quarta-feira, 11 de maio de 2011

Vender o peixe

Portugal de momento encontra-se na presença dum clima de Natal, fazem-se saldos de fruta, de entrevistas, tolice e gabarolice. Sim, o natal é aquela altura do ano que por norma dá-se prendas à família, a nós por cá cabe-nos encaixa-las da maneira mais subtil possível para evitar sobressaltos...

Está claro que nesta época de natal o prazer e a entrega das prendas está do lado dos partidos. Dos partidos e da Destroika... Mas isso já se sabia. Achei piada na semana passada as entrevistas dos líderes partidários a um programa como o '5 para a meia-noite'. É sempre bonito de ver quem é suficientemente humilde para, ao fim de alguns anos a serem gozados de vez em quando nesse dito programa ou em qualquer outro do género, vão lá como se nada fosse...

O bom disto tudo é que ao menos não é e esperemos que não seja a última vez que isso vá suceder. Recordo com um grande sorriso estampado na tromba algumas cenas dos 'tesourinhos deprimentes' dos gato fedorento em relação aos convidados do programa de fim de ano de há uns dois anos atrás...

Mas mudando de assunto - está um sol do caraças. Já começa aquela altura do ano em que não fazia mal nenhum que o Algarve fosse a 10 km de Lisboa. É que tem estado aquele tipo de sol que costuma fazer uma pessoa destilar, e seguramente desta maneira não vamos ouvir comentários francamente importantes da autoria de Cavaco Silva, mas felizmente estamos safos, já que com ou sem sol ele não pia lá muito bem....

1 comentário:

Alien David Sousa disse...

João...epá achas que me vai calhar algo no sapatinho este Natal? Como eu não sou de cá tenho as minhas duvidas. E já agora, os Portugueses devem alargar o cinto? Ou nem por isso?
Esclarece-me por favor ;)
kisses