sábado, 18 de dezembro de 2010

Cabrito com batatas e que se lixe o peru!...

E já está a chegar o Natal. Mais um ano em que somos bombardeados com publicidade de brinquedos e afins. É notável os esforços que as empresas fazem para que se compre qualquer porcaria que possui prazo de validade, até o Pingo Doce costuma fazer uma maior promoção do peru, ainda que isso por si só não impeça de aproveitarem e fazerem promoções de chocolates, quando por norma é nos hipermercados que tudo isso vende muito mais...

A propósito dos chocolates, é curioso como um dos maiores propósitos não especificados do natal consiste em fazer de uma pessoa um pinto em fase de engorda. Não é só chocolates, existem sempre manjares do melhor que há, e isso é talvez a parte mais gratificante do natal, para quem tem cerca de 16 anos para cima...

Pessoalmente, esta época actualmente só celebro por ser tradição familiar. Aquele encanto de outros tempos já não existe. Está claro que nunca se há de fazer uma desfeita neste dia. Convenhamos, não há-de ter lá muita piada dizer-se à família que hoje não se quer celebrar o dia de natal porque apetece ir ao macdonald's em vez de ficar em casa a comer o bom do bacalhau ou o belo do cabrito assado(peru não é nem nunca fez parte das minhas comidas preferidas)...

Este ano aquela piada dos velhos atirarem-se janela fora porque não querem ver o natal dos hospitais já está gasta, logo não me vou alongar muito mais... Aliás, tanto não me vou alongar mais que isto termina mas é já aqui, mas é que é mesmo assim...

Bom natal cambada!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Está tudo bem, só voaram algumas pernas....

Ontem tive uma espécie de regresso às futeboladas. A palavra 'espécie' neste caso significa que já fui de novo para o estaleiro, eu e mais uns quantos, uma vez que isto de jogar à chuva é muito giro se não cairmos, e quando caímos lá se vão as tíbias a voar para longe que um gajo até parece um lego a desmontar-se....

Passando pelas actualidades, ao que parece a Lady Gaga vem tocar em Lisboa no pavilhão atlântico no dia 10, ou seja, hoje. Ao que parece trouxe um camadão de camiões consigo, 32. Por outras palavras, está tudo preparado para montar o circo. O êxito por vezes consegue mesmo ser curioso, nunca é uma coisa propriamente linear, calha a qualquer grupo ou interprete mesmo que seja do conhecimento público que aquilo não vale nadinha...

Tudo bem, tem uma ou outra música melhorzita, mas daí a ter vendido o que vendeu no mundo inteiro entristece um bocado em comparação com outras bandas que praticamente nunca tiveram nem um terço do crédito que estes recebem....

Ontem foi a gala da natal da tvi. A palhaçada do costume, para não perderem o jeito. O suposto propósito do programa até não é mal pensado, uma vez que estas colaborações entre continente e a tvi para angariar dinheiro para as crianças que possam precisar é de facto de louvar, mas a auto-promoção que a tvi produz sempre se soube que bate o nível do razoável em larga escala, mas enfim...

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Desnata-me aí o que se passou

A cimeira da Nato ganhou particular protagonismo neste fim-de-semana passado. De toda a cobertura do evento que a rtp fez questão de fazer, posso dizer que aquilo que mais me chamou à atenção foram os carros do Obama. Realmente a América é outra conversa, qualquer que fosse o representante europeu que chegasse à FIL vinha de Audi A6 mas ele fez questão de aparecer em dois cadillac's artilhados...

Em relação ao propósito do evento em si, é de destacar o levantamento das tropas internacionais do Afeganistão daqui a uns anos e a tal protecção aos países da Nato por parte dos misseis escudo. Isto é tudo muito bonito, afinal aquela malta dos partidos de esquerda sempre devia ter ladrado menos.

Achei profundamente ridículo existirem manifestos anti-nato. Mas será que ninguém percebe que quando se trava lutas contra pessoal que em vez de cérebro na cabeça tem granadas, o resultado é ter de se recorrer a armas para travar ainda maiores conflitos? Não fosse a actuação desde tipo de organizações muito possivelmente a crise mundial ainda mais grave seria... é que em tempos de guerra tem-se de perceber que as várias fatias de orçamentos se deslocam para o lado do armamento, e quando assim é, é normal as famílias se lixarem com isso, pois na prática diminui o bem-estar...

É tudo muito bonito quando não se entende patavina dum assunto e começa-se a protestar, mas a parte chata é que qualquer pessoa pode simplesmente parar para pensar e reconhecer que muitas vezes erramos, faz parte. Basta que nos saibam explicar porque o fazemos, embora também não é menos verdade que muitas vezes nem queremos saber mas enfim......

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Ó Camões traz mais camarões!

Já sentia saudades de carregar no botão 'Posta uma posta'. Sim, a verdade é que apetecia, agora escrever qualquer coisa de jeito é outra história... A verdade é que tenho andado cheio de trabalho, e não será menos verdade que isso nunca serviu de desculpa porque é raro ser verdade, mas isto dos blogs a maioria, se não a praticamente totalidade já não me diz nada...

