terça-feira, 25 de outubro de 2011

Outono

Estão de volta os dias em que quando nos levantamos parece que ainda é tempo de estar na cama por mais uns pares de horas. Por outras palavras, voltou a chuva, voltou os dias extremamente cinzentos que nos levam a pensar porque isso não será razão suficiente para termos, por lei, direito a estarmos a dormir mais algumas horas. Isto não está certo, uma calamidade das grandes...

Está claro que isto não tem propriamente grande discernimento. Não passa de um mero catalisador para conversa de café... Mas de facto, dá pena não voltar a acordar com o belo do sol a bater na tromba. Se formos a ver pela lógica, esta actividade é uma boa desculpa para nos querermos levantar porque, por vezes, não é possível que nos desviemos o suficiente para o sol nos pregar este tipo de partidas (por exemplo um estore não poder ir até abaixo sob pena de se entortar todo). Está claro que existem maneiras subtis para o sol não produzir o seu efeito, mas cair no chão não costuma dar muito jeito, além de que costuma ser tão macio como um tijolo partido aos bocados...

Se formos a pensar bem nisto, ou seja, pensar em algo que não se justifica sequer pensar, até a questão de ir tomar banho ou o pequeno almoço sofre nestas condições. É que o tempo de chuva dá lanzudice, e quando queremos comer um pão ou uns cereais, aquela difícil tarefa de mastigar fica muito mais complicada. E mesmo a tomar banho, são mais as vezes que nos mexemos para não ir contra a parede da casa de banho, do que ensaboar, por exemplo. É que o sono não ajuda, e dormir em pé também dizem que não...

Mas por muito estúpido que seja este tema para escrever, a verdade é que é curioso como os dias de sol e de chuva mexem com a boa ou a má disposição de qualquer pessoa. Por exemplo, num dia de praia, o sol e a incapacidade de muita gente não estar parada muito tempo quando lá anda faz com que fiquemos muito mais cansados no fim do dia e chega-se à cama depois e adormece-se logo; em relação aos dias de mau tempo, por norma qualquer pessoa fica aborrecida mais facilmente, e por conseguinte mais tempo fechada em casa a ver um filme ou uma série, ou...outras coisas, e por vezes nem se dá pelo tempo passar...

1 comentário:

Alien David Sousa disse...

João, eu por mim tinhamos verão o ano inteiro. Adoro o sol a praia a piscina, tudo o que tenha a ver com luz em oposição à escuridão. Concordo contigo quando dizes que é realmente de salvar como um belo dia de sol pode mudar a nossa disposição por completo. Não acho que o tema seja estupido. Tudo o que nos passa pela cabeça nunca é estúpido se o soubermos expressar.
kisses