terça-feira, 23 de novembro de 2010

Desnata-me aí o que se passou

A cimeira da Nato ganhou particular protagonismo neste fim-de-semana passado. De toda a cobertura do evento que a rtp fez questão de fazer, posso dizer que aquilo que mais me chamou à atenção foram os carros do Obama. Realmente a América é outra conversa, qualquer que fosse o representante europeu que chegasse à FIL vinha de Audi A6 mas ele fez questão de aparecer em dois cadillac's artilhados...

Em relação ao propósito do evento em si, é de destacar o levantamento das tropas internacionais do Afeganistão daqui a uns anos e a tal protecção aos países da Nato por parte dos misseis escudo. Isto é tudo muito bonito, afinal aquela malta dos partidos de esquerda sempre devia ter ladrado menos.

Achei profundamente ridículo existirem manifestos anti-nato. Mas será que ninguém percebe que quando se trava lutas contra pessoal que em vez de cérebro na cabeça tem granadas, o resultado é ter de se recorrer a armas para travar ainda maiores conflitos? Não fosse a actuação desde tipo de organizações muito possivelmente a crise mundial ainda mais grave seria... é que em tempos de guerra tem-se de perceber que as várias fatias de orçamentos se deslocam para o lado do armamento, e quando assim é, é normal as famílias se lixarem com isso, pois na prática diminui o bem-estar...

É tudo muito bonito quando não se entende patavina dum assunto e começa-se a protestar, mas a parte chata é que qualquer pessoa pode simplesmente parar para pensar e reconhecer que muitas vezes erramos, faz parte. Basta que nos saibam explicar porque o fazemos, embora também não é menos verdade que muitas vezes nem queremos saber mas enfim......

1 comentário:

Alien David Sousa disse...

João, desde que te conheço ainda não paraste de me surpreender com a tua maturidade. Gosto do que escreves, mas gosto ainda mais da forma tão lúcida com que abordas os temas com os quais nos brindas. Don't you dare changing!

alien kisses