sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Presidenciais ou 'palhaciais'?

Confesso que sou um grande admirador do programa 'Corredor do Poder', em que se trata de um debate entre representantes dos partidos sobre as actualidades políticas em Portugal. É interessante, até digo que tirando algumas séries e ou futebol costuma ser das poucas coisas que passam na televisão que me chamam mais a atenção.

Mas isto era apenas uma mera publicidade acerca daquilo que pretendo escrever hoje. Como se sabe, as presidenciais são este fim-de-semana. Como também se sabe, ninguém terá dúvidas que perante tanta candidatura anedótica Cavaco Silva ganha isto de forma categórica...

É incrível que nestas eleições haja candidatos tão fracos. Caramba, eleições presidenciais não é as eleições do Sporting, que ninguém quer ir lá para dentro! Era exigível melhores desempenhos em termos de campanhas do que aquela mediocridade autêntica. Confesso que Manuel Alegre desiludiu muito, a mim e a muita gente de certeza, uma vez que até é uma pessoa que reúne adeptos e respeito, muito pelo percurso literário que detém. Mas o pior veio depois. A sua campanha eleitoral consistiu em ataques a Cavaco Silva, umas vezes mais justificados que outras, mas em termos de políticas a seguir fica muito à quem do que era esperado...

Como é que alguém pode querer ganhar quando possui o apoio do Bloco de Esquerda? Muito embora aquilo que ele pense e o que o Bloco pense não seja exactamente o mesmo, a verdade é que existem pontos em comum entre ambos, o que de certo modo até divide o seu próprio PS.

Passemos ao candidato Francisco Lopes. Posso dizer que do que vi até se esforçou para ouvir as queixas dos portugueses, no entanto, uma vez que está conotado e apoiado com o PCP, jamais ganharia estas eleições, quanto muito será o futuro líder do PCP daqui a uns tempos...

Fernando Nobre foi um candidato que desde o início possivelmente teria o meu voto, mas depois de ver o seu debate com Francisco Lopes fiquei com menos entusiasmo, vamos ver....

Defensor Moura desconheço, e praticamente não vi nada em relação a ele. E por fim, chego ao candidato 'Garcia Pereira'. Digo isto porque este será daqueles candidatos que se obter 0,3% (como Garcia Pereira conseguiu durante alguns anos), já é uma vitória daquelas......

É verdade, José Manuel Coelho é um candidato destes. A parte que o separa do Garcia Pereira é que este tinha qualidades para sketches de política num programa de humor. Eu nunca vi um candidato à presidência que fizesse uma campanha como se tivesse na palheta num café com a sua cambada de amigos a 'dar-lhe' no tintol. É que foi com cada calinada que ele disse, até a Judite de Sousa há-de ter pensado que ele tinha ido à sua entrevista já com o copito.....

Por último, não digo que goste do Cavaco, mas tudo indica que a vitória é dele claramente....

2 comentários:

Sofia disse...

Olá João, o Cavaco não apenas será o vencedor como será o vencedor logo na primeira volta...são eleições previsiveis, com candidatos, enfim, pouco expressivos...
Beijinhos,
Sofia

Alien David Sousa disse...

Mas, alguém duvidava de que o Cavaco ia ganhar e à primeira??