sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Hitchin' a ride

O dia de ontem foi especial para muita gente. Costuma-se dizer que quem não tem par está encalhado, e acho errado se dizer isso. Há vantagens em estar livre. Não é  por nada que geralmente se diz 'livre e desimpedido/a', ao fim ao cabo não temos de dar justificações a ninguém, podemos pensar mais em nós próprios.

E depois há sempre a questão das datas. Falha-se uma data especial e já vai tudo abaixo (embora com razão para tal). É-se obrigado a passear para tudo quanto é sítio que passa às claras que é romântico, obrigado a comer gelados e há chatice se alguma vez não se concorda com a amada. Diz-se que o homem é mais básico que a mulher, e é correcto, mas não significa que apenas sabemos dizer a palavra 'sim, está bem' a cada pergunta....

Confesso que gosto de ter o meu espaço, e já me lixei à pala disso. Confesso que sou distraído às vezes, e já me lixei à pala disso.

Aprendi com isso. Mas também aprendi a me resguardar mais. Aprende-se que nem sempre temos de levar tudo à nossa maneira e, ao fim ao cabo a vida é um conjunto de escolhas acertadas e erradas. Aliás, muitas vezes temos de começar pelas erradas para depois fazermos as certas.

É uma questão de feitios, possivelmente. Às vezes com uma ou outra pessoa há uma amizade muito grande, mas se fosse para passar isso para outro nível saía uma desgraça. Há casos de pessoas que nada têm a ver uma com a outra e conseguem, de certa maneira, se completar. Parece que pessoas com um modo de ser muito semelhante estão talhadas para não resultarem, talvez sintam que a outra pessoa seja insípida por não fazer algo que não está à espera ou que nada tenha a ver com ela, não faço ideia....

Dizem que o ser humano é complexo. Principalmente se os compararmos com os animais irracionais. E de facto somos. Esses só precisam de andar à porrada e/ou fazer danças de acasalamento(digamos que é a parte burocrática para eles), e está feito. A gente é todo um processo mais aprofundado....

2 comentários:

Tétisq disse...

Assim sendo, és tão encalhado como eu. Mas, eu sou menos básica, claro! :)

Alien David Sousa disse...

"Aprendi com isso. Mas também aprendi a me resguardar mais. Aprende-se que nem sempre temos de levar tudo à nossa maneira e, ao fim ao cabo a vida é um conjunto de escolhas acertadas e erradas. Aliás, muitas vezes temos de começar pelas erradas para depois fazermos as certas."

Adorei esta parte do texto joão. E toda a tua exposição das várias vertentes do que é ter alguém.
Falando por mim, eu e o macho alien, temos feitios COMPLETAMENTE diferentes, no entanto não andamos às turras. Claro que todas as relações têm problemas, mas acredito que duas pessoas muito parecidas têm menos hipóteses. Isto é o que a minha experiência me diz.

Só não concordo com o que mencionaste no inicio do texto. A parte do dar satisfações ao outro. Eu sou bastante independente e o macho também e nunca entramos nessa de dar justificações, nem de pedrir "permissão" para irmos a qualquer lado. Claro que sabemos por onde um ou o outro anda...mas porque somos um casal, não porque ele me pede satisfações sobre ter visto um EX ou outra coisa qualquer.

Beijinhos