais por ano de cada vez que batemos! Eu fiquei estupefacto com isto, e o pior é que esta porra do seguro é obrigatório!

Por ultimo, e fora deste assunto, parabéns ao Obama. Não é fala-barato, tem um carisma razoável, e agora as expectativas aumentam. Força aí!

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Ramones - I wanna be sedated



É antigo mas é muito bom! Confesso que adoro bandas dos anos 70 e 80, e isto, tal como os The Clash, é os primórdios da musica punk e é bem porreirita! Lamento não postar textos nestes ultimos dias, mas não tenho tido grande paciência para isso...

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

DJ Marky feat Stamina MC - LK 'Carolina Carol Bela'



Dj Marky é um dos dj's brasileiros mais conhecidos a nível internacional. Esta música trata-se de uma versão de drum n'bass de uma musica antiga do Jorge Ben, sendo este ultimo um ídolo brasileiro que produziu muita musica porreira desde os anos 60, com particular destaque para a 'Mais que nada' (musica muito conhecida do mundo do futebol), ou 'País tropical'. Neste exemplar podem ouvir uma parte da musica original 'Carolina Carol bela' na parte final, mais propriamente quando se canta este refrão:

'que ela mora no meu peito
e eu moro vizinho a ela
e eu fico desse jeito
pensando nos beijos, nos carinhos dela'

E...é muito fácil de ouvir isto.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Stop Complaining, start re-arranging 2

Repouse. Estacione-se num banco no topo do prédio ou casa de onde vive. Fique suficiente tempo para levar com uma prenda da gaivota amiga que possa estar a pairar pelo ar. Proteste com ela. Pode ser que leve mais em cima que assim confortavelmente se lixa. A si e à sua bela roupa comprada nos ciganos. Dirija-se a casa de seguida. Beba uma vinhaça para esquecer os seus problemas. Não beba demais se não acumula mais um, mas beba sem moderação, o seu fígado adora que o destrua, é ver ele aos pulos de contentação até que expluda...

A sua vida anda mal? Não se preocupe, existem curas para gente que nunca está contente. Veja algo pornográfico vá. Divirta-se. Se não sabe de nenhum veja o programa Lucy, um programa que pretende demonstrar às crianças o que é um decote em condições, embora não especifique concretamente isso deixando passar a imagem de programas infantis, mas já com a Mamalhoa no Buereré era a mesma coisa, portanto trata-se apenas de uma evolução do mesmo formato...

Onde andam os amendoins? Vá já comprar, isso é sagrado. Faça o seguro e compre também cerveja, não há tardes bem passadas sem mel... Então e o seu segundo trabalho, tem tido saída? Hoje em dia toda a gente anda a correr atrás de tampas de sanita, portanto trate de vender isso tudo, é relativamente simples se por cada tampa comprada oferecer duas. É que assim esgota facilmente o stock, e embora tenha imenso prejuízo, como não faz do acto de pensar um costume isso pouco lhe vai interessar...

Depois com o dinheiro ganho vá comprar um maçarico para grelhar o rabo da sogra. É que se ela lhe anda a atazanar o juízo desde que casou por não lhe ter comprado um queque uma semana antes do casório, vingue-se, divirta-se, mande essa marafada com os porcos!

Acha que está calor? Queria um lequezinho? Não há nada mais reconfortante do que estar a receber dinheiro numa portagem no mato alentejano com uma sombrinha de quarenta e dois graus, portanto esboce lá um sorriso, coma uma peça de fruta e dance fora da portagem até ser atropelada por um camião TIR...

Fim desta trapalhada!

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

O que de produtivo se faz no MSN


Ou seja, na pratica, nada. Isto foi apenas um pedido da colega bloguista Inês Brito , quando lhe disse que tinha uns certos dotes para desenhar o bynia ehehe.... Os outros dois de cima vocês também conhecem...

