segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Another one

Não sei se a pena é aquilo que mais se sente quando alguém decide pôr fim à vida, ou se será mais ainda revolta. Não é a primeira vez, não será a última. Não se consegue perceber bem porquê, mas no mundo da música há sempre quem abuse de drogas.

Uma causa explicativa para estes excessos poderia ser que no mundo actual há uma maior pressão das editoras para os músicos produzirem álbuns depois de um relativo/grande sucesso de um primeiro trabalho, mas se formos a ver por essa perspectiva a verdade é que muito músico já morreu devido a drogas quando ainda existia mais paixão e criatividade para produzir música do que nos dias de hoje, e portanto, por aí não se justifica.

É também certo que a fama e o dinheiro sobe à cabeça das pessoas e em muitos casos transforma-as. Mas como o ditado o diz, o dinheiro ajuda, mas não traz felicidade. Podemos pensar que certas drogas criam adrenalina e muito possivelmente ajuda no aspecto criativo dum músico, aliás, algumas letras de música escritas a pensar e/ou sob o efeito das drogas por vezes acabam por ser musicas que conseguiram obter enorme sucesso.

Neste campo creio ser um exemplo a música 'Little Wing', do Jimmy Hendrix. É das músicas que mais gosto, e gostando ou não, é considerada uma grande música de um grande interprete.

No caso da Whitney, há imensos semelhantes, e todos eles relativos a pessoas que contribuíram com alguma coisa para a música, sejam eles kurt kobain, janis joplin, Hendrix, Layne staley, ou passando por exemplos mais recentes como a Winehouse (que apesar de tudo produziu um álbum de muita qualidade, o que nos dias de hoje é realmente raro), ou a Whitney, que teve enorme fama no fim dos anos 80 e príncipios de 90....

1 comentário:

Alien David Sousa disse...

Sabes johny, a carreira e a vida dela começou a descanbar quando casou com o Boby Brown que é um frustrado. Teve dois êxitos nos anos 80 e passou o resto do tempo à sombra da mulher e a dar-lhe a conhecer o mundo da droga. Ela deu mais tarde uma entrevista, após ter saido da reabilitação- dizendo que passou horrores . Levou o EX a tribunal por abuso doméstico mas fez as pazes com ele mais tarde.

Dizem que a companhia não faz a pessoa, mas muitas vezes faz.

Não o culpo a ele pela morte dela, mas que deu uma ajudinha lá isso deu.

kisses
p.s gostei do texto