quinta-feira, 18 de abril de 2013

Reflect on your life, time isn't real, how much time....can you kill?

Há uns anos perguntaram-me se me queria 'herbalifizar'. Certamente toda a gente já ouvia falar da Herbalife, grande produtora de comida que dizem ser saudável e que por mês custa a qualquer pessoa a módica quantia de cento e tal euros, e isto é ser simpático com o valor que cada um há de gastar...

Tinha eu cerca de dezassete anos conseguiram arrastar-me para uma conferência desta empresa. E nem precisei de ir de mãos e pés atados, até se pode dizer que por muito que desconfiasse dos seus produtos até se pode dizer que fui de bom grado.

Mas cedo percebi que estar lá dentro a ver aquilo (soubesse eu mais cedo do conteúdo da apresentação), estar ali só mesmo a ir de mãos e pés atados. Recordo-me com saudade quando me disseram a mim e a amigos meus para estarmos calados se não teríamos de abandonar o local...

Vamos ser claros: eles tentam incentivar as pessoas para um negócio que se for preciso no país há possivelmente cerca de 5-10 pessoas que fazem dinheiro e vivem com aquilo. Ainda pior do que isso, os seus produtos assemelham-se a uma droga. Já ouvi relatos de pessoas amigas de familiares meus que disseram que mal pararam de tomar voltaram a ficar gordas. Aquilo certamente cria dependência no corpo das pessoas.

De que serve pagar imenso para estar dependente para sempre de um produto, se não for em caso de doenças que é realmente preciso medicamentos?

De que serve aquilo até ser uma dieta que à partida pode ter resultados se mal se parar se voltar ao que era antes?

Dizer que aquilo é das empresas que mais dinheiro faz no mundo não significa que vendam produtos de qualidade, ao fim ao cabo a futilidade das pessoas cria dependências e promove oportunidades de negócio vindas de empresas de código ético lastimável....

E isto tudo porquê? Soube hoje que há uma pessoa que está a trabalhar no sítio onde estou a estagiar que é distribuidor e consumidor desses produtos. Pessoa essa que ficou indignada quando eu disse que a herbalife só vendia drogas (no sentido do vício que cria no corpo). Perguntei-lhe se já alguma vez tinha ouvido relatos sobre esses produtos, ao que me respondeu perguntando se já tinha ido a alguma conferência da empresa (como se me tivesse ajudado, quer dizer). Tudo acabou no momento em que me disse que era melhor acabar com a conversa, e eu lá me calei...Só depois soube que vendia e consumia, mas acho que não tenho de pedir desculpa por nada. É a verdade que ninguém quer saber porque as verdades por norma irritam a quem não quer ver como as coisas realmente são e não dá muito jeito admitir....

3 comentários:

Tétisq disse...

parece mais uma reunião daquelas 'seitas' religiosas, que outra coisa...

agatxigibaba disse...

Também não tenho uma impressão nada boa sobre eles e acho que há uns anos também fui até uma espécie de "entrevista", mas deve ter sido tão indiferente para mim que só tenho mesmo uma ideia muito, mas mesmo muito, vaga (lembro-me da pessoa que foi comigo e de um logótipo verde e já nem sei em que sítio de Lisboa era).

Alien David Sousa disse...

"Dizer que aquilo é das empresas que mais dinheiro faz no mundo não significa que vendam produtos de qualidade"


Johny já reparaste que a maioria das empresas que mais lucra é através de produtos sem qualidade?!!

E sim, concordo contigo; as verdades são incómodas.