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Pearl Jam - Black



Vocês sabem o quanto eu gosto desta banda. Se eles se formaram no ínicio dos anos 90, recordo-me perfeitamente quando recebi a minha primeira aparelhagem em 1995 e o album 'ten' foi dos primeiros quatro albuns que recebi, album esse que tinha aí dentro esta preciosidade. É sem sombra de dúvidas uma das melhores coisas produzidas nos anos 90 e não só. Hoje em dia fico triste com a tamanha porcaria que se cria, salvo claras excepções de bandas menos conhecidas, tem vezes que ligo o rádio e existem postos que apenas passam lixo. Como se pode chamar reggaeton ou aquele pop irritante de música? Isto É MÚSICA!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Toma lá!

O que se previa sucedeu. Ronaldo lá ganhou o prémio de melhor do mundo. Pode ser que agora os senhores doutores que promovem esse prémio ponham óculos mais potentes e reparem mais na qualidade de outros jogadores em vez de um que, pese o talento que tem, tem uma ligeira lacuna de falta de humildade que esbanja descaradamente...

Até aposto que nos próximos jogos da liga inglesa quando der uma ripada forte num macambúzio qualquer se vá desculpar ao árbitro tirando dos calções a taça que hoje recebeu e dizer que tem desculpa por ser o melhor do mundo...

Melhor do mundo...Só se for a estampar os pobres ferraris, aliás, até seria uma distinção mais credível e honrosa tratando-se dele.

Mas por outro lado temos de reconhecer que tem feito boas coisas na Inglaterra. Quantas é que ele já não se enrolou? Aquilo é meter a primeira e depois é sempre a aviar, isso de ganhar muito dinheiro tem dessas boas actividades educativas, até com prostitutas dá para se entreter...

E devido ao seu talento já ganhou igualmente muita massa. Já lhe dá para comprar arroz e coentros, vejam lá! E quem diz que pode comprar arroz, compra nestum, e só com isso já é de qualquer pessoa ficar com a alma preenchida para a vida......

Em suma, parabéns, até merece pelo excelente ano que teve, mas para o próximo ano, sinceramente, não se armem em zuavos e escolham outro... (isto é o chamado 'Bynia estou contigo camarada!')

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

A nova maneira de fazer gelado semi-frio: basta sair de casa

Sempre se pensa que tomar um banho todos os dias é higiene pessoal. É verdade. Escovar os dentes vai pelo mesmo caminho, indubitavelmente. É um dado adquirido também que todos os dias uma pessoa se suja, mesmo que não tenha como passatempo estar numa pocilga a tomar um tudo menos refrescante banho no meio dos amigos suínos. Mas como dizia, são coisas do dia-a-dia que não nos podemos negar, mas existe um outro factor que está sempre ligado à pele acumular mais ou menos gordura, e trata-se pois do estado da porcaria do tempo!

O tempo é algo que tem dias que consegue ser bastante aborrecido. No caso dos seres humanos, não o podemos controlar, apenas podemos descontrolar. Porventura há de ser essa a maior causa de hoje ter ido à marquise da minha casa e me ter parecido que estava num descampado, algures ali para os lados da Sibéria, com uma garrafa de vinho branco na mão, mais uns bons pares de dentes a bater devido ao fresco que se fazia sentir...

Não me interpretem mal. Faço bom uso do vinho branco. Aliás, como muita gente, ninguém passa sem ele. Não aprecio bebê-lo, no entanto é o tipo de vinho mais usado no tempero de comidas, portanto não creio que haja quem não tenha sempre uma garrafa em casa... A parte chata foi ir buscá-lo, porque se estar num frigorífico é mau para a saúde, então estar dentro duma marquise 'armada' em frigorífico também não é algo muito divertido de se ver, ou melhor dizendo, sentir...

Mas isto tudo para dizer que está um frio pouco ou nada benéfico. Parece que se sai de casa e bate na cara um vento que de paralisador tem muito, até os coelhos que têm uma vida marafada do tanto que brincam com a parceira o ano todo devem andar um bocado chateados com esta situação, qualquer dia andam aí a assassinar ovelhas para casacos de pele...

