quinta-feira, 17 de maio de 2012

Marasmos de erasmus

-Grande Mário Rui, essa experiência no estrangeiro como foi?
- Boa, na medida do possível sôtor Carlos Alfredo...
- Isso não diz muito...
- Tu também não perguntaste grande coisa...
- Enfim...ambientaste-te bem lá? A língua era tão complicada como parece?
- Não propriamente, aquilo até vai lá com gestos ou sons, afinal somos todos seres humanos...
- Eheh, então o essencial, tipo 'olá', ou 'bom dia' como dizias?
- Fazia o gesto com o braço típico, e grunhia um bocado, já que eles lá carregam nos erres...
- És perspicaz! Então e por exemplo numa aula, se quisesses ir à casa-de-banho?
- Aí eu tive alguns meses para perceber como se fazia, entretanto como lá tem-se de pagar para ir a um wc público, trazia na mochila um garrafão de água do luso sem água do luso para isso, mas para pedir para ir ao wc como não sabia uma palavra da língua deles o que me vinha sempre à cabeça, e a eles vinha ao nariz, seguido de desmaios e visões de leitões, era o que eu fazia para exemplificar claramente o que eu queria...
- Estou a ver...então e gajas como foi? Falaste numas suecas...
- ...as sem cuecas? Foi num convento... a essa altura estava a decorrer uns baptizados e como elas se esqueceram disso o padre pegou na garrafa de vinho verde e não benzeu, bebeu....
- Então e a água sagrada?
- Já não havia água para lavar o cão do zé e usaram-na no dia anterior, o baptizado era para ser feito com sangria...
- Isso...isso com sangria dá cá uma potência! Ahaha
- ...Foi uma bubadeira duma excelência que eu bou-te contar!...
- E as pessoas não se escandalizaram com isso?
- Só quando o vinho verde acabou, o padre não partilhou!...
- Mas que raio de igreja é que foste parar pá?!
- Das boas! E da minha faculdade então nem se fala...
- Conta lá então...
- Não, da minha faculdade não se fala...
- ....
- Seja, mas para já não, tenho de ir ali pastar para uma aula, que está a dar-me algum sono...

1 comentário:

Alien David Sousa disse...

"o baptizado era para ser feito com sangria..."

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

Adorei este diálogo, brilhante, farei-me de rir. E a de ires dormir para a aula também foi hilariante já para não falar da do padre que não partilhou o vinho lol
MUito bom. Tanto talento rapaz.
Kisses