quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

A hora da verdade 4

(...e não, não falo do filme do karate kid, sempre achei o título em português a puxar para o ridículo)


Há dois dias atrás ocorreu a grande entrega de prémios de futebol, em que mais uma vez ganhou o Messi o prémio de melhor do mundo, pela quarta vez seguida, um feito inédito.

Parece que está tudo talhado para o Ronaldo só conseguir a segunda bola de ouro caso o Messi esteja no estaleiro um ano, e aí nem sei se seria suficiente, uma vez que já houve um ano que esta espécie de anão de gaiola para grilos ganhou sem ter ganho (em termos de troféus) propriamente lá grande coisa...

Se é injusto ou não? Talvez não seja injusto. Como alguns entendidos da matéria já disseram (e não falo do Gabriel Alves, nunca mais me hei-de esquecer da famosa frase dele a propósito do ex-jogador Juskowiak que foi do sporting, ''tem a vantagem de ter duas pernas'', mau seria....), o Ronaldo teve azar de ser contemporâneo do Messi.

É difícílimo superar o Ronaldo, mas em parte há que ver que para além do plano individual de ambos, o colectivo do Barcelona ajuda muito mais o Messi do que o colectivo do Real Madrid ajuda o Ronaldo e, porventura aí também reside uma boa diferença neles...

Outro aspecto que o Messi é imbatível é a questão de fãs. O Ronaldo não é por ser português que é visto  como arrogante, mas essa imagem também lhe pesa na bola de ouro certamente. Entende-se porque no campo ele passa essa imagem, o tipo é incrivelmente competitivo e gosta de ver até onde vai o seu limite. É como já foi dito muitas vezes, perfeccionista, supostamente é sempre o último a sair dos treinos.

 O Messi é mais magia nos pés, é aquele tipo de jogador que sai tudo bem, que decide praticamente sempre bem, e é um jogador com mais jogo de equipa que o Ronaldo, se bem que mais uma vez, aqui beneficia estar no Barça, e da maior protecção por parte dos árbitros...

Quanto ao Ronaldo, tem dois pontos melhores que o Messi, tem melhor remate, seja em livres ou bola corrida, e é melhor de cabeça, beneficiando ser mais alto que o argentino, como é óbvio...

Mas em suma, é pena até agora só ter ganho uma vez, porque daqui para a frente será cada vez mais difícil, este ano já estará com 28 anos, e para atingir aqueles números é puxado, até porque o Messi é mais novo que ele dois anos, se não estou em erro...

De resto, e já que hoje o assunto é futebol, pode-se dizer que o sporting ainda há-de parar no Guiness para a equipa com mais treinadores numa época. A pergunta que fica lá para os lados do circo de alvalade, é: será que o Jesualdo se aguenta até ao fim da época?

3 comentários:

Mary Jane disse...

Olha, estiveste a formar-me num assunto sobre o qual não sou muito versada, mas já ouvi muitas vezes o discurso humildades vs arrogância; talento natural vs. trabalho como pontos distintivos entre o Ronaldo e o Messi. Acho que as detalhaste e apanhaste aqui bem. Introduziste a questão do colectivo, que me ainda era nova. Mas concluo que de facto estes prémios mais do que o esforço valorizam o talento e nesse nível o Messi é que será o mágico da bola :P

João disse...

É, mágico da bola, até na hora de receber o prémio traz um blazer de bolas brancas lol...

Alien David Sousa disse...

Apenas digo isto: O Messi tem 25 anitos, ainda muito para jogar pela frente e vai ser considerado o melhor jogador de futebol de todos os tempos. Primeiro, O ronaldo queria a Bola porque tinha marcado mais golos, este ano, ano em que o Messi marcou 91 golos numa época, quebrando todos os records, o CR já só falava na equipa que ganhou a liga. Afinal ficamos como??

Uma coisa é certa, por muito que custe aos portugueses, é impossível ver o Messi a jogar e ficar indiferente. Não venham com comparações entre os dois, porque NÃO EXISTE MOTIVO!!!

Ah, e mesmo no que toca a portugueses, ainda se lembram das fintas do Figo? Que tal ir ao Youtube e escrever: FIGO SKILLS! E depois digam-me se o CR as sabe fazer daquela forma.

Beijinhos e a bola ficou bem entregue