terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Parvoíce acima de tudo

Certamente que sabem quem é José Manuel Coelho. Depois de andar a brincar à porrada em pleno parlamento madeirense, esta simpática e risível personagem voltou a protagonizar mais uma maravilha, ao pensar que o Carnaval é quando ele quiser. Não que não pudesse ser quando ele quisesse, ao fim ao cabo no circo Chen hão-de precisar de palhaços a toda a hora, em regime de subcontratação. Isto é tudo uma questão de desejos, e modos de pagamento, uma vez que os papagaios por norma recebem salário à base de cereais, quem sabe nestum....para depois...nunca mais se calarem.



O que é que ele fez desta vez...bem...desta vez mascarou-se de presidiário. Não que aquela vestimenta não tenha sua certa piada e a gente até gostasse de ver alguns políticos a usarem aquilo, mas sinceramente no caso dele creio que algo que lhe ficava melhor era vestir-se como o Batatinha. Quem sabe não é ele mesmo este palhaço profissional, eu pelo menos nunca me lembro de ver o seu verdadeiro aspecto, só me recordo do aspecto real do Companhia, que foi de facto a sua companhia de porrada em pleno directo no canal da polémica atrás de polémica chamado tvi há uns anos atrás....

Bons tempos...já não se fazem programas para putos como antigamente. Havia o buereré, com a Mamalhoa, o Batatinha e o Porradazinha na tvi. Ao fim de alguns anos estes programas mudaram muito. Há um par de anos vi partes dum programa infantil da Luciana Abreu em que aparecia como se fosse para a discoteca, ou para um bar de strip, e sinceramente tive pena de não ver aquilo mais vezes. O programa ao que parece durou cerca de 2 meses, os produtores não gostaram lá muito do que ela vestia pelo que se soube, ainda que as crianças lá ao lado dela não parecessem se importar lá muito com isso. Só por aí já se vê que a geração de 2000 para cima vão dar pessoas muito capazes e espertas....



1 comentário:

Mary Jane disse...

Sabes o que é? Quando as palavras não chegam, há que começar a usar o corpo :P