Não que proteste que isto pareça uma barraca de farturas com um cliente por mês, porque isso francamente não chateia, mas isto a meu ver perdeu muita da magia que tinha há alguns anos. É engraçado o poder persuasivo que tem alguma coisa que é novidade. Existem coisas em que a fase de amadurecimento passa demasiado rápido e cedo chega ao fim...

Recordam-se do tamagochi? Aquela trampa que custava mais de 20 euros e poucos anos mais tarde nem 1,5 euros valia, e nem mesmo assim ninguém comprava essa porcaria? Pois é, tudo tem um fim... Infelizmente há coisas que persistem em não seguir esta máxima, e é francamente decepcionante saber que aquilo que de facto tinha de levar um abanão bem grande não muda nem por nada (novelas da tvi, continuarem a achar que o Miguel Sousa Tavares é o rei dos comentários elucidativos e acertados, ver que afinal o Big brother tem mais uma edição).....

Por acaso gostaria de falar sobre o Big Brother. O bom do programa é que a fórmula gastou-se rápido perante o público português. O mau do programa é que lembraram-se que o público português tem memória pouco curta para aquilo que não interessa a ninguém. Pois é, ao que parece, e pelo sucesso que tem tido em audiências, não é preciso um estudo exaustivo, criativo e alcoolizante para perceber que já se fazia sentir a necessidade de um programa daqueles de novo.

É incrível a paixão que existe por esse programa. É que com ou sem a política dos segredos, o programa é sem duvida o rei dos degredos! É com enorme frustração que por vezes oiço gente que conheço a falar tão abertamente e acima de tudo entusiasticamente desse reality-show, chega mesmo a dar uma certa pena......

É que não dá particularmente jeito gritar 'Mas que camadão de estúpidos!', é que podem-se sentir mal, e depois eu ainda pior me sentiria....

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Relatório

Bom, há coisa de uma semana voltei à vida académica. Como é costume nas primeiras duas semanas, não fiz a ponta dum corno. Se bem que não costumo fazer patavina durante grande parte do tempo. O chamado hobby exemplar... Também se pode dizer que fiz anos à uma semana. Na melhor das hipóteses isto pressupõe receber o tradicional par de meias, mas confesso que não fiquei com o orgulho ferido por isso me ter faltado este ano, a parte chata é ter de mudar um pouco o guarda-fato. Está claro que não vou colar autocolantes do Mundial 2010, não porque pareça mal, mas porque parece muito mal...

Lá tive eu a ir às compras, essa bela maravilha à qual me dedico fanaticamente uma vez por ano. O bom é que ao menos meias estou safo de andar à procura, claro está... Hoje lá estreei uma camisa e ao que parece parecia um pedinte com aquilo vestido...Não que a camisa fosse um trapo, mas porque ao enrolar as mangas dava um ar particularmente desleixado. Ou seja, na prática isto foi um dia em que me vesti ainda mais 'desleixadamente', se é que essa palavra existe...

Passemos às actualidades! O concerto dos U2 está a chegar. A boa notícia desta calamidade é que é fora de Lisboa, isto as boas bandas só podem ir a Lisboa e Porto... Talvez seja demasiado intransigente com uma banda que teve e ainda está há tantos anos no auge...Pois é, eu sou assim, e tenho tanta pena que até me deprimo. Não com a parte em que sou intransigente, mas com a parte em que eles vêem mesmo cá, e ainda pior quando alguém dá dinheiro para ver aquela porcaria...

Tudo há de dizer que vai ser um grande espectáculo...Espectáculo que é isso? Espectáculo é almoçar uma costeleta de novilho, afiar lápis, atirar pedras a formigas e berrar com lulas!.............

terça-feira, 21 de setembro de 2010

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Extravanganza-te!

'Eu sabia! Eu sabia! Sei que sabia do que não sabia! Saber eu sabia do que desejei saber do que eu já esqueci!'

'Disso também sabia desde que sabia da outra cena que eu não sabia mas que me vieram a fazer saber-me do sabido'.

Isto na prática são excertos de uma conversa que tive com um amigo meu por telemóvel. O extravaganza tem destas coisas. Não há nada para dizer inventa-se conversa da tanga por tudo e por nada. Sou mesmo muita parvo!




Isto é o que eu ouvi o verão todo. Excelente música, mesmo para quem não acha propriamente piada a drum n'bass, isto ouve-se muita bem!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A chamuça da morte V

O chefe Patas de urso cedo percebeu que eu era alguém especial, pelo menos foi o que eu concluí quando levei uma galheta no trombil. Sim, eu era especial porque aquilo lhe estava a dar um prazer especial, e quanto a mim, aquilo de especial tinha pouco e não me senti propriamente contente com aquele tipo de tratamentos à pele....

