sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Certas coisas são eternas

Costuma-se dizer que o inferno não é um lugar propriamente fresquinho. Em Portugal temos cultivado vários infernos nos últimos tempos. É incêndios uns a seguir aos outros pelo mato e áreas florestais...

Bombeiros já perderam a vida num esforço inglório uma vez que a maioria dos incendiários estão sempre a ser novamente libertados e prontos para recomeçar o seu trabalho no ano seguinte. Isto é estúpido. Parece que só valorizam a perda de vida de seres humanos quando esta gente mata não só as árvores como milhares de animais que lá vivem...

Seremos assim tão significantes para nos preocuparmos apenas connosco e o resto que se lixe? Porque é que as pessoas que pegam fogo a florestas costumam ser, ou diz-se que sejam sempre libertadas? Será que não há interesses por detrás disso? Será que não podem os incendiários actuar a mando de alguém com interesse que isso suceda a troco de dinheiro? Isto parece-me óbvio...

Claro que pode haver incêndios por causas naturais, mas ser todos os anos a mesma conversa leva a supor que isso há partida poderá não ser sempre assim.

E mesmo que alguém vá preso por atear fogos o mais certo é considerarem um crime de menor escala do que um assassínio, e isso leva-nos a depreender que o estado da justiça em Portugal é mesmo lastimável. Temos corruptos em todo o lado. Um corrupto com poder ganha praticamente sempre a quem tem razão, e por vezes com enorme prejuízo de quem é íntegro...e isto é triste.

domingo, 18 de agosto de 2013

Frangos inbejosos

Até há dias, não sabia nada sobre isto.

Mas depois lá me lembrei que isto foi apenas há dois dias. O que é certo é que pelas redes sociais muita gente começou a 'mandar pedras' à jornalista...e mereceu.

É óbvio que existe pessoal que parecem autênticos azeiteiros. Se é porque para eles é cultura ou tradição ter o corpo com tatuagens, é lá com eles. Se querem gastar um par de frascos de gel para pôr na trunfa também é com eles. E acima de tudo, se nasceram num berço de ouro, a culpa é toda menos deles...

É incrível como uma estação televisiva de lixo transforma pessoas que até então pareciam exemplos de profissionalismo. Na rtp aquilo certamente não sucedia, uma vez que quem fez o cardápio de questões não há-de ter sido apenas a jornalista em questão...

Se foi, então não merece os 27 mil euros que se diz que ela ganha por mês. Um jornalista qualquer que tivesse chegado agora à estação vindo da faculdade e fizesse o que ela fez certamente seria corrido dali para fora...

Há uma coisa que aos jornalistas sempre foi imposto: imparcialidade, completa ausência de opinião enquanto entrevistadores. Um comentador de um canal que seja jornalista é óbvio que pode expressar a sua opinião, ao fim ao cabo fazem-se programas precisamente para isso, mas um entrevistador nunca na vida diz o que pensa ao entrevistado....

Outro factor engraçado é que há uns anos no mesmo canal da tanga recordo-me do bastonário da ordem dos advogados Marinho Pinto ter dado uma 'coça' à Manuela Boca Guedes....é que ela falava demais, pura e simplesmente, e ele respondeu-lhe à letra...

E mesmo assim esta 'peça'' nunca chegou ao insulto em directo. A entrevista de há dois dias chegou. Muita calma teve o tipo.....e só dá razão àquela expressão de não se poder julgar pelo aspecto, mas sim pelo conteúdo...

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

A ciência que é a paciência

Costuma-se dizer que bater nas prateleiras da cozinha não traz benefícios incalculáveis para a saúde. Toda a gente sente que é preferível comer alperces, dependendo do tipo de estômago da pessoa em questão. Tudo isto para dizer nada de propriamente relevante, e que na prática dá resultado...

Como se pode perceber pelo primeiro parágrafo, se é que há algo para depreender dali, é que não precisamos de dizer ou escrever muita coisa para não dizermos absolutamente o que quer que seja.

Isto é importante, porque nos põe em pé de igualdade relativamente a muita gente que se dedica a falar muito e bem, mas que na prática nada diz.

Às vezes falar bem é uma ciência. Às vezes falar bem é estar calado: por outras palavras, uma pessoa pode-se sentir sábia e nunca dizer uma palavra, ainda que as outras pessoas sintam que essa pessoa é assim um bocado para o estúpida.....

Ainda ninguém percebeu o que quero dizer com isto. Foram pela certa quatro parágrafos lastimáveis.



Sucede que a revista Forbes disse umas quantas verdades sobre a filha do presidente angolano, que já veio negar tudo através de um porta-voz. Normal. É por isso mesmo que digo que deve se sentir sábia. Tanto ela como o pai têm imenso medo da imprensa, de tão raras que são as entrevistas.

Mesmo quando dão entrevistas as questões são escolhidas a dedo. Nada que manche a imagem. Ou melhor, manchados já eles estão, mas como corruptos que são até se dão ao luxo de dizer que estudar é fundamental. É óbvio que é, mas no caso deles fica mal dizer isso. É sabido que desde que está na presidência muito têm eles roubado aos angolanos e a sua família detém todos os melhores negócios em Angola, que mais parece um país anedótico tal o nível económico-social que o seu povo tem, face à sua riqueza mineral e petrolífera.

É óbvio que o nível escolar num país que pouco ou nada tem para comer é baixo. É baixo porque o governo quer que assim fique. Preferem que venham estrangeiros e que compreendam bem a corrupção que lá existe...porque sabem que esses nada irão fazer para mudar o que quer que seja, eles estão lá para trabalhar, enriquecer e zarpar dali ao fim de alguns anos, sem saudades....

Um povo educado percebe sempre melhor o que realmente se passa e sabe como e quando reagir. Um povo com outro tipo de preocupações só quer é continuar a viver, a instrução passa sempre para segundo plano....

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Dá que pensar e grunhir...

Tenho vindo a pensar numa coisa. Parece incrível que eu pense, mas realmente há algo num determinado anúncio que vi no youtube que me fez pensar nisto: seja em filmes ou anúncios em que os animais falam, porque põem um actor negro a fazer a voz de um gorila? Não poderá ser considerado racismo?...

É algo curioso que a própria pessoa aceite fazer esse tipo de trabalho. Está claro que há casos e casos, e não estou a ver um actor como o Rowan Atkinson (mr. bean) a fazer um papel desse género a não ser num filme de comédia qualquer....

Nunca devia fazer parte das ideias de um produtor de filmes pôr animais a falar, parece sempre estúpido seja de que forma for... Para isso, já bastam os seres humanos....

Comentário que vi sobre esta foto num fórum brasileiro: 'O Harry Potter depois de andar fumando a pedra filosofal' - Genial! Ehehe