segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Nunca deixes de duvidar da sorte, tem fé também depois dos azares!

Nunca fui gajo para ir a discotecas. De vez em quando até é engraçado lá ir, mas fazer disso uma norma é estupidamente caro para a carteira.

Há uns dias, mesmo sem ser planeado acabou-se por passar numa, depois de um ou outro copo noutro sítio.

Já se sabe que ter o nome nas guest lists dá sempre bastante jeito, mas também não é menos verdade que por vezes não se tem a ideia de passar numa antecipadamente e acaba-se por lá passar...

Dito isto, foi chegar lá e pedirem a mim e alguns amigos 250 euros para entrar, que na prática é a maneira mais subtil de dizer 'vocês aqui não entram sem guest'.

Não vale de muito ficar chateado, ainda que a gente tenha soltado um ou outro 'fodasse 250 euros!?'. Mas agora já é mais idiota quando um dos gorilas que se encontra à entrada ainda remata com um ''então porquê essa linguagem?''. Fazer perguntas às quais já se sabe a resposta e portanto dispensa qualquer tipo de confirmação é muito estúpido.

Na discoteca em questão entrei eu à vontade todas as vezes que lá entrei à pala devido a um amigo conhecer um dos sócios daquilo e alguns seguranças. Mesmo sem isso cheguei a lá ir umas poucas vezes ao longo dos anos, agora essa de pedirem 250 euros é novidade.

E no fim das contas, no dia seguinte acordei e fiquei realmente aliviado por não ter lá posto os pés. Mesmo que tivesse entrado pelo preço do costume, a verdade é que lembrei-me que nesse dia tinha deixado o cartão multibanco em casa, e naquela altura já só me restavam cinco, seis euros. Às vezes tem-se sorte e nem se dá conta, este tipo de 'ranço' nem sempre vem na altura certa, mas suspirei quando percebi que em determinadas alturas há males que vêm por bem....

2 comentários:

Inny disse...

oh o eterno dilema das discotecas, dava um livro com várias sequelas ahah :)

Quanto ao azar que trás sorte isso é tão verdade que até chega a assustar!

agatxigibaba disse...

Ahaha! É que nem que o Justin Timberlake lá estivesse à minha espera com uma garrafa de champanhe! Aliás, se ele estava à minha espera, que pagasse e mandasse estender a passadeira vermelha :p