Naquele subterrâneo deparei-me com milhares de plantações de feijão verde. Alguém era, de facto, particularmente, pouco subtilmente, e algo exageradamente...estúpido. A chamuça entretanto brilhou de novo, e voou na direcção daquilo que me parecia um tipo de barba grande que se encontrava encostado a uma parede de musgo. Enxerguei melhor a situação e deduzi uma coisa muito importante. Era, de facto, um tipo de barba grande encostado a uma parede de musgo..........

A relevância desta maravilha veio depois - a chamuça colocou-se à frente dele e iluminou melhor a sua cara transformando-se numa lanterna - afinal não era o pai natal, mas sim um vendedor de pneus que também vendia croquetes que era da minha aldeia.

Isto tudo enquanto pouco alegremente lá levava chapada na tromba. Até que chegou a um determinado momento em que o chefe Patas de Urso parou. Ia começar o 'Nunca digas banzai' na tv, e chinês que se preza a si e aos seus vê esses programas que consistem em levar com uma porta de tijolo no focinho e depois sorrir no flash interview...

Após ele ter ido ver aquilo, o vendedor de pneus apareceu à minha frente, com a chamuça colada na testa, e aí ocorreu uma transformação maravilhosa que só se saberá no próximo capitulo...

Continua...

sábado, 31 de julho de 2010

Inovar ou estupidificar?

Há cerca de dois dias fui à praia pela primeira vez este ano. Sim, não me recordo do dia certo, fruto da bebedeira que se seguiu à mesma. Mas foi giro, toda a gente sabe que mesmo não indo à praia com o intuito de ir para lá beber água do mar que é particularmente ridículo, outra conclusão que a gente chega sempre quando lá vamos é que o estômago ressente-se e dá-nos fome. Fome e...sede. É mais sede. Sim, ter sede é bom. Águinha? Pode ser, e ainda é melhor se for daquela com cevada! Sim, com cevada satisfaz. Muito!

É estranho ir à praia só em Agosto. Qualquer pessoa à partida estranha uma coisa pela primeira vez. Foi assim quando vi o filme Titanic, aquelas quatro horas de filme com intervalo quando apenas faltava uma hora para acabar deixaram-me com umas dores nas pernas que até os pés estavam dormentes! Foi isso e a componente romântica do filme, é que não é costume haver histórias românticas quando os navios vão contra um icebergue, e aquilo havia de ter sido na minha opinião um filme com passagens de checkpoint entre cada pequeno icebergue até chegar ao último em que o pessoal ia todo à vida. Manobras arriscadas, bombordos e estibordos, o pessoal a entusiasmar-se com 'iupii mais um icebergue passado' até que depois de três ou quatro iupii's viesse a parte final do 'porra para isto estamos lixados'....

Mas são teorias. Ninguém pergunta porque os ratos ou coelhos existem às carradas mesmo quando somos pequenos, portanto não temos legitimidade suficiente para perguntar porque diabos o Titanic não foi um filme com chamarizes como checkpoint's...

Sim, não perguntamos porque lá no fundo sabemos a resposta. É exactamente aquela que eu dei à descrição do blog : um blog que consiste e insiste em falar sobre assuntos que não interessam a ninguém. O porquê disto tudo é sempre simples: é estúpido e enche parágrafos, logo (não) é francamente engenhoso!......................


PS: Apenas escrevi sobre o Titanic porque sei que não vou ferir qualquer pessoa quando digo que o filme ficaria melhor daquela maneira, uma vez que não há ninguém que conheça ou que ache que o Titanic é o seu filme favorito, pelo menos eu noto isso quando oiço as palavras 'horrível', 'secante' ou a sequência de palavras 'Francamente filme mais chato não há'....

terça-feira, 27 de julho de 2010

Torra torra palhaço torra!

Hoje tive de tratar dumas papeladas importantes ali para os lados da Av. da Liberdade. Estava fresquinho, e manteve-se fresquinho o tempo todo, foi uma alegria... Batia tanto sol no trombil que uma pessoa para abrir os olhos, olhava para o chão e tentava não ir contra os postes plantados por ali. Sim, porque eu não me ajeito com óculos de sol, e apesar de ter uns que custaram tanto como um menu BigMac (vá, mais 30 cêntimos enfim), a verdade é que não me gosto de ver com aquilo porque não gosto lá muito de chamar a atenção para o que quer que seja...

Partindo a pé desde o Marquês de Pombal, descer aquilo nestes dias é francamente positivo se quisermos uma razão para acharmos que a inteligência não é propriamente o nosso forte...

Agora de férias vou tentar voltar à saga da chamuça que coitada anda esquecida...

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Ileso, lixado e liso

Nos últimos dias tem feito daquele calor que por norma põe um gajo a destilar. E um gajo destilar quando é pele e osso apenas não é propriamente fácil de acatar, mas vai dando para sobreviver... Mas tanto é o calor que está, que estar em casa todos os dias é, na verdadeira acepção da palavra (até porque é a única acepção convenhamos), uma chatice de todo o tamanho.