Em jeito de conclusão, está um frio do catano!!

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Cansaço

Hoje tive um dia que de certo modo vem contra aquilo que geralmente acontece nos dias que passo. Vou fazer um recapitular de há quatro anos atrás, para que entendam o que quero dizer. Quando estava no 12ºano, pela primeira vez, e tal como toda a gente, tive educação física. O nosso professor da altura, gostava de puxar pelos alunos. A gente tinha aulas de educação física às terças e quintas, da parte da tarde. O que pressupõe que a gente tem de passar pela difícil etapa de selecção da ementa do almoço. O chimarrão foi sempre algo viável, aquilo é um sítio bonito, tem luz, casas-de-banho e tal.....

Mas o propósito fundamental num restaurante não é ouvir aquelas musicas que se ouve nas casas-de-banho, nem olhar para a publicidade enquanto se rega, mas sim dar uso ao garfo e faca. Ora mais dia menos dia lá eu e um amigo meu enchíamos bem a barriga, e depois lá era costume passar a um supermercado que por ali estava e comprar umas boas cervejitas. O costume eram três, porque o intervalo era sempre de cerca de hora e meia, portanto, apesar de ir ao chimarrão a coisa tinhas pernas para andar. As nossas é que já tombavam um bocadinho. Não da cerveja, mas de tudo o que estava na barriga naqueles momentos...

Resultado era sempre divino. Lá íamos a gente para as aulas de educação física sem nos conseguirmos mexer, gastando o gasóleo todo com duas voltas ao campo... Uma ideia para melhorar o nosso rendimento, seria pagar à empregada de limpeza que nos acartasse às costas, e com o auxílio de um porco-espinho, ela corresse mais depressa... Mas infelizmente por razões de ordem financeira e não só isso não pôde acontecer.

Mas, em poucas palavras, e por muito magro que era e sou, não era por aí que a gente fazia alguma coisa... O resultado foi divertido para mim e para mais uns bananas da turma. Tivemos nove valores à disciplina no primeiro período. O que nós tirámos daqui, para além de querer mandar umas pedras ao professor, era que algo tinha de mudar. Cortámos com o chimarrão. A bebida, essa, era e é sagrada.

Mas no fim do terceiro período lá me safei com um catorze. A bem dizer, foi uma chamada de atenção, porque em forma, sou cepo, mas não sou o maior deles...

Tudo isto para dizer que hoje fui jogar futebol! Há quatro anos, tirando uma ou duas partidas disso por ano, que não fazia desporto. Depois de onze anos de natação, tinha igualmente parado no ano em que tive de repetir a matemática no 12ºano. O que sucedeu foi simples: eu, que a única coisa que faço é jogar com a armadilha do fora de jogo, porque até corro razoavelmente rápido, lá fui fazendo isso descompensando a defesa e saiu uma maravilha daquelas. Mas isto com o tempo vai lá, embora esteja com uma dor de pernas como há muito não tinha...

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

''Good music bring good vibes, and good people bring good times''



Reggae! Se Jah Roots já é bom, melhor ainda será um best of de Jah roots, que saiu neste ano que passou. Para quem conhece Matisiahu, é relativamente parecido, e trata-se neste caso de um ska que é facilmente captável. Aqui está a musica 'Good Highs'.

domingo, 4 de janeiro de 2009

Flashback

O blog tem qualquer coisa como dois anos e meio, três anos. Antes, tive dois com o mesmo nome que infelizmente apaguei-os, mas que deram lugar a algumas reedições de textos neste mesmo blog. Hoje tive a reler alguns textos passados, e decidi colocar aqui alguns que considero de certo modo 'obras-primas'. Foco a parte das aspas, que geralmente tem alguma conotação irónica. Então cá vão os textos que destaco dos demais:

Stop Complaining, Start Re-arranging : O mais surreal em termos de decência ou melhor dizendo, o que maior discrepância faz em termos do que é normal de anormal...