Desde que abriu o Casino Lisboa tenho costumado ir lá ao café. Sim, para gastar muito dinheiro estão lá os chineses a render, eu cá dispenso essa tarefa. Estou se calhar demasiado habituado a usar transportes públicos, e ontem lixei-me e bem. Pois é, depois do tal café, lá fui eu para casa de autocarro, o último por sinal, da 1h. Sucede que no mesmo autocarro vinham cinco caralhetes que até nem tinham lá grande figurino de palhaços assaltantes, mas no fim esta análise a modos que me custou um bocadinho...

Saíram na mesma paragem que eu, em que mais ninguém desceu. Ora, está-se mesmo a ver... Mal saí da paragem dois deles começaram logo aos pontapés em caixotes do lixo e na prática comecei logo a ver que vai na volta estava lixado....Passei por eles e quando já tinha andado algum avanço a todos, houve um daqueles pancrácios que me perguntou se tinha moedas para tabaco.... Eu como tinha um par de vinte cêntimos no bolso sem ter de tirar carteira, lá lhes dei porque aquilo não era por 40 cêntimos que ia arranjar problemas...

O pior veio depois...

'-Então e notas tens?' - Nem uma, já não tinha dinheiro nenhum comigo...

Está claro que a cambada tinha de confirmar. Lá comecei aos empurrões, alguns 'tira a pata do bolso' mas rondando um gajo não pode fazer grande coisa... Lá confirmaram, só que a parte chata é o cartão multibanco, e o ter um banco mesmo ao lado.... Obrigaram-me a meter código e levaram tudo....

Nalguma coisa eu até tive sorte. Fiquei com tudo, menos o dinheiro que tinha no cartão, embora ainda nem tivesse usado mesada e com isso fiquei pior que lixado. Tanto chaves, como telemóvel e os restantes cartões, isso ficou tudo. Também posso dizer que para alguma coisa serviu ter ido atrás deles quando começaram a fugir com a carteira, por se encontrarem dois carros perto parados num cruzamento algo longe, mas lá consegui que me devolvessem a carteira no fim por ter corrido o equivalente a metade de um campo de futebol de uma ponta à outra, talvez devido à insistência lá largaram a aquilo no fim....

Em suma, foi a primeira vez em praticamente vinte e dois anos que fui assaltado, quando até moro numa zona que ciganos abundam, e daqui tiro uma coisa: em tudo semelhante ao nome do antigo post, 'alguém me aluga uma espingarda'? Apetecia-me muito ter tido uma naquela altura. Tirando isso, tenho andado constantemente a adiar, mas talvez seja melhor começar realmente a ir para o ginásio para ver se deixo de ser assim tão magro, parece que não já alguns amigos me têem dito para ir para isso e para mais acaba por ser bom tanto para boas como más situações em que nos vamos envolvendo ao longo do tempo....

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Alguém me aluga uma espingarda?!!

Férias significa descanso, pasmaceira, lanzudice. Em poucas palavras, nada que eu não conheça, sinta ou abuse frequentemente. Está claro que existe sempre uma boa altura para levarmos uma cartuchada nas tão desejadas férias. Se estou em algum part-time? Bem que precisava possivelmente porque nada faço, mas não é esse o caso. O que é costume uma pessoa fazer quando está de férias? Levantar-se da cama tarde! É verdade, todos gostamos disso. Só quem não cria esse hábito é que também não acorda com aquele ar de quem está com as costelas todas partidas típico de quem fica acordado até muito mais tarde...

Mas digo isto essencialmente para quê. Para quê, para nada. É só um pequeno desconsolo estar de férias e no andar de cima do prédio onde vivo estar em obras e desde cedo acordo com o barulho. É isso e o excelente trabalho de amadores que têem feito. Estou sem televisão na sala porque o cabo que passa no prédio da antena foi estragado quando estes artistas arrancavam as paredes, a casa de banho está com um buraco enorme no tecto porque esta cambada de estúpidos não sabia bem qual era o comprimento da placa que separa os dois andares e já não me recordo quantas vezes tive eu de ir aspirar aquela porra toda que está quase todos os dias a ficar cheia de pó e pedras......

A vida é bela.....

domingo, 11 de julho de 2010

Aldrabizalhando entulho

Sempre que é verão felizmente há sempre bons cartazes de festivais de música. Está claro que digo isto porque também há os maus, péssimos ou mesmo os 'não estou para pôr lá os pés nem que me paguem'... Mas adiante, dia 8 lá fui eu ao Alive. Não fui dia 10 porque sou particularmente estúpido, e não porque já tinham esgotado, isso é a apenas a desculpa mais viável... Andava eu a pensar em ir desde que vi o cartaz e só a semana e meia do festival é que me surgiu aquela fugaz ideia de que se calhar para ir a um concerto convém comprar bilhete (mas só se calhar não sei!).......

Cheguei lá estavam para lá a tocar os Moonspell, grande banda de metal portuguesa, que por sinal tem um vocalista que pela voz parece que já não caga à mais de uma semana... Sim, instrumentalmente eles até são uma banda porreirita, mas aquele zuavo já se calava com aquela espécie de dialecto à coraçãozinho de satã, ou seja, pseudo-linguagem de casa-de-banho.....

Depois é que veio a melhor parte do concerto deles: foram-se embora. Acho que na plateia da emoção até foram derramadas lágrimas de alegria, depois de terem sido derramadas as de angústia, claro está...

Após um interlúdio lúdico para apertar os atacadores dos sapatos que haviam de estar atados, lá fui eu e uns amigos mais para a frente da plateia porque ia começar aquele que foi o melhor concerto da noite para mim: Alice in Chains. Confesso que conhecia algumas músicas deles, e foi uma grande surpresa para mim aquilo afinal ser tão bom! Adorei o concerto, foi mesmo espectacular (aqui sem as ironias do costume)!

Confesso que muita gente parecia mais empolgada com a banda do Mike Patton, Faith No More, mas pessoalmente achei aquilo uma valente porcaria, muito barulho para os ouvidos, muitas tentativas de levar uma cabeçada no nariz do gajo que estava à minha frente pela falta de espaço na altura, e muitos poucos trocos e paciência para sair dali e ir comprar uma jola....

Mudando de assunto. A Espanha foi campeã mundial pela primeira vez. O arbitro esteve muito mal no jogo. Distribuiu apenas cerca de 10 cartões amarelos e um vermelho. Devia ter sido mais, vinte e dois amarelos é que tinha sido justo. E todos para a Holanda! Se não dá para expulsar mais de 4 jogadores, então em frente até ao banco do suplentes, afinal ele existe para alguma coisa!....

Isto para dizer o quê - parece que a cada falta de um jogador holandês era amarelo, e se um espanhol ficasse com a perna de um jogador holandês colado ao piton, só era falta vai na volta se fosse no grande círculo do meio campo, e pela certa que não faltaria um biscoito para o espanhol...

Confesso que o primeiro mundial que vi foi em 1998, em França, e este, dos quatro que já vi, foi o pior, demasiadas surpresas nas principais selecções pela negativa, ao fim das contas não me parece plausível que uma selecção como o Paraguai que tem duas velocidades como 'estar parado' e o 'trinta segundos para estar parado por minuto de jogo jogado' consiga chegar aonde chegou, mas isto sou eu na minha óptica de encher chouriços....

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Mundial do bom

A campanha portuguesa acabou na África do Sul. Desilusão? Nem por isso, foi mais uma surpresa que desilusão. Digo isto porque verdade seja dita não fosse darmos sete secos àqueles coreanos que nem dar dois passos com a bola sabiam, nem da primeira fase passávamos.

E desde o ínicio que isto era uma desgraça: convenhamos, o substituto do Deco ser apenas o Tiago era o mesmo que dizer que o substituto natural do Ricardo Carvalho na selecção ser o Paulão que actua no Braga.... Não é que o Tiago seja mau jogador, mas é muito inconsequente, e o jogo conta a Coreia em relação ao do Brasil disse isso mesmo, não fez patavina...

Porque raio não foi convocado o Carlos martins? Nem mesmo depois da pseudo-lesão do Nani? Mandar para lá o Ruben Amorim quando já há Miguel Veloso?

Aquilo que foi dito sobre a nossa equipa é que tínhamos uma boa defesa. Mas também é óbvio que isso é verdade, quando jogámos contra três boas equipas tivemos a fazer o papel de equipa de meio da tabela, que é defender sempre com dez e jogar sempre em contra-ataque(sendo que estes por norma existiam de trinta em trinta minutos)...

Quem deu o máximo foram o Coentrão, que há de ser o titular durante bons anos se tudo correr bem, o Eduardo que safou muitas bolas, a boa dupla de centrais, e talvez o Hugo Almeida, que do pouco que jogou, fez sempre o possível, e foi injustiçado com a substituição neste ultimo jogo, já que desde a sua saída para entrar aquele jogador português que só sabe falar espanhol de nome Danny entrar, Portugal só fez um contra ataque ou dois nos momentos finais da partida.....

Por último, e em jeito de conclusão, acho que todos percebemos que o Queiroz não tem nível suficiente para treinar um bom conjunto de jogadores, como nunca teve, aliás..... O que vale é que teve a decência de não chamar à atenção aos jogadores através de um vuvuzela, porque senão ainda o Deco se punha ali a tocar tambor e beber cerveja, de tão animado que se ia sentindo no banco de suplentes sempre que o focavam.....

domingo, 20 de junho de 2010

Indiferença

É isto que sinto perante a morte de José Saramago. É curioso e decepcionante como um escritor que foi tantas vezes contestado é sempre na hora da morte que toda a gente sente pena e angústia perante a morte deste tipo de personalidades conhecidas, aliás, já me recordo disto se ter deparado há pouco tempo com a morte do Michael Jackson, que em termos de hipocrisia a atitude no geral foi praticamente a mesma...