O cricket cambojano e a sua importância na distribuição de leite magro : O meu texto preferido. Trata-se de uma das reedições que fiz do primeiro blog que tive, e que quanto a mim é o que tem uma mensagem importante escondida no meio de tanta parvoíce lá empilhada.

Algo que não interessa a ninguém : A primeira frase deste post ficou de certo modo mítica para a grande maioria do pessoal que me visitava e que ainda me visita. Possui as palavras 'coentros', 'caracóis', 'mato', e 'nu'. Para algumas pessoas, certamente já perceberam de qual se trata.

Vamos lá cambada : Tem um grande destaque na parte dos drogados, e um fim de post com uma frase que não lembra a ninguém...

Monólogos com tibério Antunes : Surpreendentemente as pessoas que o leram acharam sua certa piada. Trata-se de uma personagem que apenas viu lhe ser concedido um post e que é na prática uma cópia de algumas pessoas que não sabem falar lá grande coisa... Talvez volte a escrever qualquer coisa sobre ele um dia...

Males que vêem por mal : Dos meus posts mais sérios. Mas só apartir do terceiro parágrafo...
É de certo modo um desabafo sobre o que o ser humano faz ao planeta.

Tipos de mentalidade : Em termos de construção de texto, é o mais conciso que encontrei. Aqui tentei de certo modo falar dos vários tipos de pessoas que existem e a sua relação com a sociedade onde estão inseridas.

São estes que me chamaram mais à atenção, se quiserem desfrutem...

O programa em que podridão e 'maravilha' são sinónimos!

Hoje deu um programa de culto na televisão. Na teoria deu vários, se retirarmos a repetição daquela espécie de gala em que os putos cantam, da tvi. Mas falo de algo mais profundo. Mais sofisticado. Ou algo com falta disto, quem sabe... Verdade seja dita, talvez seja um marco da televisão ver um programa em que o objectivo é deixar escapulir algumas frases relativamente foleiras, quando o propósito seria cantar...

Creio que já perceberam do que falo, se durante a tarde estiveram atentos à rtp1. Sucede o seguinte: assim como quem não quer a coisa lá decidiram promover na bela e rica cidade da Amadora uma espécie de gala e que consistia em pôr algumas dúzias de mancebos a cantar aquele fabuloso estilo de música que tem como nome Hip-hop.

Ainda agora me pergunto o que raio faria a bela (e aqui sem ironias!) Sónia Araujo no elenco que compunha o juri. Depois o restante consistia em pôr a Catarina Furtado a apresentar aquilo, e só para dar aquele toque de carisma à gala em questão lá decidiu não pentear o cabelo...

É realmente cómico as letras do hip-hop português e a forma como eles 'cantam'. Eles falam um português tão corrente que até tiveram de pôr legendas nas músicas (?!) que eles se punham para lá a cantar em português!

Até houve uma parte duma música que um desses grandes artistas que me intrigou: '' Não vejam as cenas que se passam na tv'. Sei que punha a palavra 'tv' e 'não vejam' mais uma das rimas do costume. Agora eu digo, o tipo que cantou isto de certo modo está a pensar no nosso bem estar psíquico. Ora vejamos, ele mesmo admite que aquilo que estão a ouvir é um lixo! Só por aqui depreende-se duas coisas: ou é inteligente (sabe distinguir coisas boas de más), ou é estupido (que é sempre a hipotese mais aceitável).

Também achei relativa piada a ver um dos membros do juri, que ao que parece era um padre. Mas um padre do hip-hop!... Trazia um boné dos que geralmente essa cambada costuma usar, ou por outras palavras, era um bimbo daqueles....

Creio que a 'gala' até tinha causas nobres, tipo angariação de fundos ou coisa que o valha, mas pecou simplesmente pelos artistas que por lá andavam...que poderão ter a oportunidade de gravar um disco porventura quando a editora que eles pretenderem assinar contrato deixar de existir.......