Nunca gostei nem nunca hei-de gostar do seu modo de escrita. Bem me recordo do que passei a ler o ''Memorial do convento'', que desde já digo que é ridículo qualquer estudante ver-se obrigado a ler um livro que tem uma pontuação em tudo diferente do que nos ensinaram a fazer. Eu bem queria ver uma pessoa a fazer daquele tipo de frases apenas perceptíveis pelo uso do parágrafo, com uma ou outra vírgula no meio da página...

Costumam dizer que se trata de uma escrita diferente. Pois é, existem coisas certas e coisas erradas, e as diferentes, que por norma e geralmente sem surpresas, são erradas.

Isto, para não falar na arrogância e puro desprezo com que falava sobre Portugal. Mas qual é o português que diz que o nosso país devia pertencer a Espanha?! Com que intuito criámos(antes de ser Espanha sequer) e voltámos a adquirir independência aos espanhóis? Haja descaramento, cada vez que ouvi o tipo a falar apenas me apetecia dizer qualquer coisa como 'vai lá para a tua terra'.

Confesso que aquilo que mais discordei desde sempre em relação a ele foi precisamente o livro que tive de ler e certas entrevistas em que o ouvi falar sobre o país, ou seja, nada sei sobre outro livro que tenha escrito, não posso opinar, mas caso tenha usado o tipo de linguagem à base de palavrões que usou no memorial do convento, é imperceptível como uma pessoa que escreve mais de 30 vezes um palavrão num livro pode receber um nobel, pelo menos não creio que não tenham sido esses os casos nos antigos premiados com o nobel de literatura, e se foi, afinal escrever palavrões é a fórmula de sucesso para ganhar bom reconhecimento internacional....

E por fim, digo que o presidente da república teve a atitude mais correcta perante isto tudo. Uma pessoa que esteja de férias não tem cá de ir ao funeral de pessoas que nunca falou na vida, ainda para mais se se tratar de pessoas que, ao que tudo indica, não gosta; e o mais importante de tudo, não sendo amigo pessoal nem familiar, uma pessoa não tem minimamente obrigação de ir ao funeral de quem quer que seja...o máximo talvez seria obrigação moral, mas lá está, isso fica ao critério de cada um e ninguém pode criticar.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Já se calavam

Há coisas que nos encantam, outras que nos são completamente indiferentes, e há outras que moem o juízo a um gajo. O mundial de futebol começou há cerca de uma semana, e muita maravilha se tem visto, desde jogos em que os jogadores não saem praticamente do seu meio campo (sim, o Paraguai do patas de urso do Cardozo é aquela selecção maravilha), a perus dos já licenciados na matéria guarda-redes ingleses (ou usando as palavras mais convencionais, os chamados pedintes de golos à farta em tudo quanto seja a sua própria baliza)...

As arbitragens curiosamente nem têem sido más. Caramba, nem o Larápio Benquerença tem feito das suas! Mas o pior é aquilo que toda a gente de uma forma geral se tem queixado, que é as vuvuzelas. Uma pessoa está a ver um jogo na televisão e parece que está num quarto no Algarve em dias em que está um camadão de calor, ou seja, os amigos mosquitos não se fazem rogados e vêem-nos prestar um auxílio lastimável!

É que o som das vuvuzelas assemelha-se imenso ao feito por um mosquito, é francamente irritante! E o pior é que essa moda tem-se multiplicado, em todo o lado vê-se putos com vuvuzelas, não há dia nenhum...... Como se não bastasse os escuteiros já darem uso à porcaria do cornetim tinham de mandar vir disso para cá também...

terça-feira, 1 de junho de 2010

A cura para todos os males

Não, não falo propriamente do nestum. Mas confesso que não gosto de repetir posts na integra, ou seja, gosto só de repetir posts, e repito um post para dizer que o meu tornozelo voltou a servir de bola, que é algo que não se pede todos os dias (se bem que aqui também não é coisa que se peça de todo)....

Lamento os posts estarem a ficar mais curtos, mas por norma quando o conteudo é zero tem vezes que aceitamos melhor este género de coisas do que propriamente um post ter um camadão de linhas e a gente aí já não pode dizer 'ah e tal sim senhor isto não está uma bela porcaria, só está uma secante porcaria para ler'....

Fim da poesia

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Quando um braço não é demais...

...o tornozelo também confortavelmente se lixa.

Não é que o futebol tenha como próposito fundamental ser uma batalha campal, nem é coisa que suceda nos jogos que costumo jogar das segundas-feiras, mas isto hoje 'mandou-lhe uns ares' a isso...

Isto não está certo - EU é que tenho aquele pressuposto teórico e prático de mandar ripadas, mas hoje lá fui eu o sacrificado. Entre pisadelas de pessoal que possui quase o dobro do meu peso (isto é de facto um trocadilho porque eu possuo quase dois palmos da altura de alguns deles, e eles nem são propriamente anões hehehe) a jogadas divididas em que por vezes se pensa que a bola chama-se tornozelo na hora de remates isto hoje foi uma beleza daquelas....

Chegar a casa e ir jantar é sem sombra de dúvidas o melhor que há depois daquilo. E restaurar as defesas naturais não se faz com aquela porra dos actimel, faz-se à pala de bifes! Ah, que regalo do catano!

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Cornershop - Brimful of Asha



Grande clássico dos anos 90! Há alguns anos que não ouvia isto, e pela certa que quem visite isto também decerto se recorda...

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Só é lixado a primeira vez...

O titulo desta trampa pode ter muitos outros tipos de possíveis interpretações, daquelas variadas, mediáticas e acima de tudo neste caso, erradas. Acontece que nas ultimas semanas começaram as primeiras frequências, e como toda a gente acha particular piada a isto, é costume um gajo começar a acomodar-se a apresentar um focinho mais trombudo....

Segunda-feira é mais um, e este é dos 'salve-se quem puder': embora não tenha matérias particularmente puxada, é um camadão dela em cima, ainda para mais é só teoria...e depois levamos com estas piadinhas:

'Ah e tal só sai até ao 8capitulo'- uma porra!
'Ah e tal só sai até ao 8capitulo, são 300 PAGINAS' - Nada mais fácil!...posso ir atirar-me da janela agora?!.....

Francamente, haja pachorra para estudar teoria. É pena que os seres humanos são mais racionais que os cães, logo não ficamos com a doença da raiva tão rápido como eles, porque caso isso sucedesse talvez repensassem na quantidade de coisas que nos dão para decorar....

quinta-feira, 15 de abril de 2010

'Tá a gastar dinheiro!

Comprei recentemente o album novo dos massive attack 'Heligoland', e digo que vale bem a pena, é fantástico! É diferente, muitissimo original, é daquelas bandas que no género parece que está sempre uns bons patamares acima de tudo o resto!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Seduzir em condições

Ao fim de uma noitezita com amigos, chega-se um amigo meu meio bebâdo para uma amiga nossa: 'Sabes, és a minha baleia favorita pá!' . Caramba, tive mais de meia hora a rir sem parar e de tal forma que parecia que estava com um camadão de cerveja daqueles! hehehehe

terça-feira, 6 de abril de 2010

Façam lá o jeitinho: páscoa para um mês, e não semana e meia...

Isto das férias da páscoa passa demasiado rápido. Isto não está certo. Anda aqui um gajo a querer ter mais dias de comidas porreiritas e acaba esta época volta logo o esquema do peixe cozido/bifes e água da torneira....

Sim, saudades não me dava lá muitas em relação a isto. O bom no meio disto tudo é que faz três semanas que voltei a jogar futebol, coisa que me vai mantendo a forma, enquanto outros perdem-na (de vez em quando dou com cada pantufada que...). Brincadeira à parte, a verdade é que estou a voltar a estar em forma para aquilo, ainda para mais eu para ginásios não tenha um pingo de paciência para andar por ali a monte, como se tivesse de castigo. Depois dizem-me 'Anda lá para o ginásio precisas de ganhar massa', pois, mas eu para tomar batidos todos os dias antes pego em uns quilinhos de peças de fruta e está a andar... Ou melhor, nem está a andar, nem deixa de estar...

Mas a parte chata é sem duvida as férias acabarem. Lá vão os cafézitos de tarde com os porcos francamente...

quarta-feira, 24 de março de 2010

São bestas e têem orgulho nisso

Directamente da campa funerária lá vem ele todo contente dar palestra...


Uma pessoa sem limitações de qualquer espécie quando toca a ajudar a malta....

Matosinhos, terra em que há alguns maluquinhos!......

quinta-feira, 18 de março de 2010

Pedro Moutinho - Bebe um copo de sol



Eu nem acho grande piada a fado, mas esta musica é qualquer coisa!

sábado, 13 de março de 2010

Espectacular!

Supostamente quando falamos de algo espectacular queremos dizer que algo ou aquilo que pretendemos relatar é algo que de facto é muito bom, ou seja, possui aquela magia contagiante que nos seduz. Mas tenham lá calma, que eu para criticar tenho doutoramentos!...

Desde há algum tempo que estava para escrever sobre este assunto, ou pelo menos mandar a minha calinada ou ver sobre esta maravilha televisiva que passou na rtp1 durante algum tempo por volta da hora em que do quarto dos pais se ouve um ressonar capaz de acordar preguiças...

Sim, falo da série 'True blood'. Ou traduzido para português e remixando a coisa, 'Vampiros Parolos'. Trata-se de facto de uma série de culto (de dar uso ao culto de deixar a televisão desligada enfim...). É daquele tipo de séries que de tão má que é consegue ter realmente piada. E não sei se aquilo é suposto ou não ser uma comédia ou não, mas transparece essa parte...

A começar pelo nome das personagens principais. Então não é que o vampiro protagonista na série se chama 'Bill'? Onde raio se viu um filme ou série de vampiros em que havia um vampiro qualquer com nome de taberneiro?! E tem mais: todas as personagens têem sotaque do Texas, e é aí que entra a parte da parolice, uma vez que todos parecem ser daquele género de terrinhas ou aldeólas espalhadas no meio do nada.

Lembram-se dos filmes do John Wayne de cowboys? Não? Nem eu, não vi e dispenso. Mas sucede que todo o falatório daquela gente é desse tipo.

Por último, tal e qual como um tipo qualquer vai a um bar pedir uma jola, ali um vampiro que vá a um bar tem sempre garrafinhas de todos os tipos de sangue. Por agora creio que acabou a primeira série na rtp1, mas muita gargalhada dei eu a ver aquela trapalhada!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Mau dia, paciência para sair de cama não havia

7h10- Acordo. Não por mim próprio, o despertador ajuda. Levantar 'tá quieto...
7h11- Bocejo. 'E tal só mais uns minutos'.
7h12- Bocejo. Bocejo. Bocejo. Mais um...'É desta!'
7h13- Não, não foi desta nem daquela...
7h15- Preparação mental para levantar da cama. O chamado 'Não serve para nada'...
7h20- 'Mas eu estou tão bem a ouvir a chuva a cair'
7h25- Adormeço profundamente, provavelmente a pensar em bollicaos...
7h26- Bollicaos não me parece, de todo, algo com que se sonhe....
7h40- Tinha razão. É aqui que oiço alguém, uma voz adorável do género : 'Acorda já pá preguiçoso do....!'
7h45- A vassoura assusta-me. 'Tudo bem, eu cedo'....
8h15- Hora de começo aulas.
8h20- Adivinhem quem chegou!
8h35- Alguma vez era eu! Agora sim.

-Porque chegou tarde?
-Tive a pastar formigas...

Vá, há aqui coisas hipotéticas (a maioria nesta trapalhada), mas alguma coisa passa por aqui...

PS: Pelo corolário do titulo, todos os dias são maus dias, logo sugere que a vida seja uma bela porcaria, mas não é inteiramente correcto, há sempre o nestum para pôr sorriso no trombil aqui do estupido...(e viva as costeletas de porco também já agora...)

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Pergaminho mal amaldiçoado

Nos últimos dias tem dado uma certa vontade de ir contra paredes só para ver se aquecemos o raio da cara, uma vez que o frio é tanto que cura melhor para arrefecimento não há. Bom, isto é hipotético e pouco credível, mas se acreditarmos que ninguém é exactamente igual a outra pessoa pode ser que isto tenha fundamento....

A grande verdade é que tenho andado ocupado nos ultimos tempos. Acreditem, porque........não é verdade. É tão gratificante encher uma linha de texto sem que se escreva algo de novo verdadeiramente. Gratificante e estupido....Mas sim, é uma bela desculpa quando alguém quer dizer que tem ficado muito pé atrás no que respeita a ler, ou vasculhar os blogs que se aprecia...

Passando às actualidades. Foi mais um ano em que o dia dos namorados foi passado a beber para esquecer. A tentar esquecer. Sim, não poder beber mais uma cerveja à pala de vinte cêntimos é um rude golpe para quem queria pôr a sexta a fluir pela goela abaixo...

Que mais há a dizer? Bom, o Vitor Constâncio lá arranjou mais um tacho dos bons. E este não foi só para fazer galinha estufada, este permite comprar muitas galinhas para estufar que é uma maravilha das grandes... Nomeado para vice-presidente do Banco Central Europeu é coisa de alto gabarito, sempre é um bom plano de fuga aqui da republica da banana que é este país... O mais rísivel no meio desta trapalhada é que se cá está como está e se os gajos o nomearam também hão-de ter um quilo de lastro no cérebro, quer dizer, não dá conta do recado num dos países que em termos europeus é do piorio logo metem um destes lá para dentro para ver qual a sua capacidade de 'enbroncamento' do esquema......

E as escutas divulgadas no youtube sobre o apito dourado? Sim, se eles tivessem falado sobre água do luso vai na volta já estavam todos na prisão, mas como usaram um dialecto de uma lingua mais dificil do que o chinês ou alemão (em português! de Portugal!, vejam lá a complexidade da coisa!), os pobres coitados dos juízes e todo esse pessoal corrupto que dirigiu esse processo acha que não há documentação suficiente para incriminar uma certa gentinha, e depois querem que acreditemos que a justiça deste país não é uma bengala!.....

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Desafio à pachorra

Estas épocas de pós-fim-de-ano são extremamente gratificantes para uma pessoa. Se bem que por aqui não me podem ver a fazer uma ligeira careta quando digo isto, porque de facto, eu estou a mentir e bastante...

Sim, começou a época de exames. E não, não é à barriga para ver se algo se passa com a mesma, depois da quantidade de bolos e comida boa que se come no natal e afins... a faculdade dá um trabalho do catano, e estar a levar aquilo um pouco mais a sério este ano então é chato quanto baste...

Por outro lado não tenho ligado muito ao que se passa por estas bandas, sinceramente fartei-me das leituras, lamento....

Uma boa semana para vocês e bom ano novo!